F1
16/01/2017 12:35

Mercedes adota linha segura, ratifica Bottas para vaga de Rosberg e completa quebra-cabeça da F1

Nico Rosberg foi campeão mundial, mas largou um baita problema nas mãos da Mercedes apenas cinco dias depois da conquista do tão sonhado título. O alemão anunciou a aposentadoria e abriu a mais cobiçada vaga do grid da F1. Foram semanas especulação até que Toto Wolff bateu o martelo e escolheu Valtteri Bottas para ocupar o cockpit de Rosberg a partir de 2017
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Leipzig
 

É Valtteri Bottas quem vai assumir o cockpit do campeão Nico Rosberg em 2017 e formar dupla com Lewis Hamilton. O tão esperado anúncio foi confirmado nesta segunda-feira (16) pela Mercedes e dá ao finlandês um inesperado salto na carreira. Ele deixa a Williams, onde ocuparia o posto real de líder da equipe, e vai tentar bater de frente com um companheiro tricampeão louco para se refazer da primeira derrota interna na disputa por um título. A duração do contrato não foi oficialmente revelada pela Mercedes. No entanto, a emissora britânica BBC informa que o vínculo tem duração de um ano, com a opção de renovação para mais temporadas.

Depois de cruzar a linha de chegada na segunda posição em Abu Dhabi e faturar a tão sonhada taça mundo da F1, Rosberg teve a certeza de que sua carreira havia chegado ao fim. Avisou a Mercedes no dia seguinte e o mundo no final daquela semana, para o choque geral. Depois do impacto da notícia, a cúpula da equipe alemã viu a ficha cair e iniciou uma verdadeira corrida atrás de um substituto que pudesse garantir a força dos tricampeões para a próxima temporada, quando a maior das categorias vai viver sob um novo regulamento. E foram semanas de especulações. Até que a equipe adiou o anúncio para este início de ano. 
Mas não faltaram opções — até Lukas Podolski quis fazer um teste. Apesar do cenário de desespero, a esquadra prata não perdeu a chance de galhofa nas redes sociais enquanto procurava um nome para o lugar do alemão. E foi 'procurada também'. Max Verstappen entrou na brincadeira, Pastor Maldonado foi outro. Apenas Kimi Räikkönen e Daniil Kvyat não ligaram para o time, disse brincando Toto Wolff em certo momento. Kamui Kobayashi até ‘enviou’ um currículo. No fim das contas, o time que domina a F1 há três anos seguiu uma linha segura e confiável.
 
Antes disso, porém, Wolff teve trabalho e certamente viu o celular vibrar muitas vezes. A verdade é que o primeiro piloto especulado foi Fernando Alonso, e com a ajuda da próxima Mercedes. Dito por muitos como o melhor piloto da F1, o espanhol ganhou a preferência geral pelo potencial de disputa com Hamilton, no que seria uma reedição da parceria altamente explosiva que ambos tiveram quando foram companheiros de McLaren em 2007. Sem dúvida, os dois também formariam a dupla mais forte do grid. Só que Alonso tem contrato com a mesma equipe inglesa, e isso acabou sendo decisivo, apesar do bicampeão ter sido considerado pela cúpula da montadora alemã.
Valtteri Bottas é o escolhido da Mercedes para ocupar a vaga do campeão Nico Rosberg em 2017 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Nico Hülkenberg também foi considerado. Entende-se que a chefia prateada também foi atrás do alemão, que havia acabado de conseguir a chance na Renault. Mas a ardilosa montadora francesa negou. A Mercedes também olhou para Carlos Sainz, mas a Red Bull tratou logo de afastar qualquer ideia. Nisso tudo, ainda havia a natural possibilidade de promover os jovens Pascal Wehrlein ou Esteban Ocon - este já de malas prontas para a Force India. Então, surgiu a chance de trazer Bottas.
 
No fim e ao cabo, a lista de Wolff e Niki Lauda ficou reduzida a apenas dois a nomes mesmo: Pascal e Valtteri. Hesitante desde o início, o comando da Mercedes entendeu que o alemão ainda era pouco experiente para encarar Hamilton de frente, e isso poderia também acabar com sua carreira. A solução foi encontrar outro lugar para o reserva, e a Sauber foi a escolhida

Aos 27 anos, Bottas se revelou, então, a opção perfeita. Rápido e experiente, pronto para o desafio. Mas havia ainda um empecilho: tirar o finlandês da Williams não seria tão fácil. A equipe inglesa precisava de alguém igualmente experiente. E foi aí que Felipe Massa entrou no jogo. A esquadra de Grove fez a oferta - revelada pelo GRANDE PRÊMIO no fim do mês passado - e o brasileiro aceitou

Dessa forma, Wolff, que segue como apoiador de Bottas, conseguiu achar um piloto competitivo o suficente para 2017. Valtteri está na F1 por intermédio do dirigente austríaco e fez sua estreia em 2013, pela própria Williams. Seu melhor resultado foi em 2014, quando terminou o campeonato em uma forte quarta posição, depois de conquistar seis pódios. 
Outra foto vazada de Bottas na Mercedes pouco antes do anúncio oficial (Foto: Divulgação)
"É muito emocionante para mim", disse Bottas durante o anúncio da Mercedes, transmitido ao vivo pelo site da equipe prateada. "Acho que vai demorar um pouco para entender o que realmente está acontecendo. É definitivamente um outro sonho que se torna realidade. Correr em outra equipe com uma história tão grande, especialmente depois dos últimos anos, é incrível", completou.

"Estou muito orgulhoso por me tornar parte disso e estou muito grato à todos na Mercedes por confiarem nas minhas habilidades, dando uma chance como essa", acrescentou o finlandês.

A assinatura do contrato, depois de seis semanas de negociação, foi efetivamente feita na manhã desta segunda. "Às vezes, na vida, as circunstâncias inesperadas nos fornecem oportunidades interessantes. A decisão de Nico foi uma grande surpresa, o que gerou certamente uma situação desafiadora para a equipe lidar. Mas resistir à tempestade o torna mais forte e vimos isso como uma chance de crescer", disse Wolff, no comunicado da equipe.

"Valtteri é um cara incrível: tem os pés no chão, é direto e muito focado, muito finlandês para ser honesto. E será um grande nome para nós. Ele tem um história impressionante nas categorias de vase e nove pódios na F1. É hora de dar o próximo passo e vê-lo diante do desafio de brigar por vitórias", completou.
 
BRUNO SENNA FALA DA CARREIRA, DO FUTURO E DA VOLTA DE MASSA



Últimas Notícias
quinta-feira, 21 de setembro de 2017
MotoGP
Superbike
F1
MotoGP
F-E
MotoGP
MotoGP
Nascar
F1
MotoGP
F-E
F1
F1
MotoGP
Indy
Galerias de Imagens
Facebook