F1
17/02/2017 10:50

Novo diretor esportivo, Brawn pede cautela e avisa: “Não se pode mudar a F1 da noite para o dia”

Contratado pelo Liberty Media com a missão de ser o elo entre os novos donos da F1 e as equipes do Mundial, Ross Brawn pediu muita cautela neste início dos trabalhos e afirmou que mudanças em um esporte tão complexo levam um bom tempo
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 
A chegada do Liberty Media como novo proprietário da F1 causou grande impacto no esporte. O principal deles, até agora, foi o fim da ‘Era Bernie Ecclestone’, com a saída do dirigente que comandou a categoria por quase 40 anos. Chase Carey assumiu como presidente e diretor-executivo da F1, que terá Sean Bratches como diretor de operações comerciais e Ross Brawn, nome de peso e dono de títulos mundiais, contratado como novo diretor esportivo.
 
Em sua nova função, o britânico chega com a missão de ser o elo entre o Liberty Media e as equipes do grid da F1. Brawn sabe das expectativas em torno da chegada da empresa no comando do esporte e deixou claro que a categoria, pouco a pouco, vai ser voltada ao entretenimento. No entanto, o dirigente avisou que as mudanças serão implementadas de forma cautelosa, seguindo o discurso do promotor do GP do Brasil de F1, Tamas Rohonyi.
Ross Brawn avisou que vai levar algum tempo para a F1 sofrer grandes mudanças (Foto: Getty Images)
“Queremos nos concentrar em fazer com que o espetáculo seja o melhor possível. Cada decisão terá de marcar alguns objetivos. Faz com que o esporte seja melhor? Ele vai entreter mais? Vai torná-lo mais econômico?”, salientou o diretor esportivo da F1 em entrevista à emissora britânica BBC.
 
Quanto ao entretenimento, uma das intenções do Liberty Media é fazer com que cada etapa do Mundial de F1 seja como um Super Bowl, a final da liga de futebol americano (NFL) e que é um fenômeno comercial e de audiência. Entre outras missões do Liberty Media está também buscar uma forma de tornar o esporte mais equilibrado e atraente para as equipes e, sobretudo, para os fãs, proporcionando novas formas de interagir com a F1.
 
Brawn, contudo, sabe eu não será uma missão das mais fáceis. “Não se pode mudar um esporte tão complexo como é a F1 da noite para o dia, mas a mensagem é que nós estamos lutando para entreter e tornar o esporte viável possível”, avisou.
 
“Espero que, com a pressão contínua que podemos impor, que nós possamos guiar o esporte para um lugar melhor. Há alguns problemas diretos, mas as soluções vão levar algum tempo”, concluiu o dirigente.

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E


Últimas Notícias
sábado, 21 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Brasileiro de Marcas
Stock Car
F1
Stock Car
F1
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook