F1
01/12/2016 05:51

Por meio das redes sociais, Hamilton presta homenagem e parabeniza Rosberg pelo título da F1: “Bem merecido”

Lewis Hamilton e Nico Rosberg foram amigos nos tempos de kart e, naquela época, conversavam sobre o sonho de ser campeão do mundo. Hoje, mesmo sem a amizade do início dos anos 2000, corroída pela alta dose de competitividade que envolve a F1 e a vontade de um bater o outro, Hamilton parabenizou o alemão por finalmente ter se tornado campeão mundial
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 

Quando tinham 13 anos, no início da década de 2000, Lewis Hamilton e Nico Rosberg eram, além de amigos, dois meninos sonhadores que aceleravam nos kartódromos da Europa. Dentre os tantos sonhos, como é frequente a todo jovem kartista, estava o de ser campeão mundial de F1. Hamilton tornou seu sonho realidade em 2008, quando alcançou o título pela primeira vez. Oito anos depois, sem a mesma amizade dos tempos de kart com Hamilton, Rosberg também se tornou campeão do mundo, feito logrado no último domingo (27), no GP de Abu Dhabi.
 
A amizade de pré-adolescência entre Hamilton e Rosberg foi mencionada pelo britânico por meio das redes sociais na última quarta-feira (30) para render os parabéns ao seu companheiro de Mercedes pelo título conquistado. Hoje, Lewis e Nico não têm mais a mesma amizade dos anos 2000, corroída pela alta competitividade que envolve a F1 e a vontade de um bater o outro. Mas, nas palavras de ambos, o respeito é mútuo.

Em entrevista coletiva concedida em Wiesbaden, sua cidade-natal, Rosberg falou sobre a amizade de infância que teve com Hamilton, mas disse que hoje os tempos são outros. “Estamos na mesma equipe e lutamos por corridas e títulos. Basicamente, é impossível ser amigos se há tanta rivalidade, a qual faz tudo ser muito intenso e complicado. O que ajuda é o respeito básico que temos um pelo outro. Quando tínhamos 13 anos, éramos os melhores amigos. E isso fica para sempre, pelo menos para mim, e acho que para ele também. Isso ajuda nos momentos difíceis”, comentou.

 
“Dissemos na época que nós seríamos campeões, e agora nós dois somos campeões. Parabéns, Nico, você fez tudo o que um campeão precisava fazer. Bem merecido”, parabenizou Hamilton.
 
Dentro da pista, Hamilton e Rosberg travaram disputas duríssimas ao longo da temporada e protagonizaram algumas polêmicas. Como no GP da Espanha, quando ambos se chocaram e abandonaram a prova em Barcelona na primeira volta. No GP do Canadá, também na primeira volta, novo embate nas primeiras curvas, com Rosberg levando a pior e perdendo muitas posições, enquanto Lewis seguiu rumo à vitória.
 
Outra grande polêmica envolvendo a dupla da Mercedes em 2016 foi na última volta do GP da Áustria. Rosberg, já sem rendimento no fim da prova, tentou impedir a ultrapassagem de Hamilton e acabou se dando mal, ficando com o carro avariado. O alemão viu o triunfo do rival e terminou apenas em quarto lugar.
 

No último domingo, sem ter nada a perder, Hamilton lançou mão de uma estratégia controversa para tentar segurar Rosberg em Abu Dhabi e buscar induzir o rival ao erro e deixá-lo sujeito a ser ultrapassado por algum dos pilotos que vinham logo atrás, como Sebastian Vettel e Max Verstappen. Mas o alemão sustentou o segundo lugar e, mesmo com a vitória lograda por Hamilton, se tornou campeão do mundo pela primeira vez.
 
Timidamente, Hamilton reconheceu o êxito do seu rival e companheiro de equipe. Nico, por sua vez, rasgou elogios ao britânico e o considerou um dos melhores da história. Dias depois, Lewis, habitué das redes sociais, fez uso da plataforma digital para parabenizar aquele que um dia foi seu grande amigo dos tempos de kart e reconhecer seu bom trabalho ao longo de 2016.
 


Últimas Notícias
sábado, 18 de novembro de 2017
Motociclismo
World Series
Stock Car
MotoGP
Superbike
F3
Turismo
F1
F1
F1
Motociclismo
sexta-feira, 17 de novembro de 2017
F1
Nascar
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Galerias de Imagens
Facebook