F1
07/11/2014 17:30

Rosberg repete domínio e acaba sexta-feira na frente em Interlagos. Massa fica em 6º e Alonso vira bombeiro

Nico Rosberg tornou a colocar 0s2 sobre Lewis Hamilton para ratificar o domínio no dia de treinos livres do GP do Brasil. Felipe Massa conseguiu a sexta colocação e Fernando Alonso pode ser considerado como o mais novo candidato a efetivo bombeiro por ter apagado o fogo do motor de sua Ferrari
Warm Up, de Interlagos
EVELYN GUIMARÃES, de Interlagos
Foram outros 0s2 no treino livre 2 desta sexta-feira (7), e Nico Rosberg pode se gabar de um incomum domínio – pelo menos neste fim de temporada – sobre Lewis Hamilton. Agora usando os pneus mais macios, o alemão voltou a pôr tempo sobre o inglês, reduzindo os tempos da curva volta em Interlagos à casa de 1min12s baixo. O tempo exato de Rosberg foi de 1min12s123.  
 
Novamente, então, a Mercedes voltou a fazer uma dobradinha, mas desta vez já não tão acachapante sobre as demais. Em terceiro terminou Kimi Räikkönen – um espanto – com a Ferrari que conseguiu sair ilesa da sessão. Isso porque Fernando Alonso, sétimo, viu o seu motor explodir na Reta Oposta, o que deve fazer com que use uma unidade nova e perca dez posições no grid de largada do GP do Brasil. Alonso foi ao menos elegante com a equipe que vai deixar: ao ver o carro em chamas, tratou de caçar um extintor e dar uma de bombeiro.
 
Felipe Massa levou a Williams à sexta colocação, coladinho ao companheiro Valtteri Bottas, uma posição à frente. A diferença entre ambos foi de 0s064.
Nico Rosberg foi o mais rápido em Interlagos nesta sexta (Foto: Getty Images)
Confira como foi o segundo treino livre para o GP do Brasil de F1

A segunda sessão de treinos livre teve início em meio ao clima bem mais quente do que pela manhã. Os termômetros registravam na tarde desta sexta-feira (7) em Interlagos um aumento de dez graus na temperatura do ar, que já girava em torno de 29ºC. No asfalto novo da pista paulistana, a marca estava em 57ºC. Foi nesse cenário, além do céu encoberto, que a F1 retomou as atividades visando a penúltima etapa do Mundial.

E o primeiro a deixar os boxes foi Esteban Gutiérrez, que no treino matutino sequer fez parte por conta de problemas técnicos com sua Sauber. O mexicano foi cuidadoso na saída e rapidamente também inaugurou a tabela de tempos, com um alto 1min18s173. Romain Grosjean não demorou a se juntar ao jovem e logo também o superou, andando em 1min16s001, igualmente alto.
Carros deixam os boxes para início do treino livre em Interlagos (Foto: Beto Issa/F1 GP Brasil)
A partir daí, os dois ganharam a companhia de mais gente. E coube a Pastor Maldonado pintar na frente, com 1min15s467. Grosjean e Kevin Magnussen vinham no encalço, mas quem melhor se deu bem aí foi o dinamarquês, que subiu para a ponta logo em seguida, com 1min15s235. Pouco antes, Valtteri Bottas já apareceu em segundo, enquanto Adrian Sutil já surgia rodando no ‘S’ do Senna. Um minuto depois, Jean-Éric Vergne se viu parado na Curva do Lago, aparentemente com o problema de câmbio.

Os fiscais encontraram dificuldades para retirar o carro do francês, e a bandeira vermelha foi inevitável. A paralisação foi rápida, entretanto. Logo a pista se encheu novamente, e a lista de tempos viu certa agitação.

Primeiro, Daniel Ricciardo veio com 1min14s499, para saltar para primeiro, já seguido pelos dois pilotos da Mercedes, com Nico Rosberg à frente de Lewis Hamilton. Aí Kimi Räikkönen apareceu na ponta, pouco antes do vice-líder do Mundial passar a ocupá-la.

A liderança também ficou pouco nas mãos do alemão. Logo Hamilton veio ainda mais forte para virar 1min13s072 e roubar a primeira colocação. Rosberg perderia o segundo posto na sequência para Ricciardo apenas 0s026.

Com pouco mais de 30 minutos de atividades e só com os pneus médios usados, a ordem era: Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Fernando Alonso, Felipe Massa, Kimi Räikkönen, Maldonado, Valtteri Bottas, Kevin Magnussen, Daniil Kvyat, Romain Grosjean, Jenson Button, Sebastian Vettel, Nico Hülkenberg, Esteban Gutiérrez, Sutil e Vergne.

O treino ainda acompanhou a ausência de Sergio Pérez, que ficou impedido de andar por conta do acidente de Daniel Juncadella nos primeiros trabalhos do fim de semana.

Depois de uma breve, Ricciardo e Sutil foram os primeiros a sair com os pneus macios. O australiano fez melhor proveito, ao já passar pela linha de chegada com 1min12s956, mas apenas 0s116 mais veloz que Hamilton. Curioso foi que, logo depois de completar o giro, o piloto da Red Bull errou a freada no fim da reta e passou reto. Pôde voltar, no entanto.

A brincadeira, ela não durou muito. Logo Rosberg também mudou para os compostos de risca amarela e voou em 1min12s123. Hamilton pegou carona com o colega, mas não passou de 1min12s722. Ricciardo, agora nos boxes, Kvyat, Magnussen, Vettel, Räikkönen, Alonso, Massa e Sutil completavam os dez melhores. 

As imagens do GP do Brasil de F1

As Williams também vieram com os pneus macios em seguida e pularam para quarto e quinto, com Bottas melhor que Massa. A diferença entre os dois era de apenas 0s064. O top-3 ainda tinha Rosberg, Hamilton e Ricciardo.

Alonso logo se colocou em sexto com os macios, tomando a posição de Kvyat. Vettel, Magnussen e Maldonado fechavam a lista dos dez.

Enquanto isso, mesmo lutando para manter sua Ferrari na pista, Räikkönen saltou para terceiro, com 1min12s696. Mas viveu um pequeno susto na aproximação da Junção. O finlandês da Ferrari errou a freada e, embora controlando bem a F14T, acabou escapando pela grama. Teve de voltar aos boxes na sequência.



Aí a outra Ferrari se viu em apuros. Ao descer a reta oposto a F14T #14 começou a pegar fogo, e Alonso a parou ao lado da pista, próximo ao muro. O bicampeão mesmo tratou de pegar um extintor e apagar o incêndio do carro vermelho. Obviamente, a sessão também foi interrompida por conta do incidente. 

Na volta, todo mundo tratou de ir à pista para os 15 minutos finais, mas Gutiérrez impediu um trabalho maior. Isso porque ficou parado na saída dos boxes, na reta oposta. Bandeira vermelha de novo. Então, vamos contar: sem Pérez, fora por causa do acidente de Juncadella no TL1, Vergne, Alonso e agora Gutiérrez, apenas 14 carros sobravam para os instantes finais.

Novamente a paralisação foi rápida. E logo uma fila de carros se formou no pit-lane, para a conclusão da sessão. Dez minutos apenas. E, com isso, a tradicional simulação de corrida para avaliação dos pneus ficou prejudicada. Ainda assim, alguns pilotos conseguiram imprimir ritmo de corrida. Os dois pilotos da Mercedes, por exemplo, estavam virando 1min15s8, bem melhor que a maioria.

No fim, ambos confirmaram mais um domínio sob a concorrência e, de novo, Rosberg foi melhor que Hamilton. Räikkönen foi quem mais se aproximou, pouco mais de 0s5 atrás. Ricciardo e Bottas fecharam os cinco primeiros. Felipe Massa completou o treino em sexto.

A F1 volta à pista apenas neste sábado, para mais um treino livre e a classificação, que vai definir, a partir das 14h (de Brasília), o grid para o GP do Brasil.
 
F1, GP do Brasil, Interlagos, treino livre 2:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:12.123   36
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:12.336 +0.213 36
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:12.696 +0.573 32
4 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:12.956 +0.833 24
5 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:13.035 +0.912 31
6 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:13.099 +0.976 27
7 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI 1:13.122 +0.999 20
8 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:13.254 +1.131 35
9 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:13.333 +1.210 28
10 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES 1:13.479 +1.356 33
11 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT 1:13.497 +1.374 33
12 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT 1:13.714 +1.591 37
13 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:13.882 +1.759 32
14 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI 1:13.902 +1.779 35
15 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI 1:14.204 +2.081 36
16 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES 1:14.209 +2.086 31
17 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT 1:17.171 +5.048 5
18 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES      
    TEMPO 107% TL2   1:17.172 +5.049  
               
RECORDE RUBENS BARRICHELLO BRA FERRARI F2004 1:10.646 23/10/2004  
MELHOR VOLTA JUAN PABLO MONTOYA COL WILLIAMS BMW F26 1:11.473 24/10/2004  


Últimas Notícias
sábado, 16 de dezembro de 2017
Kart
Kart
Truck
Kart
Kart
Truck
Kart
Kart
DTM
F1
Endurance
MotoGP
F1
F1
sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
F1
Galerias de Imagens
Facebook