F1
17/11/2015 08:58

Patrocinadora histórica, TAG Heuer deixa McLaren ao fim da temporada e fecha com Red Bull para 2016

A má fase da McLaren parece não ter fim. Além da falta de resultados e das constantes quebras dentro da pista, o time também vai mal das pernas fora dela. Para 2016, além da saída da Johnnie Walker como patrocinadora, a equipe ficará sem contar com a TAG Heuer, tradicional fabricante de relógios que vai estampar sua marca nos carros da Red Bull
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Os tempos são cada vez mais sombrios para a McLaren. Diante de uma crise esportiva sem precedentes e com falta de resultados e performance que acaba sendo motivo de chacota dos seus próprios pilotos, o time de Woking, um dos mais tradicionais de toda a F1, ainda tem de lidar com a perda de patrocinadores históricos. Recentemente, a Johnnie Walker anunciou que deixará de patrocinar a McLaren para estampar sua marca na Force India. Agora, por meio do seu diretor-executivo, a marca de relógios TAG Heuer, uma das apoiadoras históricas da equipe, revelou que vai patrocinar a Red Bull e deixará a McLaren.
A TAG Heuer será mais uma patrocinadora a trocar a McLaren por outra equipe em 2016 (Foto: AP)
“Fechamos com a Red Bull Racing na F1 para a próxima temporada. É uma equipe jovem, dinâmica e perfeitamente consistente com a estratégia da TAG Heuer”, comentou o diretor-executivo Jean-Claude Biver durante um evento de lançamento de um dos seus novos modelos em Nova York, em entrevista ao jornal suíço ‘L’Hebdo’.

Pouco depois de a notícia ser pubicado no periódico helvético, a McLaren veio a público, por meio de sua assessoria, para informar que o vínculo de 30 anos se encerra ao fim de 2015.

“A parceria da McLaren com a TAG Heuer foi uma das mais bem-sucedidas e duradouras da história do esporte. Nos últimos 30 anos, durante todo este tempo as duas partes alcançaram enorme sucesso juntas. Na pista, a equipe venceu corridas e títulos com ícones e heróis como Alain Prost, Ayrton Senna, Mika Häkkinen e Lewis Hamilton. Fora da pista, a associação da TAG Heuer com a equipe se transformou em relógios que se traduziram em sinônimo global com alta tecnologia, precisão e velocidade, três das grandes marcas da McLaren. É com gratidão que nós anunciamos o fim dos nossos 30 anos de parceria, satisfeitos que ambas as partes fizeram um grande trabalho”, afirmou a equipe.
 
“A nossa relação com a empresa proprietária da TAG Heuer, a LVMH, continua via nosso novo patrocinador com a Chandon, anunciado no mês passado”, complementou.
 
A debandada de patrocinadores da McLaren teve início com a saída da Vodafone, ao fim de 2013, e do Banco Santander no ano seguinte. Assim, a equipe, que já não conta com um patrocinador máster desde o ano passado, terá de enfrentar uma queda considerável no seu orçamento, uma vez que dificilmente deverá terminar o Mundial de Construtores acima da nona colocação. 
 
Recentemente, a McLaren anunciou o patrocínio e uma parceria de longo prazo com a Chandon, tradicional marca de champanhe, porém não se trata de um patrocinador principal, como é a Martini, no caso da Williams, por exemplo.
 

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:...

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015
PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ



Últimas Notícias
sábado, 29 de abril de 2017
Indy
Rali
F3
Indy
Nascar
Nascar
MotoGP
Outras
Motociclismo
F1
F1
MotoGP
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook