Indy
23/11/2017 18:58

Bourdais vê “muito talento” em ex-companheiro Jones e aponta: “Tem tudo para fazer um grande ano na Ganassi”

Sébastien Bourdais aposta suas fichas no sucesso do ex-companheiro Ed Jones na primeira temporada do garoto pela Ganassi. Para o veterano, Jones tem tudo para aprender bastante ao lado de Scott Dixon
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Sébastien Bourdais acredita muito no potencial do ex-companheiro de Dale Coyne Ed Jones. Para o experiente piloto francês, o garoto tem tudo para brilhar em seu primeiro ano com a Ganassi e deve aproveitar para absorver bastante do contato com Scott Dixon, um dos melhores do grid da Indy.
 
Ao site norte-americano 'Motorsport.com', o francês elogiou o ex-companheiro de equipe e apostou em um grande 2018 para o britânico ao lado de Dixon.
 
"Acho que Ed tem muito talento. E acredito que ele vai estar mais confiante em sua segunda temporada e que isso vai fazer dele ainda mais competitivo. Ele vai poder demonstrar todo o talento que tem nessa temporada. Está em um grande time, tem um grande companheiro, então tem tudo para brilhar. Grande oportunidade", disse.
 
Bourdais reconheceu que a pressão em cima de Jones será bem maior por estar em um grande time, mas lembrou que Ed cometeu pouquísimos erros em sua temporada de novato pela Dale Coyne, algo pouco comum.
Ed Jones tem a confiança do ex-companheiro Sébastien Bourdais (Foto: IndyCar)
"Estar com a Ganassi te traz muita pressão, mas vamos torcer para que ele siga na direção certa e não cometa muitos erros. Mas eu acho que ele vai tirar isso de letra, afinal, no ano de calouro dele o que ele menos fez foi erros. Isso conta muito a favor dele", seguiu.
 
Sébastien destacou o fato de Jones aprender bastante com os membros da equipe e vê em Dixon uma ótima referência para o piloto de 22 anos.
 
"Ed é um cara esperto e que aprende com quem o cerca. Ele vai absorver muito do Scott, principalmente na parte técnica. Ele também é um garoto muito bom, merece a chance que está tendo. Espero que dê tudo certo para ele", comentou.
Sébastien Bourdais ajudou a Dale Coyne a crescer (Foto: IndyCar)
Bourdais admitiu que tem preferência por um companheiro de equipe experiente, mas garantiu que vai aceitar bem qualquer parceiro que o chefe o apresente, lembrando que fez bons trabalhos sozinho na KV e com Jones na Dale Coyne.
 
"A realidade econômica de muitos times na Indy indica que o processo de escolha de piloto tem de levar o lado financeiro muito em conta. Acho que o Dale está calado para não dar margem a boatos antes de que tudo esteja fechado com o meu futuro companheiro. Claro que, por ser um carro totalmente novo, acho que o indicado seria termos dois pilotos experientes, mas já mostrei que sei trabalhar sozinho ou com um estreante. Não importa quem seja o escolhido do Dale eu vou respeitar e apoiar a decisão", completou.

O gaulês foi um responsável direto pela evolução da Dale Coyne em 2017. Pior time do grid até 2016, a equipe melhorou e até venceu corrida com Bourdais em St. Pete.
 
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1


Últimas Notícias
domingo, 10 de dezembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Brasileiro de Turismo
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook