F1
11/03/2017 07:57

Vettel diz que 2016 foi ano “mais importante” para nova ascensão da Ferrari: “Aprendemos muitas lições”

A Ferrari passou por um momento ruim em 2016, mas “aprendeu muitas lições” e cresceu. Sebastian Vettel crê que a equipe evoluiu, mas ainda não a ponto de tirar o favoritismo de 2017 das mãos da Mercedes
Warm Up
Redação GP, de Porto Alegre
 
Sebastian Vettel viveu uma boa pré-temporada com a Ferrari. A equipe italiana anotou os melhores tempos dos testes e já é vista como principal ameaça ao poderio da Mercedes. Por trás dessa ascensão existe um aprendizado duro: a equipe precisou passar por um 2016 decepcionante para aprender as lições que podem levar a um 2017 vitorioso.
 
“Diria que o ano passado foi o mais importante para nós”, disse Vettel, falando ao ‘Motorsport.com’. “Você olha os resultados e diz que não tivemos tanto sucesso, mas acho que o que aconteceu nos bastidores foi muito, muito importante para dar um passo adiante, e espero que tenhamos feito isso. Mas não acho que teremos uma ideia clara disso até Melbourne”, seguiu.
 
“Acho que ano passado nós aprendemos muitas lições. A equipe inteira cresceu. Claro que 2015 foi um ótimo ano para mim, para a equipe voltar a vencer. 2016 foi um passo para trás em termos de resultados, mas acho que um grande passo adiante em termos de equipe”, considerou.
Sebastian Vettel (Foto: Divulgação)

Em 2016, a Ferrari só perdeu terreno para equipes rivais. A Mercedes abriu vantagem, enquanto a Red Bull chegou e passou com certa facilidade. Vettel e Räikkönen viraram reféns de uma equipe que não empolgava ninguém.
 
Agora que a possibilidade de vencer com frequência se apresenta, Vettel opta pela cautela. O tetracampeão não espera mais do que uma briga pelo pódio no GP da Austrália. No que depender de Sebastian, o favoritismo ainda é da Mercedes.
 
“Acho que podemos brigar por pódio na Austrália e isso seria ótimo, mas ainda falta muito para isso. Eu sei que em termos de tempo não falta tanto assim, mas ainda temos muito para aprender, muito a fazer”, ponderou.
 
“Se você vence três mundiais seguidos como equipe, então é óbvio quem é o favorito, independente de mudanças no regulamento. Eles são fortes, trabalham bem, então [a Mercedes] é a equipe a ser batida”, finalizou.

A temporada 2017 da F1 se inicia em 26 de março, data escolhida para o GP da Austrália.
 
PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA



Últimas Notícias
segunda-feira, 20 de novembro de 2017
MotoGP
Endurance
F-E
F1
F1
MotoGP
Nascar
MotoGP
F3
F1
F1
Stock Car
domingo, 19 de novembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook