F1
04/11/2014 19:20

Problema da Caterham impediu retorno de Barrichello à F1 para provas finais da temporada, diz jornalista

Era certo que Rubens Barrichello voltaria à F1 neste fim de ano para fazer sua “despedida apropriada”. O brasileiro confirmou que guiaria o carro da Caterham nas três provas remanescentes do ano, o que faria com que corresse novamente diante do público em Interlagos. O problema crônico financeiro da Caterham impediu
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
icon_video FLAVIO GOMES
Caterham não está à altura da carreira de Barrichello 
BOLÃO DA F1
Faça suas apostas para o GP do Brasil e concorra a prêmios
A pendenga financeira que levou a Caterham a não ficar nas mãos nem dos antigos nem dos novos donos não foi um empecilho somente aos funcionários e pilotos da equipe neste fim de temporada. A consequente ausência da equipe nas provas dos EUA e do Brasil afetou os planos de um conhecido nome que ainda busca incessantemente sua despedida da F1.

O jornalista Adam Cooper revelou em seu blog na tarde desta terça-feira (4) que Rubens Barrichello estava acertado com a Caterham para correr as últimas três provas desta temporada e faria suas aparições finais para celebrar apropriadamente sua longa carreira na F1.

O plano foi concebido também pelo romeno Colin Kolles, um dos homens que passou a tocar a nova Caterham. Barrichello entraria no lugar de Kamui Kobayashi a partir da prova em Austin e faria com o carro verde sua última apresentação diante do seu público, para então fazer a corrida final em Abu Dhabi. "Nós tínhamos patrocínio para isso, e seria fantástico para a F1", declarou uma fonte ao jornalista.
Rubens Barrichello faria as provas finais de F1 pela Caterham (Foto: Carsten Horst/Hyset)
Questionado por Cooper, Barrichello confirmou a história. "Seria ótimo correr em frente ao meu povo mais uma vez e dizer adeus apropriadamente", declarou.

Barrichello terminou a temporada de 2011 pela Williams sabendo que o GP do Brasil poderia ser seu último. Acreditando que seguiria na equipe e/ou na F1, evitou fazer em casa a despedida. No fim das contas, ficou sem lugar na equipe. Desde então, sem esconder a ninguém, tentou caçar aqui e ali um lugar para marcar seu adeus. Rubens chegou a conversar com Lotus e Sauber para provas avulsas. No último episódio mais conhecido, ofereceu-se à Mercedes para ficar com a vaga de piloto reserva — fato que ajudou a culminar em sua saída da TV Globo, onde era comentarista da F1.

Atualmente, Barrichello corre na Stock Car e lidera o campeonato.

 Você gostaria de ter visto Barrichello se despedindo ou o tempo dele já passou?
GRANDE PRÊMIO no GP do BRASIL de F1

A extensa cobertura do GP do Brasil já começou GRANDE PRÊMIO, e ao longo de toda a semana você vai acompanhar um leque de informações e opiniões com o maior time de jornalistas especializados. Direto de Interlagos, Flavio Gomes, Evelyn Guimarães e Renan do Couto trazem tudo ao vivo e em tempo real a partir de quinta-feira. Victor Martins, Juliana Tesser, Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum, Vinícius Piva, Nathália de Vivo e Vitor Fazio acompanham os bastidores com a qualidade e a agilidade características do GP.

Vem com a gente.
Acompanhe tudo da F1 aqui no GRANDE PRÊMIO.
O FIM DA CATERHAM?

O começo do colapso das equipes nanicas da F1 começou com os visíveis problemas da Caterham ao longo da temporada. Sem fazer um carro capaz de brigar por pontos e vendo a Marussia marcar 2 com Jules Bianchi no GP de Mônaco, Tony Fernandes se livrou da bucha. Só que os novos compradores, passados três meses, também largaram mão, alegando que o antigo dono não efetuou a negociação conforme o planejado, isto é, repassando as ações. Fernandes explicou que nenhuma garantia do negócio lhe foi dada, mas que também não queria a equipe. Resultado: a Alta Corte Britânica entrou na jogada.


Toda a situação da Caterham está no GRANDE PRÊMIO.

Últimas Notícias
sexta-feira, 26 de maio de 2017
Indy
Nascar
Indy
MotoGP
F1
Indy
MotoGP
Indy
F2
F1
MotoGP
Superbike
MotoGP
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook