Indy
17/07/2017 18:20

Ganassi surpreende e chama Rosenqvist para participar de teste da Indy em Mid-Ohio ao lado de Dixon

Felix Rosenqvist anda tendo anos atribulados desde que conquistou a F3 Euro em 2015. Piloto ativo da Super Fórmula e F-E, Rosenqvist já passou por Indy Lights, DTM, WEC e SportsCar no último ano e meio. Agora, pela segunda vez, irá participar de um teste da Indy com a Ganassi
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Impressionando na temporada de estreia como piloto da F-E, Felix Rosenqvist terá mais uma chance de guiar um carro da Indy. A Ganassi foi quem chamou o sueco, que já testou pela equipe em julho do ano passado. A atividade será realizada nesta semana no autódromo de Mid-Ohio, numa atividade que visa misturar pilotos de dentro e de fora da categoria principal da Indy.
 
As informações são da revista inglesa 'Autosport'. Scott Dixon também irá participar dos testes. Companheiro de Dixon no campeonato, Tony Kanaan não irá participar. Max Chilton e Charlie Kimball, outros dois pilotos da equipe, ficam fora da mesma forma.
 
Além de piloto da F-E, da Super Fórmula e campeão da F3 Europeia, Rosenqvist teve uma experiência em 2016 como piloto da Indy Lights. Participou de dez corridas, onde venceu três e anotou outras três pole-position. Por isso a Ganassi chamou Felix naquela oportunidade, quando ele impressionou Chip Ganassi, o diretor de equipe Mike Hull e o engenheiro de corridas Chris Simmons.  
 
"Ele está pronto para entrar na Indy", afirmou Hull. "Olhe para os resultados em várias categorias, foi um sucesso em todos os níveis. Sigo o que Chris Simmons me disse, e ele ficou muito impressionado", seguiu.
Felix Rosenqvist foi o destaque no classificatório no Marrocos (Foto: Reprodução)
"Felix guiou por 90 voltas, mais que uma distância de corrida, e não moveu as rodas um centímetro errado. Creio que, em Felix, encontramos um piloto incrivelmente talentoso, e as corridas e campeonatos que ele venceu não foram acidente", encerrou.
 
Rosenqvist, assim como o próprio Dixon, tem o ex-piloto sueco Stefan Johansson como empresário. O que, evidentemente, tende a facilitar um eventual interesse da Ganassi em contar com os serviços de Rosenqvist.  

MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS


Últimas Notícias
terça-feira, 19 de setembro de 2017
Kart
F-E
F-E
MotoGP
F-E
F1
F1
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
F1
Warm Up
F1
Galerias de Imagens
Facebook