Indy
17/05/2017 21:10

Alonso culpa ventania por dia complicado em Indianápolis e diz que foco foi “acertar o carro curva após curva”

Fernando Alonso foi à pista para uma quarta-feira esvaziada de treinos para as 500 Milhas de Indianápolis. O bicampeão da F1 mostrou uma desenvoltura que ainda não tinha sido vista até aqui, fez o quarto lugar, mas não conseguiu andar no tráfego
Warm Up
GABRIEL CURTY, de São Paulo
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 



O terceiro dia de treinos livres para as 500 Milhas de Indianápolis, esta quarta-feira (17) foi marcada por fortes ventos que afugentaram vários pilotos. Na realidade, apenas 11 pilotos rodaram mais de dez giros durante as quatro horas de sessão. Fernando Alonso, então, não teve a chance de repetir a ação de tráfego que teve na última terça-feira. No fim das contas, Alonso deu 39 voltas e foi o quarto mais rápido do dia.
 
Ainda mais importante que tudo isso, Alonso mostrou evolução e mais confiança para se movimentar pela pista. O espanhol pela primeira vez nos treinos em Indianápolis apareceu utilizando toda extensão e angulação da pista, de baixo até a parte de cima. Depois de prometer que a partir de hoje "seria um melhor piloto de oval", Alonso começou a entregar tal resultado.
 
Alonso admitiu que o dia foi complicado para si. Deu mais voltas que outros nomes condecorados da Indy, sim, mas gente como Tony Kanann e Marco Andretti conhecem Indianápolis muito bem. Alonso, ao contrário, está aprendendo e precisa andar de qualquer jeito. 
 
"Foi um dia muito complicado, os grandes nomes da Indy deram pouquíssimas voltas. Mas, para mim, qualquer condição serve como um aprendizado. Hoje foi isso: aprender a guiar quando está ventando muito e como acertar o carro curva após curva", afirmou.
Fernando Alonso durante coletiva da Andretti (Foto: IndyCar)
Mesmo com a forte ventania que bateu em Indianápolis, o bicampeão da F1 afirmou que o dia correu bem dentro do possível e do programa traçado. "Tudo aconteceu de acordo com o planejado, apesar de tudo. O time, eu acho, aproveitou as minhas voltas para ver alguma coisa na traseira, no motor, coisas assim. Então, com esses acertos, dá para dizer que foi um dia produtivo."
 
Apesar de poucas voltas para os padrões normais, os 39 giros de Alonso foram menos apenas que as 46 de Zach Veach, as 47 de Scott Dixon, as 52 de Ed Carpenter e as 54 de JR Hildreband.

Os treinos livres seguem nesta terça-feira, mais uma vez iniciando às 15h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO transmite tudo AO VIVO

Últimas Notícias
quinta-feira, 27 de julho de 2017
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
Nascar
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook