F3
11/12/2016 15:24

Iorio vibra com título da F3 Brasil e frisa grande aprendizado. Meta agora é correr na EuroFormula em 2017

Matheus Iorio fez um ano quase perfeito na F3 Brasil. Cometendo poucos erros, o piloto conquistou o título da temporada 2016 com uma etapa de antecedência. Após se sagrar campeão, o competidor ressaltou todo o aprendizado no campeonato, e afirmou que está negociando para correr na Europa no próximo ano
Warm Up
NATHÁLIA DE VIVO, de Interlagos
 
“Acho que o que frisei bastante nesse ano foi aprendizado”. Essa foi a frase que Matheus Iorio escolheu para definir a sua temporada 2016 da F3 Brasil. Na corrida 1 de Goiânia, com três corridas de antecipação, o piloto conquistou o título do campeonato, seu primeiro na categoria.
 
Das 16 provas disputadas, somou dez vitórias, com 15 pódios e nada menos que 205 pontos, 65 à frente de seu companheiro e vice-campeão, Guilherme Samaia. Os números são apenas uma amostra do desempenho do #34 no ano.
 
O campeão de 2016 entrou na F3 Brasil em 2014 defendendo a Hitech Racing. Disputando a F3 Brasil Light, categoria de acesso para a classe especial, o competidor terminou aquele ano em terceiro com 99 tentos.
Matheus Iorio (Foto: Divulgação)

Isso foi suficiente para que impressionasse a Cesário Fórmula. No ano seguinte já subiu para a categoria principal. No entanto, dividindo as pistas com Pedro Piquet, teve que se contentar com um vice-campeonato.
 
Mas o piloto queria mais, e foi o que conseguiu. Na mesma equipe, em 2016 foi atrás do título, que veio em Goiânia. Matheus, é claro, não escondeu a satisfação, mas, sobretudo ressaltou todo o aprendizado ao longo da temporada.
 
“Aprendi muito mesmo, tanto comigo, quanto com a equipe, com o carro, estou muito feliz com isso. Em questão de resultado não poderia querer algo melhor. Esse foi um ano excepcional, mas acho que o principal mesmo foi ter me focado tanto no aprendizado e na evolução”, explicou.
 
Para 2017, Iorio sabe muito bem o que quer. Procurando alçar voos ainda mais altos, o piloto já negocia com categorias internacionais para correr na Europa. “Estamos em negociação com equipe lá fora para a EuroFormula Open e a única coisa que eu espero é ser competitivo no campeonato. Acho que tenho que ir com os pés muito no chão, não é porque fui campeão aqui que vou chegar lá e ser o cara”, disse.
 
“Então o principal é manter os pés no chão e ir para lá pensando em ser competitivo, e aprender mais ainda. Espero que o aprendizado lá seja muito maior do que o próprio que foi aqui”, completou.
 
Por fim, Matheus exaltou todo o aprendizado na F3 Brasil, e expressou sua torcia para que a categoria se firme ainda mais nos próximos anos. “A F3 Brasil me deu uma ótima base, aprendi demais aqui. Espero de coração que a categoria possa crescer cada vez mais, espero que consigam se estabilizar aqui, que a categoria fique muito bem, pois o Brasil está precisando muito disso”, finalizou.

Últimas Notícias
sexta-feira, 20 de janeiro de 2017
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
Rali
quinta-feira, 19 de janeiro de 2017
Rali
Rali
F-E
Outras
MotoGP
MotoGP
F1
Indy
MotoGP
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook