F1
10/03/2017 15:50

Preocupado com a Ferrari, Hamilton se inspira em Barcelona e Neymar para buscar 'remontada' na F1

De favorito claro ao título, Lewis Hamilton já notou que a luta pelo tetra vai ser mais complicada do que nunca. Isso porque a pré-temporada mostrou que a Ferrari está pelo menos no nível da Mercedes. E o amigo de Neymar vai usar o jogador do Barcelona para tentar virar o jogo em 2017
Warm Up, de Barcelona
THIAGO ARANTES, de Barcelona

A 'remontada' do Barcelona contra o PSG, pela Champions League, já entrou para a história do futebol. Mas a vitória por 6 a 1, com direito a dois gols nos acréscimos, pode influenciar, também, o campeonato da F1 em 2017.

O feito do clube catalão foi apontado por Lewis Hamilton como inspiração para buscar seu quarto título mundial. Na quarta-feira, o piloto da Mercedes esteve no Camp Nou. Nesta sexta-feira (10), ele falou sobre o que chamou de “o melhor jogo que viu na vida”.

“Tinha falado com o Neymar que iria assisti-lo jogando um dia. Agora, como estava aqui, finalmente deu certo. E que jogo! Que espírito de luta, eles não paravam de lutar! Foi inspirador assistir aquilo. Eu fui embora pensando que tenho que usar essa mentalidade para a minha temporada”, disse Hamilton, que depois da partida foi a uma festa com Neymar.
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)

O craque brasileiro também mereceu elogios do amigo. “Ele jogou uma partida fenomenal, assim como o resto do time. Mostrou muita maturidade, ele tem um dom incrível.”

A inspiração em uma virada história – o Barcelona havia perdido o duelo em Paris por 4 a 0 – faz sentido. Depois de dominar as últimas três temporadas da F1, a Mercedes terminou os testes superada pela Ferrari, tanto nos tempos de volta como nas impressões de pilotos e diretores.

“Acho que fizeram um trabalho fantástico, ritmo deles foi espetacular... Acho que a Red Bull está lá, não sei se eles tiveram alguma atualização, mas eles costumam ter na primeira corrida. Então espero uma briga séria com esses dois times”, avaliou Hamilton.
Os parceiros Lewis Hamilton e Neymar (Foto: Reprodução)


Questionado sobre o potencial de melhora da equipe alemã, ele mostrou-se otimista. Mas, outra vez, enfatizou o bom momento das principais adversárias. “Se temos mais potencial? O tempo dirá. Só focamos em entender o carro, tivemos altos e baixos, não houve nenhum dia perfeito, mas o carro tem muito potencial. E eu diria que os outros parecem muito, muito rápidos...”, concluiu.

A temporada 2017 com a possível 'remontada' de Hamilton começa daqui dois finais de semana na Austrália.

 
PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA


Últimas Notícias
terça-feira, 25 de julho de 2017
F-E
Indy
Copa Grande Prêmio
F1
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
F1
F1
Warm Up
F1
segunda-feira, 24 de julho de 2017
Indy
F-E
Superbike
F-E
Galerias de Imagens
Facebook