F1
07/12/2017 07:12

Por parceria com Toro Rosso, Honda dispensa Hasegawa e conduz reestruturação técnica para 2018

Depois do fim da parceria com a McLaren, a Honda decidiu conduziu uma reestruturação na equipe e vai substituir Yusuke Hasegawa, que ocupava o cargo de chefe do projeto da F1. Agora, a montadora dividiu essa responsabilidade e chamou Toyoharu Tanabe para o posto de diretor-técnico
Warm Up
Redação GP, de Curitiba

Preparando o início da parceria com a Toro Rosso a partir da próxima temporada, a Honda já começou também um processo de mudança e, dentro da nova estrutura, anunciou na manhã desta quinta-feira (7) que Yusuke Hasegawa vai deixar o cargo de chefe do projeto da montadora nipônica na F1 ao fim deste ano. 
 
Hasegawa, que assumiu o comando de Yasuhisa Arai no início do ano passado, foi o homem da Honda que enfrentou toda a pressão ao longo das duas últimas temporadas na tentativa de tornar o motor japonês - que equipava o carro da McLaren - mais competitivo. Só que não houve sucesso, e as seguidas falhas da unidade de potência acabaram por encerrar o acordo entre a Honda e a equipe inglesa. 
 
O dirigente respondia tanto pelo desenvolvimento do motor quanto pela operação de corrida. Agora, a fabricante de Sakura decidiu dividir essa responsabilidade e criou duas novas posições. Diante desse cenário, Toyoharu Tanabe foi chamado para o cargo de diretor-técnico da F1 e sua função será a de chefiar a equipe em pista e nos testes. 
Yusuke Hasegawa vai deixar comando da Honda na F1 (Foto: Honda Racing F1)
Ainda segundo o comunicado da marca, um segundo posto será o de chefe de operações, que terá como objetivo a pesquisa, desenvolvimento e operação geral de corridas e também dos testes. A Honda não anunciou o nome do responsável por essa função. O cargo de chefe de projeto do Mundial não vai mais existir. E Hasegawa também não vai mais fazer parte do programa da F1, mas vai assumir o posto de engenheiro-chefe executivo dentro da fábrica.
 

"No passado, o chefe de projeto da F1 assumia a responsabilidade tanto pelo desenvolvimento tecnológico quanto pela direção da equipe. Ao separar essas duas áreas, pretendemos evoluir a nossa estrutura. Ao garantir que a equipe de desenvolvimento e a equipe de corrida cumpram seus devidos papéis, a Honda seguirá com seus desafios para que os fãs possam também apreciar e acompanhar a Toro Rosso competir no mais alto nível", afirmou Katsuhide Moriyama, diretor de comunicação da Honda em nota. 
 
Tanabe assume o cargo de diretor-técnico trazendo enorme experiência. O japonês começou na Honda em 1984 e trabalhou como engenheiro de Gerhard Berger na McLaren e, depois, como engenheiro-chefe de Jenson Button na BAR e também quando a montadora assumiu o time. Ainda, esteve na Indy e ocupa neste momento o cargo de engenheiro-chefe de corrida da área de performance e desenvolvimento da Honda.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO


Últimas Notícias
quinta-feira, 7 de dezembro de 2017
F1
F1
MotoGP
quarta-feira, 6 de dezembro de 2017
F1
F1
F1
F-E
Stock Car
F1
Stock Car
Outras
F-E
Outras
Outras
Outras
Galerias de Imagens
Facebook