F1
12/03/2017 04:00

Mercedes anda mais de 83% da temporada 2017 e Ferrari é quem mais progride em relação à pré-temporada 2016

Não é à toa que Mercedes e Ferrari se colocam como favoritas à disputa do título de 2017. A primeira foi a equipe que mais andou na pré-temporada; a segunda, aquela que mais deu um salto em relação aos testes do ano passado. A Williams de Felipe Massa também aparece bem em ambos os casos
Warm Up
VICTOR MARTINS, de São Paulo

Os números que os testes nos trazem são um bom indicativo de quem vai vir forte e quem deve decepcionar na temporada 2017. Dois itens importantes apontam como Mercedes e Ferrari estão à frente das demais e devem protagonizar a briga pelo título.

Somadas as duas semanas de quatro dias cada, a equipe atualmente tricampeã da F1 foi a quem mais acumulou quilometragem, apesar de encontrar problemas menores aqui e ali. Foram ao todo 5.101,9 km rodados conjuntamente por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. A Ferrari vem logo atrás, com 4.445,5 km que deram o alemão Sebastian Vettel e o finlandês Kimi Räikkönen.

Somando a distância das 20 corridas que compõem o calendário atual, a F1 tem um Mundial de 6.095,7 km. Assim, a Mercedes rodou 83,70% da temporada nestes oito dias; a Ferrari, 72,93%.

Um outro dado indica a evolução das equipes da 'velha' para a 'nova' F1, esta dos carros e pneus mais largos, da volta das barbatanas e de alguns aparatos esqusitos. Já se esperava que houvesse uma clara evolução dos tempos sobretudo porque a velocidade nas curvas é muito maior e a freada é muito mais dentro delas.
(Photo: Xavi Bonilla / Grande Premio)

 
Com base nos melhores tempos de 2016 e 2017, a Ferrari é quem apresenta o maior salto: são 4s131 de lá para cá, pegando pela marca feita por Kimi Räikkönen no último dia de treinos coletivos. A Red Bull aparece na segunda colocação do quesito, com 4s087, e a Renault vem em terceiro, com 4s048.

A Mercedes só surge em quinto lugar, com um tempo 3s712 que no ano passado. À frente dela vem a Williams, com 3s773. 

A equipe de Grove, aliás, é a terceira que mais percorreu na pré-temporada — e poderia ter percorrido mais não fossem os três acidentes de Lance Stroll, que cortaram um dia de práticas na primeira semana. Muito apoiados em Felipe Massa, foram 3.724 km.

Na outra ponta, é possível imaginar quem vem na rabeira de tudo e se coloca como provável fiasco de 2017. Os carros laranjas, que não conseguiram dar mais do que 11 voltas seguidas em qualquer um dos dias, somaram 2.127,3 km (34,9% do total a ser percorrido nesta temporada) e só evoluíram 2s405 em comparação a 2016.

Quilômetros percorridos:
1   MERCEDES 5101.9 km 83,70%
2   FERRARI 4445.5 km 72,98%
3   WILLIAMS 3724 km 61,09%
4   SAUBER 3663.5 km 60,10%
5   FORCE INDIA 3654.2 km 59,94%
6   RED BULL 3184 km 52,23%
7   HAAS 3170.1 km 52,01%
8   RENAULT 2774.4 km 45,51%
9   TORO ROSSO 2718.5 km 44,60%
10   MCLAREN 2127.3km 34,90%

Evolução 2016-2017:
1   FERRARI 4.131
2   RED BULL  4.087
3   RENAULT  4.048
4   WILLIAMS 3.773
5   MERCEDES 3.712
6   HAAS 3.378
7   TORO ROSSO 3.297
8   SAUBER 3.090
9   FORCE INDIA 2.994
10   MCLAREN 2.405
 
PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA



Últimas Notícias
sexta-feira, 17 de novembro de 2017
F1
Nascar
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
F1
Rali
F1
World Series
Stock Car
Endurance
World Series
World Series
Stock Car
World Series
F1
Galerias de Imagens
Facebook