F1
19/12/2016 14:34

Paparazzo fotografa Schumacher deitado em casa na Suíça e tenta vender imagem por R$ 4,2 milhões

Michael Schumacher sofreu o acidente de esqui nos Alpes Franceses há três anos, e, desde então, jamais fotos ou vídeos do heptacampeão mundial foram divulgadas. Mas a rede de TV alemã RTL divulgou que uma pessoa fotografou Schumacher ilegalmente e tentou vender o resultado para a imprensa europeia
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Desde que Michael Schumacher sofreu seu grave acidente de esqui nos Alpes Franceses há três anos, sua vida e recuperação tem se mantido em segredo quase que absoluto, sem absolutamente qualquer imagem do heptacampeão mundial. Pela primeira vez nesse tempo uma foto de Schumacher foi tirada e oferecida para a imprensa europeia por £ 1 milhão - cerca de R$ 4,2 milhões.
 
A informação foi dada pela rede de TV pública alemã RTL. Segundo a TV, um paparazzo teve acesso à casa dos Schumacher em Genebra, na Suíça, se aproveitou de um momento de desatenção e fotografou Schumacher em sua cama.

A promotoria alemã afirmou que as fotos violam "o âmbito privado da vida de Schumacher" e estão com uma investigação em curso para precisar o que aconteceu no incidente do paparazzo.

Não é a primeira vez que algo relacionado a Michael é roubado. Em 2014 um funcionário da empresa de ambulâncias aéreas que transportou Schumacher afanou o prontuário médico do maior vencedor de provas da história da F1 e tentou vender, mas ninguém comprou e ele acabou preso. Em seguida, se suicidou na prisão em que estava.

Nenhuma imagem de Schumacher apareceu desde seu acidente (Foto: Ferrari)
Dias atrás, a família de Schumacher lançou uma iniciativa sem fins lucrativos sob o nome de ‘Keep Fighting’ — ou em uma tradução livre ‘Continue lutando’ —, em uma tentativa de ampliar no mundo a mensagem positiva que o heptacampeão vem recebendo desde do terrível acidente de esqui. 
 
A campanha, que vem usando as redes sociais especialmente, visa ajudar pessoas que também se encontraram em situações difíceis. Apesar da medida, nenhuma informação sobre o estado de saúde do alemão foi mencionada.
 
A assessora Sabine Kehm deixou claro que não haverá mais informações sobre o estado do maior vencedor da F1. "A saúde de Michael não é uma questão pública. Por isso, seguiremos não comentando nada a esse respeito. Isso porque temos de respeitar e proteger a esfera íntima. Estamos cientes de que pode ser algo difícil de entender, mas fazemos com total comprometimento e só podemos agradecer às pessoas por sua compreensão", afirmou.

Desde que Michael foi para casa, ainda em 2014, a única novidade confirmada sobre a recuperação foi dada na corte por conta de um processo movido pela família contra a revista alemã 'Bunte'. Na ocasião, os advogados precisaram confirmar que o ex-piloto ainda não anda sozinho.

GRANDE PRÊMIO MELHORES DO ANO 2016

A votação vai até o dia 22 de dezembro, e os vencedores serão anunciados em matérias especiais no GP. Participe da eleição dos Melhores do Ano.
 
 



Últimas Notícias
sábado, 18 de novembro de 2017
Endurance
Brasileiro de Turismo
F3
Motociclismo
F1
Stock Car
MotoGP
Rali
Motociclismo
World Series
Stock Car
MotoGP
Superbike
F3
Turismo
Galerias de Imagens
Facebook