F1
08/06/2016 09:00

Na Garagem: um ano após acidente no Canadá, Kubica dá volta por cima e vence

No dia da maior barbeiragem da carreira de Lewis Hamilton, Robert Kubica soube se manter longe das confusões no Canadá para liderar a dobradinha da BMW rumo à vitória
Warm Up
RENAN DO COUTO, de São Paulo
Há oito anos, a F1 viu uma de suas mais curiosas histórias de superação. Em 2007, Robert Kubica escapou da morte em um forte acidente durante o GP do Canadá. Em 2008, voltou ao circuito para conquistar a primeira e única vitória de sua carreira.
 
A BMW vinha bem em 2008, mas ainda assim não era páreo para a Ferrari e a McLaren. Em um ou outro circuito, chegava mais perto. O polonês fez a pole no GP do Bahrein e, no Canadá, se classificou para largar ao lado de Lewis Hamilton na primeira fila.
Robert Kubica no alto do pódio do GP do Canadá (Foto: BMW)

O inglês largou bem com a McLaren e claramente tinha um ritmo bem superior: por mais que faltasse muita corrida, a vitória já era dele. Isso, claro, até a maior trapalhada da carreira do hoje tricampeão.
 
O safety-car entrou na pista na volta 17, e os líderes aproveitaram para ir aos boxes. A parada da McLaren foi bem mais lenta, e Hamilton já perderia a ponta para Kubica e para Kimi Räikkönen. O problema maior foi na saída dos boxes…
 
Como determinava a regra na época, a luz vermelha ficava acesa até que o pelotão passasse pela reta. Por isso, Kimi e Kubica pararam. Hamilton não se tocou e…


 
Como a Ferrari ainda errou com Felipe Massa e não colocou combustível no tanque no pit-stop, o brasileiro precisou fazer uma parada extra. A briga pela vitória ficou para a BMW.
 
Kubica e o alemão Nick Heidfeld tinham táticas diferentes, já que o último não foi aos boxes durante o safety-car, mas a estratégia do polonês deu mais certo. No final, ele apenas administrou a situação para vencer e (sim!) assumir a liderança do campeonato.
A BMW Sauber recebendo Kubica com muita festa em Montreal (Foto: Bridgestone)
Kubica saiu de Montreal com 42 pontos, quatro a mais que Massa e Hamilton, e sete a mais que Räikkönen.
 
David Coulthard completou o pódio —  o último de sua carreira —, e Massa chegou em quinto, atrás de Timo Glock. O ferrarista fez uma das melhores ultrapassagens de sua carreira ao superar, de uma vez só, Jarno Trulli e Rubens Barrichello.


 
PADDOCK GP #31 DEBATE F1, INDY E NASCAR



Últimas Notícias
segunda-feira, 23 de outubro de 2017
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
Nascar
F1
F1
Nascar
F1
Galerias de Imagens
Facebook