F3
24/09/2016 18:04

Em grid melancólico de apenas sete carros, Iorio garante pole da abertura da etapa de Londrina da F3 Brasil

A categoria destinada a formar os principais talentos do Brasil nos monopostos chegou a Londrina com apenas sete carros, o menor desde quando voltou a ser disputada, em 2014. Assim, a pole-position conquistada no fim da tarde deste sábado por Matheus Iorio torna-se apenas um mero detalhe
Warm Up, de Londrina
FERNANDO SILVA, de Londrina

É difícil, muito difícil o momento da F3 Brasil. Se em São Paulo, há duas semanas, o grid diminuto de apenas dez carros chamava a atenção, o que dizer de apenas sete pilotos inscritos para a disputa da etapa de Londrina? A Cesário, equipe que vem dominando a categoria desde a retomada da sua disputa, em 2014, manteve os quatro carros, enquanto a Hitech Racing alinhou dois. A RR Racing completou o grid com Luís Felipe Branquinho. A Prop Car, chefiada por Darcio dos Santos — tio de Rubens Barrichello — e Artur Fortunato, que corre por equipe própria, não vieram ao norte do Paraná.
 
Assim, a pole conquistada por Matheus Iorio foi apenas um mero detalhe em meio ao grid melancólico da F3 Brasil em Londrina. O paulista de 19 anos caminha a passos firmes rumo ao título da categoria e lidera o campeonato com 102 pontos, 62 de vantagem para Guilherme Samaia. Foi justamente Samaia quem liderou os dois treinos livres, mas na hora da luta pela pole, falou mais alto a melhor fase de Iorio.
Matheus Iorio garantiu a pole-position em Londrina no fim da tarde deste sábado (Foto: Marcus Cicarello)
Iorio cravou 1min04s205 em sua melhor passagem pelo Autódromo Ayrton Senna e garantiu mais uma pole na temporada. Com certa surpresa, Samaia não teve um bom rendimento, sendo superado por Thiago Vivacqua, da Hitech. O piloto garantiu a primeira fila do grid para a equipe chefiada por Rodrigo Contin.
 
Carlos Cunha Filho vai largar da terceira posição e terá ao seu lado Samaia. A diferença entre os primeiros colocados foi razoavelmente pequena, com pouco mais de 0s3 entre Iorio e Samaia, por exemplo. Christian Hahn, também da Cesário, completou o rol dos cinco primeiros colocados. Mais atrás, Luís Felipe Branquinho vai partir do sexto lugar com o carro #10 da RR Racing.
 
Por sua vez, o único carro da categoria Light, pilotado pelo jovem brasiliense Pedro Caland, parte da sétima e última posição no geral. A diferença de equipamento (do Dallara F309 da classe A para o F301 da Light) se faz nítida nos tempos de volta. A melhor marca de Caland foi de 1min09s077.
 
A primeira corrida da rodada dupla da F3 Brasil em Londrina está marcada para a manhã deste domingo, a partir de 8h20 (horário de Brasília).
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI



Últimas Notícias
quinta-feira, 19 de outubro de 2017
MotoGP
MotoGP
quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Indy
F1
MotoGP
F1
F1
Seletiva BR
MotoGP
F1
MotoGP
Copa Grande Prêmio
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook