F1
19/12/2016 14:34

Paparazzo fotografa Schumacher deitado em casa na Suíça e tenta vender imagem por R$ 4,2 milhões

Michael Schumacher sofreu o acidente de esqui nos Alpes Franceses há três anos, e, desde então, jamais fotos ou vídeos do heptacampeão mundial foram divulgadas. Mas a rede de TV alemã RTL divulgou que uma pessoa fotografou Schumacher ilegalmente e tentou vender o resultado para a imprensa europeia
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Desde que Michael Schumacher sofreu seu grave acidente de esqui nos Alpes Franceses há três anos, sua vida e recuperação tem se mantido em segredo quase que absoluto, sem absolutamente qualquer imagem do heptacampeão mundial. Pela primeira vez nesse tempo uma foto de Schumacher foi tirada e oferecida para a imprensa europeia por £ 1 milhão - cerca de R$ 4,2 milhões.
 
A informação foi dada pela rede de TV pública alemã RTL. Segundo a TV, um paparazzo teve acesso à casa dos Schumacher em Genebra, na Suíça, se aproveitou de um momento de desatenção e fotografou Schumacher em sua cama.

A promotoria alemã afirmou que as fotos violam "o âmbito privado da vida de Schumacher" e estão com uma investigação em curso para precisar o que aconteceu no incidente do paparazzo.

Não é a primeira vez que algo relacionado a Michael é roubado. Em 2014 um funcionário da empresa de ambulâncias aéreas que transportou Schumacher afanou o prontuário médico do maior vencedor de provas da história da F1 e tentou vender, mas ninguém comprou e ele acabou preso. Em seguida, se suicidou na prisão em que estava.

Nenhuma imagem de Schumacher apareceu desde seu acidente (Foto: Ferrari)
Dias atrás, a família de Schumacher lançou uma iniciativa sem fins lucrativos sob o nome de ‘Keep Fighting’ — ou em uma tradução livre ‘Continue lutando’ —, em uma tentativa de ampliar no mundo a mensagem positiva que o heptacampeão vem recebendo desde do terrível acidente de esqui. 
 
A campanha, que vem usando as redes sociais especialmente, visa ajudar pessoas que também se encontraram em situações difíceis. Apesar da medida, nenhuma informação sobre o estado de saúde do alemão foi mencionada.
 
A assessora Sabine Kehm deixou claro que não haverá mais informações sobre o estado do maior vencedor da F1. "A saúde de Michael não é uma questão pública. Por isso, seguiremos não comentando nada a esse respeito. Isso porque temos de respeitar e proteger a esfera íntima. Estamos cientes de que pode ser algo difícil de entender, mas fazemos com total comprometimento e só podemos agradecer às pessoas por sua compreensão", afirmou.

Desde que Michael foi para casa, ainda em 2014, a única novidade confirmada sobre a recuperação foi dada na corte por conta de um processo movido pela família contra a revista alemã 'Bunte'. Na ocasião, os advogados precisaram confirmar que o ex-piloto ainda não anda sozinho.

GRANDE PRÊMIO MELHORES DO ANO 2016

A votação vai até o dia 22 de dezembro, e os vencedores serão anunciados em matérias especiais no GP. Participe da eleição dos Melhores do Ano.
 
 


Últimas Notícias
quinta-feira, 30 de março de 2017
F1
F1
Stock Car
MotoGP
F2
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook