F1
14/04/2017 13:30

Vettel enfrenta problema, mas lidera treino livre 2 no Bahrein marcado por proximidade do ‘trio-de-ferro’ da F1

Sebastian Vettel enfrentou problemas neste segundo treino livre, mas isso não o impediu de aparecer na ponta da tabela no Bahrein. Desta vez, porém, o tetracampeão liderou as atividades com uma diferença apertada de 0s041 para Valtteri Bottas, a melhor Mercedes na sessão. Felipe Massa completou os trabalhos em sétimo
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 

Nem uma falha da Ferrari parou Sebastian Vettel nesta sexta-feira (14). Quando a noite caiu no Bahrein, o tetracampeão voltou a se impor e comandou as ações no segundo treino livre para a etapa árabe, a terceira da temporada 2017. Andando agora com os grudentos supermacios, Vettel cravou 1min31s310 e não foi mais incomodado. E apesar do contratempo que o fez retornar lentamente para os boxes, Sebastian foi capaz também de imprimir um ritmo forte quando iniciou as simulações de corrida para a prova em Sakhir no domingo, provando uma vez mais que a equipe italiana segue firme no propósito de vencer a Mercedes.
 
Falando nos tricampeões do mundo, Valtteri Bottas foi quem se saiu melhor da dupla. O finlandês andou no encalço de Seb e terminou o dia apenas 0s041 atrás. Também em boa performance com os supermacios, tanto em ritmo de classificação quanto em corrida. A surpresa desse TL2 novamente atendeu pelo nome de Daniel Ricciardo. O australiano foi capaz de colocar a Red Bull na terceira posição e, mais importante que isso, a somente 0s066 da marca do ferrarista.

A quarta posição da tabela é de Kimi Räikkönen, que, embora não tenha o mesmo desempenho do colega de garagem, foi capaz de se colocar à frente de Lewis Hamilton – que ficou muito aquém. E ainda se envolveu em um incidente com Nico Hülkenberg, o sexto colocado com a Renault. Felipe Massa também foi o melhor da Williams.  O brasileiro ficou a 0s7 da marca de Vettel, mas à frente de Max Verstappen, Romain Grosjean e Daniil Kvyat. 

O GP do Bahrein, o terceiro do ano, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Sakhir AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

Confira como foi o segundo treino livre do GP do Bahrein
 

Depois de uma primeira sessão livre marcada por um forte calor e uma pista escorregadia, os pilotos da F1 retomaram os trabalhos já no cair da tarde no Bahrein, sob temperaturas ainda altas, mas menores do que durante o TL1. Mas o treino que abriu as atividades do Mundial no traçado árabe mais cedo ainda foi marcado pela velocidade imposta pela Ferrari de Sebastian Vettel, enquanto a Mercedes optou por um programa mais discreto. As demais equipes escolheram também testar peças aerodinâmicas, como McLaren, Force India e Red Bull. 
 
Felipe Massa, que acabou na quinta colocação, enfrentou falhas nos freios e chegou a rodar. Outro que teve problemas foi Kimi Räikkönen, que precisou parar o carro vermelho na pista depois que o motor apresentou um superaquecimento da turbina. Stoffel Vandoorne também não pode completar a sessão devido a um contratempo com o MGU-H da unidade de potência da McLaren. 
 
Dito isso, o cenário que aguardava os pilotos à tarde era ainda muito quente: 33ºC no ar e 34.9ºC na pista. A umidade relativa do ar seguia em 18% - mais ou menos as mesmas condições que os competidores vão encontrar para a classificação de sábado e a corrida de domingo. E a Haas logo mandou seus dois pilotos ao trabalho. Vettel se juntou aos dois logo na sequência. Os três saíram já de pneus macios. Além dos amarelos, a Pirelli disponibiliza os compostos médios (brancos) e os supermacios (vermelhos).
Sebastian Vettel logo apareceu na ponta da tabela do TL2 (Foto: AFP)
Assim, Romain Grosjean foi o primeiro a figurar na ponta com 1min34s286. Kevin Magnussen se colocou ali em segundo, 1s6 atrás. Mas Vettel logo deu a real e cravou: 1min32s615, ligeiramente melhor que o registro feito no fim da sessão inicial do dia. Fernando Alonso também apareceu ali entre os ponteiros, com o terceiro tempo, 1s8 pior que o líder. Enquanto isso, a Mercedes mandou Valtteri Bottas à pista também de macios – que logo saltou para P1, com 1min32s614. Na verdade, o único que andava com os médios nesta fase da sessão era Kimi Räikkönen, que tentava recuperar o tempo perdido do primeiro treino. 
 
Dessa forma, após os primeiros dez minutos de atividades, a tabela se apresentava desse jeito: Bottas, Vettel, Nico Hülkenberg, Carlos Sainz, Grosjean, Massa, Esteban Ocon, Alonso, Magnussen, Palmer, Lance Stroll, Daniil Kvyat e Sergio Pérez. 

E não demorou para Lewis Hamilton aparecer com o melhor tempo. Acertando uma boa volta com os macios, o tricampeão cravou 1min32s290, colocando quase 0s4 em cima do companheiro Bottas e do rival Vettel – que aliás estavam separados por apenas 0s001. Mas essa marca do inglês da Mercedes também não tardou a ser batida. E quem superou foi Räikkönen, agora andando de macios: 1min32s277. 
 
Apenas um minuto depois, Sainz surgiu lento pela pista e, sem alternativa, teve de encostar o Toro Roso #55, aparentemente por culpa de uma falha da unidade de potência da Renault. Havia fumaça saindo de dentro do cockpit. Mas o espanhol saiu sem problemas. Só que o contratempo acionou por alguns minutos o saferty-car virtual.

Aí a sessão, já perto da marca dos 30 minutos, se acalmou, já sob as luzes artificiais do circuito de Sakhir.

O intervalinho não durou tanto e logo Vettel apareceu de novo no traçado. O tetracampeão foi o primeiro a deixar as garagens com os supermacios. Bottas repetiu a configuração. E, sem qualquer surpresa, ambos saltaram para a ponta da tabela. O ferrarista assinalou 1min31s310 e se colocou na primeira posição. Enquanto o finlandês registrou 1min31s351 – passando apenas 0s041 mais lento que o rival. 
 
Jolyon Palmer, da Renault, também seguiu os colegas, assim como Felipe Massa. O brasileiro saltou para terceiro, mas 0s7 atrás dos dois líderes, enquanto Palmer surgiu em nono. Nico Hülkenberg veio forte ainda e tirou Felipe do top-3. Hamilton também havia saído de supermacios, mas acabou perdendo tempo atrás do alemão da Renault, que vinha lento em um ponto de baixa velocidade da pista. Lewis teve de tirar muito o pé e não deixou de se queixar do adversário - o caso ainda foi para a mesa dos comissários. Ainda assim, o tricampeão foi capaz de registrar o terceiro tempo, mas 0s284 atrás dos ponteiros. Hamilton ainda relatou uma falha com asa -T do carro de Bottas. 
Lewis Hamilton se queixou de Nico Hülkenberg durante o TL2 (Foto: Reprodução/F1)
Mas aí veio um forte Ricciardo e se pôs em terceiro, apenas 0s066 atrás do líder ferrarista. Räikkönen também apareceu veloz em quarto, empurrando, assim, Hamilton para quinto. Hülkenberg, Massa, Verstappen, Grosjean, Kvyat, Magnussen, Ocon, Palmer, Alonso, Pérez, Stroll, Ericsson, Sainz e Wehrlein completavam a tabela.  Stoffel Vandoorne seguia sem tempo, mas foi capaz de completar uma volta de instalação já nesta sequência final da sessão.

Falando nesta última fase, a Force India foi a primeira avisar que já era hora de entrar no modo de simulação de corrida. Enquanto isso, Vettel se via em apuros. De repente, as luzes do volante do tetracampeão se apagaram, indicando uma possível falha no sistema eletrônica. Sem muito o que fazer, o ferrarista foi vindo lentamente de volta para os boxes.

Depois do drama vivido pelo líder do campeonato, Vandoorne pode retornar à pista. O belga da McLaren deixou as garagens com os pneus macios, com o objetivo de ganhar tempo após os problemas de motor no primeiro treino, mas o piloto ficou só por oito voltas no traçado. E aí começaram os primeiros testes de ritmo de corrida. A maioria optou por iniciar a simulação usando os supermacios - os compostos mais velozes do fim de semana no Bahrein.

Vettel teve condições de voltar à pista depois dos problemas eletrônicos. E também consegui conduzir suas simulações. Os tempos foram bem semelhantes aos da Mercedes com os mesmos pneus, sinal de uma briga acirrada neste fim de semana. Diante disso, também houve nenhuma mudança na tabela, o que só fortaleceu a posição de líder do tetracampeão.
Sebastian Vettel sofreu com falhas neste segundo treino (Foto: Reprodução/F1)
A F1 volta agora neste sábado, para mais um treino livre e a classificação, que vai definir o grid de largada para o GP do Bahrein.

F1 2017, GP do Bahrein, TL2, final:

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:31.310   28
2   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:31.351 +0.041 34
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:31.376 +0.066 28
4   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:31.478 +0.168 34
5   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:31.594 +0.284 34
6   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:31.883 +0.573 36
7   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:32.079 +0.769 37
8   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:32.245 +0.935 18
9   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:32.505 +1.195 34
10   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault 1:32.707 +1.397 35
11   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:32.854 +1.544 32
12   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:32.875 +1.565 38
13   30 Jolyon PALMER ING Renault 1:32.876 +1.566 38
14   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:32.897 +1.587 31
15   31 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:33.319 +2.009 33
16   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:33.361 +2.051 35
17   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:33.944 +2.634 34
18   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:34.072 +2.762 5
19   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:34.117 +2.807 29
20   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:34.230 +2.920 8
          Tempo 107% 1:37.702 +6.392  
                 
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:29.493 02/04/2016  
Melhor volta Pedro DE LA ROSA ESP McLaren Mercedes 1:31.447 03/04/2005  
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP



Últimas Notícias
sábado, 21 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Brasileiro de Marcas
Stock Car
F1
Stock Car
F1
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook