F1
22/08/2017 10:11

Mercedes espera bom desempenho na Bélgica, mas descarta favoritismo e prega cautela: “Vamos ser humildes”

Toto Wolff disse que as férias de verão foram o momento perfeito para parar e analisar o que a Mercedes fez até o momento na temporada 2017. O saldo é positivo, embora o dirigente austríaco reconheça que não há mais a supremacia dos tempos de outrora. Ainda que meta seja uma só, vencer os dois títulos em jogo neste ano, o discurso é de pés no chão
Warm Up
Redação GP, de Sumaré

Se por um lado a Mercedes reconhece que já não é mais a prima-dona da F1 como outrora, por outro a equipe prateada admite que faz, ao menos até agora, uma temporada bastante competente em 2017. Ao todo, o time de Brackley soma 357 pontos, contra 318 da Ferrari, e tem Lewis Hamilton e Valtteri Bottas com chances reais de conquistar o título do Mundial de Pilotos. Após as férias de verão e o providencial tempo para analisar tudo o que foi feito até aqui, Toto Wolff já está ansioso para a disputa do GP da Bélgica, neste fim de semana.
 
A expectativa do chefe da Mercedes para Spa-Francorchamps é de otimismo no desempenho do W08 EQ Power+ em razão das características do traçado belga. No entanto, há um quê de cautela no discurso de Wolff, que não quer saber de assumir favoritismo neste fim de semana. Mas apesar da postura humilde, o objetivo da Mercedes para Spa é arrancar de vez para o grande objetivo em 2017: faturar os dois títulos em jogo.
Toto Wolff não assume a Mercedes como favorita na Bélgica (Foto: Mercedes)
“As férias de verão chegaram no momento perfeito para olhar em retrospecto e ver nossa temporada. Melhoramos muito rápido e vencemos seis das 11 corridas, com vitórias dos nossos dois pilotos. Mas está claro que 2017 é diferente das últimas três temporadas porque não temos o luxo de ter uma performance muito melhor que o restante do grid”, comentou o dirigente em prévia divulgada pela Mercedes nesta terça-feira (22).
 
“Mas nosso objetivo é o mesmo: vencer os dois títulos mundiais. A história mostra que o carro que vence o Mundial de Construtores também ganha o Mundial de Pilotos. Demonstramos equilíbrio e competitividade em todos os circuitos na primeira parte do Mundial. A Red Bull vai ser uma ameaça se melhorar seu rendimento, como na Hungria, de modo que vamos continuar sendo humildes”, ponderou o austríaco.
 

Assim, a expectativa é que as Flechas de Prata andem bem em Spa, mas Wolff trata de lembrar que a Mercedes não se julga favorita à vitória no próximo domingo.
 
“Assumimos que nosso carro será bom em Spa porque é um circuito onde a eficiência aerodinâmica é extremamente importante. Mas não vamos assumir nada e simplesmente vamos buscar o máximo possível de pontos neste fim de semana”, finalizou.
TUKA ROCHA ANALISA NOVO MOMENTO DA STOCK CAR


Últimas Notícias
sexta-feira, 22 de setembro de 2017
F1
MotoGP
MotoGP
F1
Stock Car
F1
MotoGP
Endurance
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook