F1
31/12/2016 11:31

Novo diretor da McLaren afasta ideia de venda da equipe e afirma que meta é conquistar títulos “até o fim desta década”

O novo diretor-executivo da McLaren, Zak Brown, não foi muito adiante com a ideia de que a tradicional equipe queira reorganizar sua imagem para conseguir um comprador. O que ele garante que tem como meta é voltar a vencer campeonatos nos próximos três anos
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
 

O novo diretor-executivo da McLaren, Zak Brown, tem sido fuzilado com perguntas sobre o futuro econômico da equipe de Woking desde que foi anunciado no novo cargo. E, como nunca escondeu de ninguém, tem seus objetivos financeiros - como conseguir um patrocinador-máster, por exemplo -, mas todas as metas são em prol da maior: voltar ao topo da F1. Algo que ele acredita que a equipe pode fazer nos próximos três anos.
 
Em entrevista concedida à revista inglesa 'Financial Times', publicação voltada para o mundo das finanças, Brown foi questionado sobre se sua meta na McLaren é melhorar o perfil comercial da companhia - algo em que é visto como especialista - para uma futura venda. Brown não foi fundo, mas desencorajou a possibilidade.
 
"Isso é com os acionistas", falou. "Eu não estaria surpreso de estar usando um uniforme da McLaren durante um GP daqui a dez anos", afirmou. Sua meta, ele garante, é voltar a vencer campeonatos "até o final desta década". Ou seja, nas próximas três temporadas, até 2019.
Zak Brown é o novo diretor-executivo do Grupo McLaren (Foto: McLaren)
Sobre os problemas que envolvem a saída de Ron Dennis e o rebaixamento dos nomes recrutados pelo ex-presidente, como Ekren Sami e Jost Capito, Brown não negou o óbvio problema, mas se distanciou do que está acontecendo.
 
"Não precisa ser um cientista para chegar a essa conclusão [de que há um problema]. Eu deliberadamente mantive meu espaço e sei que tudo os acionistas querem é um título mundial", encerrou.
 
A primeira temporada de Brown no comando executivo da McLaren verá Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne nos volantes do time. O que o novo diretor gostaria da F1 é que aproximasse seus eventos do que é feito no Super Bowl

Últimas Notícias
sábado, 25 de março de 2017
Nascar
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Nascar
F1
Galerias de Imagens
Facebook