F1
14/04/2017 09:30

Vettel voa e coloca Ferrari na ponta no primeiro treino livre do GP do Bahrein. Hamilton é só 10º

Sebastian Vettel foi o mais rápido no treino livre que abriu as atividades da F1 no Bahrein, palco da terceira etapa do campeonato neste fim de semana. De pneus macios, o tetracampeão comandou as ações com 1min32s697
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba

Sebastian Vettel se colocou como o mais veloz na sessão de treinos livres que abriu os trabalhos para o GP do Bahrein, onde a F1 está neste fim de semana para a terceira etapa da temporada 2017. O tetracampeão foi capaz de colocar a Ferrari na ponta da tabela com a marca de 1min32s697. Quem mais aproximou do ferrarista foi Daniel Ricciardo e a Red Bull. O australiano foi exatos 0s400 mais lento que o alemão, mas suficiente para a segunda posição.  

Comprovando a boa performance dos austríacos, Max Verstappen fechou a atividade na terceira colocação, mas também longe do líder: 0s869. Sergio Pérez foi bem também e posicionou a Force India em quarto, logo à frente da Williams de Felipe Massa e de Lance Stroll. Fernando Alonso ainda teve tempo de colocar a McLaren em oitavo. Romain Grosjean e Lewis Hamilton fecharam o top-10.


Confira como foi o primeiro treino livre do GP do Bahrein
 
A F1 abriu os trabalhos nesta manhã de sexta-feira (14) para a primeira corrida noturna da temporada em Sakhir. Mas a primeira sessão livre teve início em pleno meio-dia, sob um calor escaldante de 36ºC. Na pista, os termômetros registravam 47ºC, enquanto a umidade relativa do ar em apenas 14%. Sem dúvida, um cenário fisicamente mais desgastante nessa nova geração de carros do Mundial. 
 
E os primeiros a ganhar a pista barenita foram Max Verstappen, que saiu com pneus médios e com sensores aerodinâmicos instalados no carro, e Fernando Alonso, que também saiu com os compostos brancos e o ‘flow-fiz’, a tinta verde para avaliação de peças aerodinâmicas. No caso do espanhol, a pintura veio no lado esquerdo da asa dianteira. Além da McLaren, a Force India também lançou mão da tinta para testar elementos na lateral do carro. Quem também veio nestes minutos iniciais foi Pascal Wehrlein – o alemão retorna ao grid depois de perder as duas primeiras etapas do ano por conta de uma lesão adquirida em um acidente na Corrida dos Campeões, em janeiro. Depois dele, muita gente também saiu, mas apenas para passagens de instalação.
 
Porém, ao contrário do que costuma acontecer no TL1, as primeiras voltas cronometradas não tardaram. E foi Daniel Ricciardo quem inaugurou a tabela com 1min38s985, usando os pneus médios. Aqui cabe uma lembrança: além dos compostos brancos, a Pirelli também disponibilizou aos pilotos os pneus macios (amarelos) e os supermacios (vermelhos). O australiano ainda completou um segundo giro rápido, em 1min38s843, antes de voltar aos boxes. Interessante aqui é que, a combinação de compostos foi vista na China, mas ninguém realmente chegou a andar para valer com os médios, situação diferente em Sakhir.
Fernando Alonso saiu já com a parafina no carro (Foto: Reprodução/F1)

Tanto é assim que a Mercedes logo mandou seus dois pilotos à pista com os médios também. E Valtteri Bottas assinalou 1min39s757 em seu primeiro giro registrado, 0s914 mais lento que o piloto da Red Bull. Lewis Hamilton, por outro lado, passou em 1min38s112, assumindo a ponta da tabela. O finlandês se recuperou na sequência, para se colocar em segundo, pouco mais de 0s1 atrás do colega de equipe. E ambos acabaram por empurrar Ricciardo para terceiro, com vantagem de 0s7.
 
Enquanto isso, Lance Stroll, Romain Grosjean, Sergio Pérez e Alonso seguiam seus próprios stints na pista. Todo mundo de médios neste início, muito também em função do calor excessivo no traçado árabe. E o novato da Williams foi o primeiro a entrar na folha de tempos com 1min38s553, ocupando o quarto posto. Aí Pérez se colocou à frente, mais de 0s5 melhor que o canadense, mas ainda na quarta colocação.
 
Foi neste momento, pouco antes dos primeiros 30 minutos de sessão, Felipe Massa virou sua primeira volta rápida. Também de pneus médios, o brasileiro se pôs em terceiro, com 1min37s625 – 0s9 atrás das Mercedes -, mas se queixou muito da falta de aderência do circuito barenita. Sebastian Vettel veio logo depois de Massa e já cravou 1min36s934, apenas 0s226 mais lento que o tricampeão e líder da sessão. Bottas era o terceiro, mas longe: 0s7 pior que o companheiro.
VERSTAPPEN É O PILOTO MAIS IMPRESSIONANTE A ESTREAR NA F1? VEJA
O nórdico, entretanto, acabou sendo superado por Massa. Mesmo com a queixa da aderência, Felipe foi capaz de andar menos 0s1 melhor que Bottas, pulando para terceiro. A posição, porém, durou pouco. Isso porque Carlos Sainz decidiu sair com os pneus macios – foi o primeiro a usar os amarelos nesta sessão. Dessa forma, o espanhol botou a Toro Rosso na ponta, com 1min36s079 – 0s629 mais veloz que Hamilton, que só havia dado voltas com os médios. 
 
O primeiro piloto da Mercedes a escolher os macios foi Valtteri, que se colocou evidentemente na frente com 1min35s002, impondo 1s de vantagem para Sainz. Mas aí Hamilton foi lá e registrou 1min34s636, também de macios. A Ferrari, enquanto isso, ainda seguia com seu programa com os pneus médios. Sebastian Vettel aparecia em quarto, enquanto Kimi Räikkönen vinha apenas em último - mas sem uma volta rápida propriamente dita. Mas o finlandês acabou ficando pelo caminho, quando o motor da Ferrari apresentou problemas de superaquecimento na turbina. 
Lewis Hamilton deixa os boxes com os pneus macios (Foto: Reprodução/Mercedes)
Perto dos 40 minutos de sessão, quando os pilotos precisam devolver o jogo extra de pneus À Pirelli, a ordem da tabela era: Hamilton, Bottas, Sainz, Vettel, Ocon, Massa, Verstappen, Grosjean, Stroll, Pérez, Magnussen, Alonso, Ricciardo, Vandoorne, Hülkenberg, Kvyat, Palmer, Wehrlein, Ericsson e Räikkönen. 

Na verdade, a Mercedes e Sainz tiveram de entregar um conjunto de macios, enquanto o restante do grid devolveu um set de médios.  Aí, depois da pausa, o líder Lewis Hamilton, Marcus Ericsson, Felipe Massa, Lance Stroll e Sergio Pérez foram os primeiros que retornaram à pista. E todos com os pneus macios. 

Hamilton, entretanto, completou apenas uma volta e logo voltou aos pits. Mas Pérez foi capaz de virar 1min34s095. Massa se colocou em segundo, a 0s151 do mexicano da Force India. Stroll veio na sequência, em terceiro, com Grosjean em quarto. Hamilton era apenas o quinto. 
 
Mas Vettel logo colocou ordem na casa com 1min32s697, também em cima dos macios. A marca foi 1s398 mais veloz que o registro feito por Pérez minutos antes. Ricciardo, então, saltou para a segundo, andando exatos 0s4 mais lento que o líder.  Verstappen apareceu na sequência com o terceiro tempo, mas longe: 0s928 do ferrarista. E 0s5 do companheiro de Red Bull. Quer dizer, neste ponto da atividade árabe, os tempos começaram a se aproximar de um desempenho mais realista. Ainda assim, a marca do tetracampeão, nesta fase da sessão, ainda era 0s4 mais lento que o registro de Nico Rosberg no mesmo primeiro treino no ano passado.
 
Restando 20 minutos para o fim da sessão, Stoffel Vandoorne deixou os trabalhos ao parar na curva 10, ao mesmo tempo em que as duas Mercedes retornavam à pista, de novo de macios. Massa também pegou carona e voltou aos trabalhos na sequência. Mas o brasileiro também exagerou em uma freada, rodou e perdeu a chance de melhorar sua posição, tendo de voltar em seguida para os boxes.

E foi aí, nos minutos finais, que a pista lotou. Todo mundo procurando um espaço para uma boa volta final. Mas ninguém conseguiu realmente melhorar. A Mercedes permaneceu onde estava mesmo, em uma sessão em que se dedicou aos stints de corrida. Assim, Vettel começa o fim de semana no Bahrein na frente.

A segunda sessão de treinos livres acontece logo mais, a partir das 12h (de Brasília). 

F1 2017, GP do Bahrein, treino livre 1:

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:32.697   21
2   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:33.097 +0.400 22
3   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:33.566 +0.869 23
4   31 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:34.095 +1.398 22
5   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:34.246 +1.549 24
6   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:34.322 +1.625 25
7   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:34.332 +1.635 23
8   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:34.372 +1.675 14
9   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:34.564 +1.867 21
10   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:34.636 +1.939 28
11   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault 1:34.838 +2.141 13
12   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:34.927 +2.230 13
13   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:34.997 +2.300 10
14   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:35.002 +2.305 27
15   30 Jolyon PALMER ING Renault 1:35.068 +2.371 19
16   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:35.579 +2.882 21
17   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:35.888 +3.191 24
18   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:35.959 +3.262 23
19   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:36.079 +3.382 16
20   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:42.333 +9.636 6
          Tempo 107% 1:39.186 +6.489  
                 
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:29.493 02/04/2016  
Melhor volta Pedro DE LA ROSA ESP McLaren Mercedes 1:31.447 03/04/2005  

 



Últimas Notícias
sexta-feira, 14 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 13 de abril de 2017
F1
F1
F3
F1
MotoGP
F1
Nascar
F1
Indy
F1
Galerias de Imagens
Facebook