F1
19/05/2017 12:31

Toro Rosso admite que atualizações levadas para GP da Espanha ainda não surtiram efeito esperado

Diretor-técnico da Toro Rosso, James Key acredita que o carro italiano tem várias mudanças e que a equipe terá mais trabalho do que o imaginado inicialmente. O time de Faenza ocupa a quinta colocação no Mundial de Construtores
Warm Up
Redação GP, Jacareí
 

Durante o GP da Espanha, a Toro Rosso estreou um pacote de atualizações para seus carros, mas o efeito dessa mudança ainda não surtiu o efeito esperado. Dessa maneira, o diretor-técnico , James Key, acredita que muito trabalho ainda será necessário para o desenvolvimento desta modificação.
 
Uma prova disso foi o desempenho da equipe de Faenza durante os treinos livres de sexta e sábado em Barcelona. Carlos Sainz Jr largou em 12º, mas durante a prova conquistou o sétimo lugar. Por outro lado, Daniil Kvyat foi o mais lento do grid no sábado e só não largou em último por conta de uma punição imposta a Sfoffel Vandoorne, da McLaren.
 
“Na verdade, foi um fim de semana complicado. Existem muitas mudanças no carro e tivemos que trabalhar nele mais do que a gente pensava para conseguir o equilíbrio certo. Existem algumas coisas que precisam ser ajustadas para o carro funcionar corretamente e algumas coisas que talvez não deram certo da maneira que pensávamos teremos que voltar atrás”, analisou Key.
James Key é o diretor-técnico da Toro Rosso (Foto: Peter Fox/Getty Images)

Apesar de tudo isso, no GP da Espanha, os dois pilotos conseguiram repetir suas melhores classificações finais em corridas neste ano de 2017. Sainz Jr terminou em sétimo e Kvyat em nono lugar. Para Key, muito trabalho ainda deve ser feito.
 
“Muitas sextas foram gastas tentando fazer isso, e reconhecendo como precisávamos configurar o carro para tirar o máximo de proveito dele. No sábado nós conseguimos isso, mas Carlos ficou muito mais feliz do que o Dany. E na corrida tudo se fundiu em algo muito perto do que esperávamos”, disse.
 
Algo que animou a equipe foi o fato de o carro de Carlos Sainz Jr. ficar muito próximo da Red Bull de Daniel Ricciardo, com apenas 0,237 segundos de diferença no Q1, de Barcelona.
 
“Mostramos basicamente que com o mesmo motor isso é possível de ser feito. Estamos mais atrasados do que nos gostaríamos, claro. Excluindo os dramas do treino classificatório que tivemos com os dois carros, porque eu acho que nós não conseguimos o que queríamos com os carros no fim, mas se olhar o Q1 e o Q2, também não estivemos tão longe”, completou.
MENINO THOMAS MOSTRA LADO HUMANO DA F1 E AQUECE ATÉ CORAÇÃO DO ‘HOMEM DE GELO’ RÄIKKÖNEN


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de maio de 2017
Stock Car
F1
MotoGP
Stock Car
F1
MotoGP
Superbike
F1
MotoGP
Indy
MotoGP
F1
Indy
MotoGP
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook