F3
11/09/2016 19:15

Leist iguala campeões Fittipaldi, Piquet e Senna e conquista título da F3 Inglesa em Donington Park

Aos 18 anos, o gaúcho Matheus Leist se tornou campeão da F3 Inglesa com o desfecho da rodada tripla deste domingo no lendário circuito de Donington Park. A tradicional categoria, que voltou a ser disputada neste ano com carros da F4 Britânica, coroou o piloto de 18 anos
Warm Up, de Interlagos
Redação GP, de Interlagos

Mesmo em meio à aposentadoria de Felipe Massa na F1, a incerteza sobre o futuro de Felipe Nasr e mesmo o grid de apenas dez carros na F3 Brasil, o país tem motivos para comemorar. Matheus Leist, gaúcho de 18 anos e nascido em Novo Hamburgo, conquistou o título da F3 Inglesa neste domingo (11) no lendário circuito de Donington Park. Foi um feito histórico para o jovem, que repetiu o feito de ícones do automobilismo nacional como Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet, Ayrton Senna e Rubens Barrichello.
 
A F3 Inglesa foi a principal categoria de base do automobilismo mundial entre os anos 70 e 2000. Contudo, a classe acabou enfraquecendo depois de 2011, quando Nasr se sagrou campeão após travar disputa com o dinamarquês Kevin Magnussen, hoje piloto da Renault na F1. Na esteira da decadência da F3 Inglesa, a F3 Europeia se fortaleceu, e isso acabou culminando com o fim da sequência do certame britânico em 2015.
Matheus Leist comemora o título da F3 Inglesa neste domingo (Foto: F3 Inglesa/Divulgação RF1)
Impulsionado pelo Clube dos Pilotos Britânicos (o BRDC), a F3 Inglesa voltou a ser disputada neste ano com carros da F4: chassi Tatuus e motor Cosworth, modelo diferente dos Dallara que equipam, por exemplo, a F3 Europeia e também a F3 Brasil. O automobilismo de base na Inglaterra ganhou sobrevida com a retomada da F3, agora bastante renovada.
 
Leist tinha de tirar uma diferença de 15 pontos para o então líder, o britânico Ricky Collard em uma disputa que compreendia 90 pontos na rodada tripla de Donington Park. O gaúcho conquistou a vitória na primeira corrida e cruzou em quinto lugar as outras duas provas, sendo beneficiado pela má performance do rival, que ficou de fora dos cinco primeiros em todas as três corridas da disputa.
 
“Estou muito contente com esse título. Ele vai para a minha família, para a cidade de Novo Hamburgo e todos que me apoiam nessa difícil missão que é representar o Brasil na Europa. Foi uma conquista muito difícil, mas sei que foi muito merecida e esse é um grande passo para continuar subindo na minha carreira, que ainda está no começo”, declarou.
Matheus Leist comemora o título da renovada F3 Inglesa em Donington Park (Foto: F3 Inglesa/Divulgação RF1)
Matheus, depois de uma carreira de êxito no kart, começou nos monopostos correndo na F3 Brasil em 2014, representando as equipes Hitech e, depois, a Cesário. No ano passado, o gaúcho cruzou o Atlântico, chegou a fazer uma rodada dupla da F3 Europeia e disputou a F4 Inglesa, fechando o campeonato em quinto lugar. 
 

Em 2016, pela equipe Double R, veio o título da renovada F3 Inglesa com um retrospecto respeitável: quatro vitórias, 11 pódios, duas poles e seis voltas mais rápidas em 24 corridas disputadas, culminando com a rodada derradeira em Donington Park.
 
“Foram quatro vitórias e onze pódios em um ano inesquecível com a Double R Racing. Agradeço todos do nosso box e agora quero comemorar muito essa conquista histórica. Vou estudar com calma a sequência da minha carreira, mas tenho certeza que boas portas vão se abrir depois deste título”, complementou o novo brasileiro campeão no automobilismo europeu.
PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC



Últimas Notícias
sexta-feira, 23 de junho de 2017
F1
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Endurance
F1
F1
MotoGP
F2
Galerias de Imagens
Facebook