Indy
17/09/2017 21:44

Pagenaud acerta em estratégia ousada e vence GP de Sonoma. Seguro, Newgarden foge dos riscos e leva título

Simon Pagenaud fez sua melhor corrida em 2017 e venceu o GP de Sonoma com uma estratégia ousada de paradas. O francês ficou com o vice-campeonato, perdendo o título para Josef Newgarden que, ao melhor estilo do colega francês, foi cerebral na decisão e cruzou em segundo. Helio Castroneves terminou a prova em quinto
Warm Up
GABRIEL CURTY, de São Paulo


Josef Newgarden fez uma típica corrida de campeão neste domingo (17) em Sonoma. O americano, que chegou ao misto californiano líder da temporada e dominou totalmente os treinos e a classificação, soube usar a cabeça na prova decisiva e, sem correr nenhum tipo de risco, se contentou com um segundo lugar, posição mais do que suficiente para o tão sonhado título inédito da categoria logo em seu ano de estreia pela Penske.

Quem evitou que o título de Newgarden acontecesse com mais uma vitória foi Simon Pagenaud. Diferentemente de praticamente todo o resto da temporada, o francês brilhou em Sonoma. Atacou com uma estratégia bem ousada de antecipar suas paradas e deu o bote no companheiro na última rodada de ida aos boxes. Josef, ciente do que precisava, nem quis se envolver em nova confusão com o colega e apenas escoltou-o até a linha final.

Este foi o 15º título conquistado pela gigante Penske e, além de tudo, significou o fim de um pequeno tabu norte-americano: Newgarden foi o primeiro piloto do país a ser campeão da Indy desde Ryan Hunter-Reay, que levou em 2012.

Will Power até conseguiu terminar perto dos dois, mas pareceu, de certa forma, conformado com a perda do título. O australiano não tentou, efetivamente, se meter na briga, ficando confortável na terceira colocação e fechando a trinca da Penske, novamente campeã da categoria.

Scott Dixon tentou fazer mais um de seus milagres com a Ganassi, mas esbarrou nas claras limitações do carro e não conseguiu ir além do quarto lugar, deixando para trás apenas Helio Castroneves, que teve mais um desempenho bem opaco em decisão.

O top-10 ainda teve Graham Rahal, que fechou bem mais uma grande temporada com a RLL, Marco Andretti, em uma de suas melhores performances no ano, Hunter-Reay, Sébastien Bourdais e Conor Daly.
Josef Newgarden é o campeão de 2017 (Foto: Reprodução)
Confira como foi a decisão da Indy em Sonoma

A largada para a grande decisão da Indy em Sonoma aconteceu às 19h48 (em Brasília). Apesar de uma disputa ríspida, no grupo da frente, a saída foi limpa, com Josef Newgarden se mantendo em primeiro, seguido por Will Power.
 
Helio Castroneves começou bem ligado, atacando Simon Pagenaud e levando a terceira posição com bonita e arrojada manobra. Scott Dixon, precisando ganhar terreno, também partia para o quinto lugar, com Alexander Rossi em sexto.
 
Ainda no princípio da primeira volta, James Hinchcliffe já apareceu virado na terra, mas a bandeira amarela não apareceu. Logo depois, Tony Kanaan, Jack Harvey, Spencer Pigot e Zachary Claman DeMelo se encontraram, com vários detritos soltos e o brasileiro indo aos boxes junto com Pigot e o estreante canadense.
 
Ao fim da primeira volta, os ânimos ficaram um pouco mais acalmados, com Newgarden abrindo para 1s1 a vantagem em cima de Power. Castroneves perdia um pouquinho de contato, mas segurava o pelotão com Pagenaud, Dixon, Rossi, Graham Rahal, Takuma Sato, Ryan Hunter-Reay e Marco Andretti.

Na volta 6, um novo problema na pista. Sato aparecia bem lento sendo superado por todos. O motivo se revelaria logo depois: pneu traseiro direito furado. O japonês fez quase que o traçado completo em marcha lentíssima até chegar nos boxes.
 
Ao mesmo tempo, Newgarden começava a abrir um pouquinho mais na frente, já aparecendo cerca de 2s na frente do companheiro Power. No 11º giro, Pagenaud era o primeiro a ir para os boxes, já indicando uma estratégia diferente.

O segundo dos líderes a fazer sua primeira parada era Rossi, na volta 14. Pagenaud, enquanto isso, já ia recuperando terreno, passando Carlos Muñoz pelo 13º lugar.

Os líderes pararam logo depois, com Dixon indo uma volta antes que Newgarden, Power e Castroneves. Quando voltaram para a pista, Josef teve uma desagradável surpresa: ficou atrás de Pagenaud, 4s6 atrás do francês, que vestia os pneus macios e forçava muito o ritmo.
 
Dixon, sem querer saber de perder tempo, já atacava Castroneves e até conseguia passar o brasileiro, mas ficava na frente do #3 por metros, já que não conseguiu tracionar do melhor jeito possível e tomou o xis. 
 
Rossi, que havia perdido as chances de título ainda no sábado com a pole de Newgarden, voltava aos boxes e, desta vez, parecia de forma definitiva, já que apresentava problemas. 
 
Na volta 20, Conor Daly parou e, assim, os líderes puderam se reposicionar nas primeiras posições. Pagenaud ia para a ponta, 7s1 na frente de Newgarden. Power, Castroneves, Dixon, Rahal, Andretti e Hunter-Reay apareciam atrás.

Pagenaud seguia forçando o ritmo e abrindo distância, enquanto Newgarden, aos poucos, também começava a se livrar de Power novamente. Logo atrás, uma disputa bem dura, com Castroneves, Dixon, Rahal e Andretti andando na mesma balada.

Newgarden cometia seu primeiro pequeno erro da corrida na 29ª volta, dando uma travada nos pneus. Nada muito grave, mas que aproximava mais Power do segundo posto. Depois de um excelente stint, Pagenaud parava na volta 30, abrindo a segunda rodada de ida aos boxes. O francês retornava em décimo, novamente de compostos vermelhos, os mais macios.

No seu terceiro stint, Pagenaud parecia um pouco mais conservador. Newgarden, em primeiro, seguia consistentemente abrindo para Power, mas perdia um pouco de terreno quando se aproximava do retardatário Harvey.
Simon Pagenaud acertou em cheio na estratégia (Foto: IndyCar)

Castroneves e Dixon paravam na volta 39, enquanto Pagenaud já estava lá de novo socando a bota e colando nos ponteiros. O francês já tirava Bourdais, Charlie Kimball e Hunter-Reay da frente, entrando no pelotão de perseguição a Power.
 
Newgarden, Power, Rahal e Andretti foram para os boxes no 40º giro, automaticamente promovendo Pagenaud de novo para a primeira posição. Os dois líderes voltavam em terceiro e quarto, respectivamente, atrás de Pagenaud e de Daly, que ainda devia uma parada.
 
A prova chegava a sua metade e Pagenaud tinha 14s2 de frente para Daly, que estava ali por acaso. Newgarden, Power, Castroneves, Dixon, Andretti, Rahal, Hunter-Reay e Bourdais fechavam o top-10.
Will Power ficou devendo na final em Sonoma (Foto: IndyCar)
A tarefa de Pagenaud era abrir mais de 30s para Newgarden para conseguir voltar dos boxes na frente e sua vantagem já estava ali por volta de 26s. Power, tranquilo, seguia em terceiro, enquanto Castroneves e Dixon brigavam duro, assim como Andretti e Rahal.

Na volta que antecedeu sua terceira ida aos boxes, Pagenaud deu uma senhora cortada de pista, indo aos boxes com os pneus ainda cheios de terra. O francês voltou um pouquinho na frente de Castroneves e Dixon, esquentando uma boa briga no top-5. No mesmo ponto do erro de Pagenaud, Sato aparecia de novo como destaque negativo, cortando ainda mais o caminho.

Simon não perdeu nem um pouco de tempo e, não bastasse abrir para Castroneves e Dixon, também não demorou nada para tirar Power de sua frente, novamente abrindo caça a Newgarden. Lá atrás, Hinch coroava uma corrida complicada indo de novo com problemas aos boxes, agora no câmbio.

Enquanto Newgarden chegava no retardatário Pigot, Pagenaud já colava no companheiro de equipe, que recebia instruções de seu time para não esquentar a cabeça com um possível duelo com o colega, que estava em estratégia diferente.

Dixon partia para o que prometia ser sua última parada na volta 61, enquanto Newgarden e Castroneves o fizeram no giro seguinte. Power e Andretti conseguiram esticar mais uma voltinha, algo valioso para o stint final que tinha tudo para ser dramático com o trabalho para poupar combustível.

Pagenaud já ia para os boxes na volta 64 e voltava imediatamente na frente de Newgarden. O americano, com serenidade impressionante, até apertou o companheiro, mas não se arriscou em momento algum e pensou no campeonato. Seu azar era que um grupo de retardatários se aproximava, bem como Power.

Duas mudanças aconteciam atrás do trio que efetivamente brigava pelo triunfo na decisão. Dixon, finalmente, deixava Helio para trás e virava quarto, enquanto Rahal se livrava de Marco pelo sexto lugar.

Já na reta final da corrida, o carro #19 aparecia abandonado nos boxes, com Ed Jones encerrando sua boa temporada de calouro com a Dale Coyne. No 77º giro, um momento de tensão para Newgarden. Pagenaud ficava preso em um pelotão comandado por Kanaan e Power voltava a pintar em seu retrovisor, desta vez trazendo junto Scott Dixon.

Mas aquilo não deu em nada. Newgarden soube manter a serenidade e conseguiu ficar a uma distância segura tanto de Pagenaud quanto de Power. No fim, conseguiu poupar bem seu combustível e chegou sem problemas ao fim, se sagrando campeão da Indy aos 26 anos.

Indy, GP de Sonoma, Resultado Final:

1 1 Simon PAGENAUD FRA Penske Chevrolet 85 voltas  
2 2 Josef NEWGARDEN EUA Penske Chevrolet +1.098  
3 12 Will Power AUS Penske Chevrolet +1.613  
4 9 Scott DIXON NZL Ganassi Honda +12.087  
5 3 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet +22.502  
6 15 Graham RAHAL EUA RLL Honda +23.528  
7 27 Marco ANDRETTI EUA Andretti Honda +23.978  
8 28 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Honda +24.514  
9 18 Sébastien BOURDAIS FRA Dale Coyne Honda +49.991  
10 4 Conor DALY EUA Foyt Chevrolet +55.665  
11 83 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda +1:21.020  
12 8 Max CHILTON ING Ganassi Honda +1:24.503  
13 20 Spencer PIGOT EUA Carpenter Chevolet +1 volta  
14 21 JR HILDEBRAND EUA Carpenter Chevrolet +1 volta  
15 14 Carlos MUÑOZ COL Foyt Chevrolet +1 volta  
16 10 Tony KANAAN BRA Ganassi Honda +1 volta  
17 13 Zachary CLAMAN DE MELO EUA Schmidt Peterson Honda +1 volta  
18 7 Jack HARVEY ING Schmidt Peterson Honda +1 volta  
19 19 Ed Jones ING Dale Coyne Honda +16 voltas NC
20 26 Takuma SATO JAP Andretti Honda +23 voltas NC
21 98 Alexander ROSSI EUA Andretti Honda +25 voltas NC
22 5 James HINCHCLIFFE CAN Schmidt Peterson Honda +33 voltas NC

ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN 
 


Últimas Notícias
quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Stock Car
MotoGP
Indy
F1
F1
MotoGP
F1
Copa Grande Prêmio
F1
Endurance
Outras
Outras
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook