F1
21/02/2016 09:20

Sem criar expectativas sobre volta ao topo, McLaren apresenta MP4-31 para apagar vexame de 2015

Horas depois de vazarem as fotos do novo carro, a McLaren apresentou oficialmente o MP4-31. Dotado de motor Honda, o modelo para a temporada 2016 vai ter novamente Fernando Alonso e Jenson Button ao volante. Já o chefão Ron Dennis não quis alimentar nenhuma expectativa sobre a volta da lendária equipe britânica ao topo da F1. O que todos querem é apenas uma coisa: deixar para trás o vexame de 2015
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro


Na McLaren, a ordem é apagar o vexame de 2015 com um ano para espantar os medos. Se o time de Woking vai conseguir, ainda está  por ser visto — ao menos na questão das apresentações, foi mais veloz que a maioria das concorrentes. Na manhã deste domingo (21), a segunda equipe mais vencedora da história da F1 apresentou o seu novo carro para 2016, o MP4-31.
 
Horas depois de as fotos do novo carro terem vazado, a McLaren apresentou oficialmente o MP4-31 — não muito diferente do que foi visto em 2015. Em relação ao ano passado, o modelo tem as estruturas laterais mais altas, numa tendência apresentada pelos demais carros já vistos. A traseira aparenta ser igualmente estreita ao MP4-30. Ron Dennis, presidente do Grupo McLaren, deixou claro que não há ainda como prever quando a McLaren vai voltar ao topo da F1, mas disse confiar muito no trabalho da aliança entre a equipe britânica e a Honda.

“Nós embarcamos no segundo ano da nossa renovada parceria McLaren-Honda, todos nós seguimos unidos no nosso propósito. O propósito é desenvolver nossa equipe e partilhar nossa ambição: vencer. Não vamos fazer previsões sobre quando as vitórias virão, mas posso dizer sem medo de me contradizer que cada membro da nossa equipe trabalhou com extrema dedicação nos últimos meses. O resultado é que a trajetória de desenvolvimento do MP4-31 foi muito útil ao longo do inverno, e consequentemente estou muito orgulhoso dos esforços da nossa equipe”, disse Ron Dennis, presidente do grupo McLaren.

“É preciso reconhecer o trabalho duro realizado nos últimos meses por todo mundo em Woking, Sakura e Milton Keynes. Os caras mostraram uma enorme dedicação durante o inverno, e o resultado é que eles mantiveram com êxito nossos programas agressivos de construção e desenvolvimento no prazo previsto. Todos os membros da nossa equipe são uma garantia para a McLaren Honda e, portanto, estamos muito gratos a todos os envolvidos no desenvolvimento do MP4-31” declarou Éric Boullier, diretor de corridas da McLaren.
Eis o carro com o qual a McLaren vai tentar deixar no passado o vexame e viver novos tempos em 2016 (Foto: McLaren)

Yasuhisa Arai, chefe esportivo da Honda, falou sobre o que espera para a temporada deste ano. O principal foco da fábrica de Sakura é garantir um motor melhor, mais potente e mais confiável, e tudo isso passa pela evolução necessária do sistema de reaproveitamento de energia, que fez Alonso e Button perderem mais de 160 cv em trechos de alta velocidade no ano passado.
 
“Aprendemos com o ano passado, fizemos alterações no compressor e no hardware da unidade de potência durante as férias, amadurecimento seu conceito global adotado no ano passado. Nosso foco vai ser testar o equilíbrio do carro com o novo chassi e a unidade de potência e, especificamente, o ERS — sistema de reaproveitamento de energia — durante os oito dias de testes de inverno”, disse o engenheiro japonês.
 
“Não sabemos exatamente onde nós estamos até que cheguemos ao fim dos dois testes, mas estamos ansiosos para voltar à pista, para coletar dados e entregar as informações para os nossos engenheiros, de modo a estarmos prontos para Melbourne e daí em diante”, complementou.
Detalhe do novo bico do carro da McLaren para 2016 (Foto: Divulgação)
Nas últimas semanas, como era de se esperar, muito falou-se sobre o carro. Segundo o jornal espanhol 'Marca', normalmente bem próximo de Fernando Alonso, o motor tem uma melhora importante no que diz respeito à questão da potência, mas a confiabilidade segue pecando. As duas pecavam no ano passado, quando McLaren e Honda bateram claramente de frente em algumas questões.

Entretanto, o que se pregou nesta virada de ano - dos dois lados, aliás - foi que as dificuldades tremendas de 2015 estreitaram os laços de ambas e com os pilotos também. Com Jenson Button em último ano de contrato, não é difícil pensar que deve ser a última temporada do campeão mundial de 2009 na F1, enquanto o desgaste de Alonso faz muita gente pensar na hipótese dele sair de seu acordo um ano antes para ir ao WEC ou outro lugar onde possa ser mais feliz.
Alonso e Button vão conseguir finalmente levar a McLaren de volta aos bons tempos? (Foto: McLaren)
Alonso não escondeu sua expectativa em guiar o novo carro e, de certa forma, dar a volta por cima depois do seu pior ano como piloto na F1. “O começo de uma nova temporada é sempre especial, caracterizado pela antecipação sobre o ano que vem pela frente. Ano passado, os focos estiveram colocados sobre a McLaren-Honda, já que nós estávamos no primeiro ano de uma renovada parceria. Foi uma temporada complicada para todos, mas aprendemos muito desde então."

"Da mesma forma, foi um inverno muito produtivo para mim. Treinei duro, como de costume, mas também curti um pouco com minha família e vim me mantendo por dentro do trabalho feito no McLaren Technology Centre, em Woking, onde os caras da McLaren vem fazendo algo incrível para que tudo estivesse pronto em tempo. Os caras da Honda também estiveram trabalhando a todo o vapor em Sakura”, comentou o bicampeão.
 
“O pacote aerodinâmico mostra uma fantástica atenção ao detalhe. Todo o carro é precioso e, de fato, está muito bem desenhado do ponto de vista aerodinâmico e estou 100% pronto para o desafio que vem pela frente”, acrescentou o espanhol, que entra no seu segundo de três anos de contrato com a McLaren.
 
Por sua vez, a temporada 2016 pode ser a última de Button na equipe e na própria F1. Mas a ansiedade do piloto mais experiente do grid se assemelha a de um garoto. “Mal posso esperar para estar ao volante do MP4-31 amanhã. Todos os pilotos precisam de férias de inverno, mas estou emocionado para começar a temporada e tenho de dizer que o novo McLaren MP4-31 parece fantástico. Posso dizer que há muita energia positiva no McLaren Technology Center, mesmo levando em conta a alta curva de aprendizado pela qual passamos em 2015.”
 
“A enorme quantidade de trabalho duro que fizemos durante o inverno no desenvolvimento do MP4-31 me faz estar imensamente orgulhoso e, portanto, entro numa nova temporada com mais motivação e esperança”, declarou.
 
“Apesar dos altos e baixos que vimos no ano passado, houve melhoras constantes durante todo o ano, e isso nos dá confiança sobre o rumo do design que estamos adotando. Há muitas coisas positivas que podemos construir sobre isso e uma base sólida para seguir adiante. Não vou fazer previsões otimistas, já que a F1 é muito imprevisível para isso, mas, pelo que vi até agora, a aerodinâmica do carro tem um aspecto fantástico e tenho muita vontade de começar a testar as inovações quando estiver amanhã ao volante”, complementou o piloto de 36 anos.
 
Agora o time está pronto para ir à pista. Alguns dias atrás, a Honda confirmou que o motor novo — já posto para roncar dias atrás — estará empurrando o carro nesta segunda-feira na abertura dos testes coletivos de pré-temporada no Circuito da Catalunha, com Button ao volante.

VEJA A EDIÇÃO #16 DO PADDOCK GP, COM RAFAEL PASCHOALIN

Perdeu os lançamentos dos carros da F1 em 2016?
Só clicar na equipe desejada abaixo:


 

Últimas Notícias
quinta-feira, 23 de março de 2017
F1
F1
quarta-feira, 22 de março de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
Indy
Rali
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook