F1
01/01/2017 15:52

Motor “profundamente diferente” da Ferrari para temporada 2017 vai ter mais de 1.000 cv de potência, diz jornal

Dois fatores – mudanças no regulamento da F1 e a gana da Ferrari – vão permitir um salto de rendimento. O jornal ‘La Gazzetta dello Sport’ afirma que a versão 2017 da unidade de potência italiana vai superar a barreira dos 1000 cavalos, deixando para trás os 970 de 2016
Warm Up
Redação GP, de Porto Alegre
 
A Ferrari vai para a temporada 2017 com a necessidade de finalmente alcançar Mercedes e Red Bull para brigar por vitórias e título. A mudança no regulamento técnico da F1 abre caminho para uma possível surpresa dos italianos, que acabaram de se despedir de um 2016 decepcionante. Uma das chaves dessa aguardada reviravolta está no motor: de acordo com o jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, o novo motor da equipe vai quebrar a barreira dos 1.000 cavalos de potência.
 
A superação da marca é consequência direta de dois fatores. O primeiro é a intenção de redesenhar um motor que não impressiona, enquanto o segundo tem a ver com novidades inerentes ao novo regulamento técnico da F1.
 
“O motor vai ser profundamente diferente. As câmaras de combustão estão sendo redesenhadas, a integração entre as partes endotérmicas e elétricas está sendo aperfeiçoada”, apontou o ‘Gazzetta’.
Sebastian Vettel deve ter um carro mais potente em 2017 (Foto: Ferrari)
Os tanques dos carros de F1 vão passar a ter espaço para 105 kg de combustível – um pouco além do limite de 100 kg, vigente até 2016. Esta folga extra permite maior aproveitamento da potência do motor.
 
A estimativa do ‘Gazzetta’ é de que a versão anterior do motor já tinha aproximadamente 970 cavalos. Este número já vinha aumentando regularmente, consequência do desenvolvimento dos motores V6 Turbo, introduzidos em 2014.
 

Últimas Notícias
segunda-feira, 20 de novembro de 2017
MotoGP
Endurance
F-E
F1
F1
MotoGP
Nascar
MotoGP
F3
F1
F1
Stock Car
domingo, 19 de novembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook