F1
03/01/2017 11:57

Patrocinadora de longa data, Pertamina surpreende, encerra acordo e complica chances de Haryanto voltar à F1

A Pertamina, petrolífera estatal da Indonésia e patrocinadora de Rio Haryanto há bastante tempo, comunicou nesta terça-feira (3) o fim do acordo. Assim, Haryanto, visto como um dos favoritos às vagas abertas na Manor, tem suas chances de voltar ao grid bem prejudicadas
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
 

Desde que saiu do grid da F1 no meio de 2016, Rio Haryanto tem sido visto como um dos pilotos mais próximos de conseguir uma vaga de volta na categoria para 2017. E a expectativa seguia até pelo menos esta terça-feira (3), quando a patrocinadora de toda a carreira de Haryanto, a petrolífera estatal indonésia Pertamina, está terminando a parceria.
 
O fim do acordo entre Pertamina e Haryanto é surpreendente, especialmente após a petrolífera ter sido responsável por boa parte da quantia paga à Manor para colocá-lo na F1 pela primeira metade do ano que passou. "Esse ano não vai haver prosseguimento da participação da Pertamina na F1. Claro que ficamos muito tristes com isso, mas já fizemos nossos esforços máximos por Rio e pela Indonésia", disse em comunicado oficial a porta-voz da companhia, Wianda Pusponegoro.
 
O agente do piloto, Piers Hunnisett, havia afirmado recentemente que estava procurando uma parceria privada para parear com a da Pertamina. Agora, Haryanto, o primeiro indonésio a guiar na F1 em toda a quase septuagenária história da categoria, precisa traçar uma outra estratégia para voltar o grid.
 
"Estamos trabalhando num plano para manter Rio na F1", afirmou Hunnisett. "O pessoal no mundo da F1 sentiu que ele fez um bom trabalho e merece estar lá. Seria uma pena se ele ficasse de fora em 2017", falou.
Rio Haryanto com a Pertamina estampada em seu capacete (Foto: Getty Images)
Em seguida, o agente afirmou que a maior expectativa de Haryanto era a Sauber - quando ele vem sendo tratando como um dos favoritos à vaga da Manor. Mesmo com o dinheiro do petróleo seria inviável a essa altura ver Rio na Sauber, já que a equipe suíça fechou com Marcus Ericsson e, tudo leva a crer, deve anunciar Pascal Wehrlein nos próximos dias.
 
"Obviamente nós estávamos esperando conseguir um acordo com um time como a Sauber, esse era o plano. Mas as coisas vão desacelerar um pouco", afirmou.
 
Já o próprio Haryanto apenas disse que "ainda não tem uma posição confirmada" quanto ao fim da parceria. Mas certamente é um dia amargo nas chances dele de voltar à F1.


Últimas Notícias
sábado, 18 de novembro de 2017
Motociclismo
World Series
Stock Car
MotoGP
Superbike
F3
Turismo
F1
F1
F1
Motociclismo
sexta-feira, 17 de novembro de 2017
F1
Nascar
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Galerias de Imagens
Facebook