F1
19/05/2017 14:56

Wehrlein revela que Sauber imaginou que retorno às corridas seria apenas no GP da Espanha: “Para mim, não fazia sentido”

Alemão sofreu grave acidente durante Corrida dos Campeões, em Janeiro. Por esse motivo, o piloto precisou se retirar do GP da Austrália e a equipe suíça pensou que ele ficaria de fora até a corrida em Barcelona
Warm Up
Redação GP, de Jacareí
 
Em Janeiro de 2017, Pascal Wehrlein sofreu um grave acidente na Corrida dos Campeões, realizada nos Estados Unidos. Como resultado, o piloto machucou as costas e na primeira corrida da temporada, na Austrália, deixou o carro depois dos treinos, sentindo desconforto ao guiar os exigentes carros da F1. A Sauber contou com os trabalhos de Antonio Giovinazzi por duas provas. O alemão só retornou ao cockpit no GP do Bahrein, mas antes disso, o time suíço achou que ele ficaria de fora por um total de quatro provas, como revelou o piloto ao ‘Motorsport.com’.
 
“A equipe achou que a minha primeira corrida seria em Barcelona. Para mim, isso não fazia sentido. Eu não poderia acreditar que teria que pular quatro corridas, então eu disse: antes de Barcelona”, disse.
Pascal Wehrlein (Foto: Sauber)

Todo o período de fisioterapia do piloto alemão foi junto do experiente Josef Leberer. Para Wehrlein, Josef foi fundamental para tornar possível seu retorno às pistas antes de quatro corridas e deve à ele sua rápida recuperação..
 
“Quando ele me disse coisas como que Barcelona seria minha primeira corrida, para mim foi uma grande motivação em dizer: ‘Não, não é Barcelona, é antes de Barcelona’. E Então para provar para eles que eu estava fazendo tudo certo. Eu me dediquei muito para voltar antes do que isso, e foi uma grande motivação para mim. Claro que ele me ajudou em tudo que pode com toda sua experiência. Acho que sem o suporte dele, eu provavelmente não estaria de volta ainda”, exaltou o alemão.
 
E está conseguindo provar isso nas pistas também. Logo em sua primeira corrida na temporada, no GP do Bahrein, o alemão conseguiu, até aquele momento, seu melhor resultado com um 11º lugar. Duas corridas depois, no GP da Espanha, Wehrlein pontuou pela segunda vez na carreira e conseguiu o melhor resultado de sua carreira na F1 com um oitavo lugar. A posição também foi a melhor da Sauber neste ano.
 
“Estou concentrado em todas as corridas com o máximo que eu posso fazer, o máximo de desempenho. Estou me sentindo muito feliz com o carro e na equipe. Está tudo bem”, completou.
 
MENINO THOMAS MOSTRA LADO HUMANO DA F1 E AQUECE ATÉ CORAÇÃO DO ‘HOMEM DE GELO’ RÄIKKÖNEN



Últimas Notícias
quinta-feira, 19 de outubro de 2017
MotoGP
F1
Seletiva BR
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
MotoGP
quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Indy
F1
MotoGP
F1
F1
Seletiva BR
Galerias de Imagens
Facebook