Indy
26/04/2017 16:30

Ajuda a Alonso em Indianápolis veio após “bomba” e ‘notinha de parabéns’, revela De Ferran: “É uma honra”

Gil de Ferran foi o escolhido para ajudar de perto Fernando Alonso durante a preparação para a estreia nas 500 Milhas de Indianápolis. Ao GRANDE PREMIUM, o brasileiro, que considera a presença do bicampeão mundial um resgate à tradição da prova, contou que uma 'notinha de parabéns' enviada para a McLaren acabou iniciando as conversas que o definiram como 'professor' do espanhol
Warm Up
GABRIEL CURTY, de São Paulo
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 

Gil de Ferran voltou aos holofotes nos últimos dias. Um dos grandes nomes do Brasil no automobilismo norte-americano, o vencedor da Indy 500 de 2003 foi escolhido para auxiliar Fernando Alonso na adaptação do espanhol para as 500 Milhas de Indianápolis deste ano. Para entender como surgiu esta ideia e entender seu papel na preparação de Alonso, o GRANDE PREMIUM conversou com Gil nesta quarta-feira (26).
 
De Ferran contou que o convite para ser 'professor' de Alonso para a Indy 500 veio após uma iniciativa própria. O brasileiro que iniciou o contato, elogiando a McLaren pela oportunidade dada ao bicampeão do mundo.
 
"Na verdade, eu conheço o pessoal da McLaren e mandei, assim que eles anunciaram, uma notinha parabenizando pela iniciativa - porque eu achei um negócio súper legal. Dois dias depois, eles me ligaram e disseram: ‘Escuta, você não quer ajudar o Fernando na corrida de Indianápolis?’. Eu respondi: ‘Ajudo, claro’. E devo dizer que essa é uma iniciativa muito legal em diversos sentidos", disse ao GP*.
 
O brasileiro lembrou que a Indy 500 tinha uma tradição de reunir grandes campeões. Para ele, a presença de Alonso com a Andretti é um resgate à história da prova.
Gil de Ferran com Fernando Alonso no Alabama (Foto: IndyCar)
"É uma coisa muito bacana e, obviamente, vai ser muito bom para a Indy e também para o Fernando. Além disso, tem muito a ver com a tradição das 500 Milhas de Indianápolis. A gente sabe que isso, por muitas décadas, deixou de acontecer, dos grandes campeões do automobilismo virem participar da Indy 500. Então, de certa maneira, essa iniciativa é uma volta dessa tradição. E, para mim, em primeiro lugar é uma honra muito grande", seguiu.
 
Gil falou também de como o anúncio do bicampeão na Indy 500 caiu como uma bomba na categoria e citou o impacto que isso teve em caráter mundial.
 
"Não sei se eu usaria a palavra surpresa, mas é uma bomba. É uma daquelas grandes notícias que faz tempo que a gente não ouve. É uma iniciativa bombástica. É uma coisa muito legal, espetacular", completou.
 
O primeiro contato dos dois aconteceu já neste final de semana, quando Alonso acompanhou a disputa do GP do Alabama, vencido por Josef Newgarden. A entrevista completa com Gil de Ferran pode ser encontrada na seção 'Stop & Go' do GRANDE PREMIUM.

PADDOCK GP #75 DEBATE: FERNANDO ALONSO VAI SE DAR BEM NA INDY 500?



Últimas Notícias
domingo, 10 de dezembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Brasileiro de Turismo
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook