F1
01/09/2014 10:22

McLaren oferece contrato de R$ 70 milhões por ano a Alonso a partir de 2015, afirma jornal inglês

Fernando Alonso é o principal alvo da McLaren para 2015. De acordo com reportagem do jornal inglês de 'The Telegraph', a equipe de Woking fez uma oferta de US$ 32 milhões (aproximadamente R$ 70 mi) por ano a Alonso
Warm Up
Redação GP, de Leipzig
Ao que parece, Fernando Alonso se tornou a peça-chave do mercado de pilotos da F1 para 2015. O espanhol, embora tenha contrato com a Ferrari até o fim da próxima temporada, possui uma cláusula em seu acordo que pode liberá-lo bem antes disso.

De acordo com reportagem da ‘Auto Motor Und Sport’, o contrato do bicampeão possui um item relacionado à competitividade, que determina que, se o ferrarista estiver a 25 pontos ou mais do líder do campeonato até 1º de setembro, estará automaticamente livre dos compromissos com a equipe italiana e poderá, então, negociar com outros times. Hoje, 1º de setembro, a diferença entre Alonso, o quarto colocado, e Nico Rosberg, o líder do Mundial, é de 99 pontos.
Fernando Alonso pode deixar Ferrari já em 2015 (Foto: Getty Images)
F1
  O BRINDE AO VICE
Williams cresce, sonha com vitórias e já vê chance de ser vice-campeã. Mas precisa bater a Red Bull do embalado Ricciardo
   
 
  10+
As ordens de equipe mais polêmicas da F1
   
E quem aparece no topo da lista dos interessados nos serviços do asturiano é a McLaren. Segundo matéria do jornal inglês 'The Telegraph', a equipe de Woking no papel de seu chefe-mor, Ron Dennis, fez uma surpreendente oferta de US$ 32 milhões (aproximadamente RS$ 70 mi) por ano a Alonso.

A reportagem ainda afirmou que Dennis, apesar das rusgas vividas por ambos em 2007, entende que o espanhol é o melhor piloto para comandar a McLaren na nova fase do time, que compreende a parceria com a Honda, que vai fornecer os motores V6 aos ingleses. A imprensa britânica, na verdade, acredita que a fabricante japonesa, que volta à F1 em 2015, é a principal interessada em um acordo com Fernando — e investe pesado.

Por sua vez, Marco Mattiacci, o chefe da Ferrari, declarou que tanto Alonso quanto Kimi Räikkönen vão permanecer no time vermelho também em 2015. A mídia italiana ainda garante que o espanhol já está negociando um novo contrato de cifras altas com Maranello. A proposta é de um acordo de três anos no valor de € 105 milhões (cerca de R$ 315 mi).

Alonso defende as cores de Maranello desde 2010. Foi duas vezes vice-campeão com os italianos e, nesta temporada, está longe de brigar por vitórias.

Alonso deve ficar na Ferrari e crer no plano da nova direção ou a McLaren com motor Honda é o melhor caminho? 

Bolão GRANDE PRÊMIO EUROBIKE:
Faça suas apostas para o GP da Itália e concorra a uma viagem. É grátis!



A reação de Alonso

Há questão de 25 dias, o enigmático espanhol usou as redes sociais para colocar uma mensagem. Disse que uma coisa falsa, mesmo que repassada mil vezes, continuaria falsa. Desde então, aqui e ali, Alonso tem ressaltado seu amor pela Ferrari e do quanto se sente feliz ao guiar pelo time italiano.
Últimas Notícias
quarta-feira, 29 de março de 2017
F1
F1
terça-feira, 28 de março de 2017
Indy
F1
Indy
F1
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook