F1
02/03/2017 08:59

Räikkönen lidera manhã de dia de teste com pista molhada em Barcelona. Mercedes enfrenta problemas elétricos

A Pirelli molhou artificialmente a pista do circuito de Barcelona para testar os novos pneus de chuva. Mas o melhor tempo da manhã foi realizado já com o asfalto seco. Kimi Räikkönen foi o mais rápido de um treino esvaziado, que não contou com os carros de Williams e Mercedes. A equipe prateada alegou problemas elétricos no W08, e Lewis Hamilton não treinou
Warm Up, de Barcelona
FERNANDO SILVA, de Sumaré

O quarto e último dia da primeira sessão de testes de pré-temporada da F1 em 2017 começou, como previsto, com pista artificialmente molhada. A Pirelli, em conjunto com a organização do circuito de Barcelona, encharcou o traçado catalão para avaliar os novos pneus de chuva extrema e os intermediários nesta quinta-feira (2). Contudo, o sol acabou por secar o asfalto antes do previsto, e ainda no primeiro período boa parte dos pilotos fez uso dos compostos de psita seca. Assim, a melhor marca da manhã foi registrada pouco antes do almoço e foi alcançada por Kimi Räikkönen, da Ferrari, que usou pneus macios para marcar 1min22s305. O fim da sessão foi bastante agitado em virtude do asfalto seco.

A grande ausência de boa parte do teste nesta manhã de quinta-feira, além da Williams — de fora por conta do chassi avariado após a batida de Lance Stroll na quarta-feira —, foi a Mercedes. A escuderia tricampeã do mundo alegou problemas elétricos e quase não foi à pista. Lewis Hamilton, que estava escalado para abrir os trabalhos do dia, justificou a não-participação da sua equipe por meio do Twitter.
Kimi Räikkönen foi o mais rápido desta manhã em Barcelona (Foto: Twitter/XPB)
“Uma falha elétrica nos manteve na garagem nesta manhã, então eu decidi, em conjunto com a equipe, não pilotar hoje, já que não teria muito o que aprender. É uma pena não pilotar, mas os últimos dias foram ótimos. Os caras fizeram um trabalho incrível. Mal posso esperar para voltar ao carro na semana que vem”, disse. Mas nos minutos finais da manhã, Valtteri Bottas foi à pista e até marcou tempo, ficando em oitavo lugar. O finlandês vai comandar os trabalhos da equipe no período da tarde.

Os resultados foram completamente atípicos em relação aos últimos dias. A segunda colocação desta manhã ficou com Romain Grosjean, da Haas, que também marcou seu tempo nos minutos finais desta manhã. Stoffel Vandoorne, da McLaren, foi o terceiro colocado, à frente de Max Verstappen, da Red Bull, e de Sergio Pérez, que chegou a liderar com a Force India. Nico Hülkenberg, da Renault, foi o sexto, à frente de Antonio Giovinazzi, emprestado pela Ferrari à Sauber, e Bottas. Daniil Kvyat não treinou em virtude de uma falha no motor Renault da Toro Rosso.

A F1 retoma as atividades nesta tarde, a partir das 14h locais (10h pelo horário de Brasília). A pista voltará a ser molhada artificialmente neste intervalo para o almoço.

Saiba como foi a manhã do quarto dia de testes da F1 em Barcelona

Como já havia sido programado antes pela Pirelli, o último dia da primeira sessão de pré-temporada em Barcelona foi realizado com a pista artificialmente molhada para que as equipes pudessem ter mais tempo para realizar as avaliações dos novos pneus de chuva (chuva extrema e intermediários) fabricados pela fornecedora italiana. Foram usados nada menos que 250 mil litros d'água para os testes da manhã.

Embora o céu estivesse ensolarado, fez frio no começo da manhã na Catalunha: 7,6ºC de temperatura ambiente e 14,4ºC no asfalto. O teste nesta quinta-feira contou com apenas nove equipes, já que a Williams, em razão do chassi avariado, decorrência da batida de Lance Stroll na tarde da última quarta-feira, não foi à pista.

O primeiro tempo do dia foi registrado por Max Verstappen, que anotou 1min45s735 usando pneus de chuva extrema, identificados pela banda azul. Pouco depois, o holandês baixou bem seu tempo com o carro da Red Bull, marcando 1min41s706. Em seguida, era a vez de Kimi Räikkönen assumir a ponta da sessão com 1min41s598. Antonio Giovinazzi, emprestado pela Ferrari para acelerar pela Sauber nesta semana, vinha em terceiro.
Max Verstappen começou o quarto dia de testes da F1 na frente em Barcelona (Foto: Twitter/Sky Sports)
Com a passagem dos carros na pista, o asfalto foi secando rapidamente, de modo que os pneus intermediários seriam utilizados pouco depois.

Verstappen chegou a acelerar por algumas voltas com os intermediários (verdes), mas logo voltou para os pneus de chuva extrema e com eles anotou 1min40s357, voltando à ponta da sessão. Räikkönen aparecia em segundo, com 1min40s803, e Stoffel Vandoorne colocava a McLarren na terceira posição. 

Com uma hora de sessão, Vandoorne era o piloto com mais voltas completadas: 17. Mas Verstappen continuava no topo da tabela e melhorava seu tempo ao registrar 1min41s191. Nico Hülkenberg começava sua jornada nesta manhã e aparecia em terceiro lugar, atrás de Räikkönen e à frente de Vandoorne, com Giovinazzi e Romain Grosjean aparecendo na sequência. Mercedes e Force India ainda não haviam liberado seus carros à pista, enquanto a Toro Rosso, com Daniil Kvyat pela manhã, não tinha tempo cronometrado.
Stoffel Vandoorne garantia boa quilometragem com o novo McLaren MCL32 nesta manhã (Foto: Twitter/McLaren)
No caso da Mercedes, a ausência tinha razão de ser. A equipe alegou que o W08 apresentou problemas elétricos, confirmados por Lewis Hamilton, que informou também que a Mercedes sequer participaria da sessão desta quinta-feira. Enquanto isso, Verstappen, novamente com os pneus intermediários, era o primeiro a andar abaixo de 1min40s e registrava 1min38s286, tempo pouco menos que 20s acima do estabelecido por Valtteri Bottas na última quarta-feira.

Mas logo a marca de Verstappen era destronada por Hülkenberg, que registrava 1min38s107, também com os intermediários. Grosjean aparecia em terceiro lugar ao passo em que a pista ia secando pouco a pouco. Como consequência, os tempos caíram de forma significativa. Max até chegou a melhorar seu tempo em seguida, mas ainda estava atrás de Hülkenberg por 0s041. Só que, minutos depois, era a vez de outra mudança no topo da tabela: Giovinazzi chegou a marcar 1min37s439, mas Räikkönen respondeu na volta seguinte e assumiu a liderança do treino com 1min36s509.
Kimi Räikkönen se destacou no molhado em Barcelona nesta manhã (Foto: Twitter/Sky Sports)
Após duas horas de atividades de pista, Verstappen era o piloto com mais voltas completadas, 26, seguido por Vandoorne, com 18. O belga, aliás, era o único que ainda não tinha voltas rápidas com pneus intermediários. Force India, Toro Rosso e Mercedes ainda não tinham tempo cronometrado pela manhã.

Räikkönen seguia na liderança do teste, enquanto Grosjean subia para a segunda colocação. O franco-suíço anotava 1min36s310 com o carro da Haas, deixando a Sauber de Giovinazzi em terceiro. Até que um breve período de silêncio reinou no pit-lane. Não durou muito, porém. Logo os carros voltaram à pista, com o asfalto cada vez mais seco.
Antonio Giovinazzi teve um bom desempenho nesta manhã de quinta-feira em Barcelona (Foto: Twitter/XPB)
ARRANHA-CÉU À ESQUERDA

Giovinazzi deixava os boxes, mas Grosjean era o primeiro a andar na casa de 1min32s. Em seguida, Räikkönen retomava a liderança da sessão, enquanto Sergio Pérez finalmente dava as caras com o carro da Force India na pista para seu primeiro stint no molhado, ainda com pneus de chuva extrema. Com os intermediários, era a vez de Verstappen destronar Kimi e retomar o topo da tabela ao cravar 1min29s867, tempo quase 10s mais lento em relação à marca estabelecida por Valtteri Bottas na manhã de quarta-feira.

A Toro Rosso confirmava que ficaria de fora do treino pela manhã em razão de um problema no motor Renault e estava providenciando a troca da unidade de potência. Quem não tinha problema nenhum era a Ferrari, que era a primeira equipe a levar seu carro à pista com pneus para asfalto seco. Assim, Räikkönen não teve dificuldades para, com compostos macios, baixar bem seu tempo e retomar a liderança do treino depois de anotar 1min25s939.

Com a pista praticamente toda seca, Kimi continuava com sua sequência de voltas rápidas na hora final do período da manhã em Barcelona, baixando seu tempo para 1min25s557. Hülkenberg também deixava os boxes, mas ainda aproveitava os últimos trechos de asfalto úmido para guiar o carro com pneus intermediários. Mas tão logo calçou os pneus macios, o novo piloto da Renault subiu para a segunda colocação, rodando tempo 0s1 mais lento em relação a Räikkönen. Pérez, também com os compostos 'amarelos', avançava ao terceiro lugar com a Force India.

Mas o stint de Pérez com os macios foi muito bom e levou o mexicano à liderança da sessão quando restava pouco menos de meia hora para o fim da manhã. O mexicano foi o primeiro do dia a andar abaixo da casa de 1min25s e registrou 1min24s893. Na sequência, Verstappen subia para o segundo lugar usando pneus médios, mas Hülkenberg retomava a colocação segundos depois, marcando 1min24s974 com o novo Renault R.S.17. Räikkönen vinha em quinto. Mas ainda restavam alguns minutos de um treino muito agitado no fim.

Sendo o primeiro a fazer uso dos pneus ultramacios, Vandoorne assumiu a liderança da manhã, mas Räikkönen respondeu com uma bela volta: 1min22s662. O finlandês melhorou em seguida e baixou em 0s3 seu tempo. Pérez vinha em terceiro lugar, à frente de Hülkenberg e Giovinazzi. Verstappen vinha em sexto e Grosjean completava a lista dos sete pilotos que tinham tempos registrados, enquanto Valtteri Bottas já cumpria algumas voltas rápidas com o carro da Mercedes na preparação para a tarde.

Nos minutos finais, Verstappen ainda completou boa volta para se colocar em segundo lugar. Mas o holandês acabou sendo superado por Romain Grosjean, que passou em sua última volta com as duas melhores parciais nesta manhã, mas não conseguiu a liderança, fechando só atrás da Ferrari de Räikkönen em uma manhã que começou morna, mas terminou bem agitada em Barcelona.

F1, Barcelona, pré-temporada, dia 4, manhã:

1 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:22.305   45
2 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:22.739 +0.434 48
3 2 STOFFEL VANDOORNE BEL McLAREN HONDA 1:23.918 +1.613 34
4 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:23.920 +1.615 43
5 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:24.893 +2.588 25
6 27 NICO HÜLKENBERG ALE RENAULT 1:24.974 +2.669 51
7 36 ANTONIO GIOVINAZZI ITA SAUBER FERRARI 1:25.037 +2.732 37
8 77 VALTTERI BOTTAS FIN MERCEDES 1:36.512 +14.207 8
9 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT     1
               
RECORDE FERNANDO ALONSO ESP RENAULT 1:18.483 16/04/2008  
MV (treinos) RUBENS BARRICHELLO BRA BRAWN 1:19.954 09/05/2009  
MV (corrida) KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:21.670 27/04/2008  

Os pneus são...
ultramacios | supermacios | macios | médios | duros

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA

Últimas Notícias
terça-feira, 25 de abril de 2017
F1
Indy
F1
Indy
Nascar
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
F1
Warm Up
Indy
F1
segunda-feira, 24 de abril de 2017
Nascar
Galerias de Imagens
Facebook