Indy
13/09/2017 13:27

Sem Kanaan, Ganassi escolhe Hartley e forma 'Time NZL' dentro de esquema cortado pela metade

Com Tony Kanaan de malas prontas para assumir o #14 da Foyt em 2018, a Ganassi já escolheu o substituto: Brendon Hartley. Ao lado de Scott Dixon, o campeão mundial de endurance Hartley irá formar um time com dois pilotos da Nova Zelândia no ano que se avizinha. Max Chilton e Charlie Kimball estão fora dos planos e não serão substituídos
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
GABRIEL CURTY, de São Paulo

Além de cortar laços com Tony Kanaan, a Ganassi também não terá mais Max Chilton e Charlie Kimball na temporada 2018 da Indy. A equipe de Chip Ganassi vai para o ano que vem com Brendon Hartley, campeão mundial de endurance e vencedor das 24 Horas de Le Mans, como o único parceiro de Scott Dixon. O GRANDE PRÊMIO apurou e confirma a informação.
 
A decisão da Ganassi de dar o #10 para Hartley coloca uma dupla neozelandesa para a temporada 2019 com o novato ao lado do hoje tetracampeão Scott Dixon. Os dois compatriotas são amigos de longa data. Hartley tem 27 anos de idade e é piloto da Porsche no WEC - mas ficaria sem vaga ao fim do ano, quando a marca alemã deixa a categoria.
 
Hartley é um piloto de comprovado talento e experiência internacional, mas que está longe dos monopostos há anos. A última vez que disputou uma corrida neste tipo de carros foi no GP do Bahrein de 2012, então guiando como convidado para a Ocean, na antiga GP2. Já falando em temporadas completas, a última que fez foi em 2011, na World Series. De lá para cá, tornou-se campeão mundial de endurance, em 2015, e lidera com ampla folga neste ano - venceu também as 24 Horas de Le Mans de 2016. 
Mark Webber e Brendon Hartley: campeões mundiais juntos pela Porsche (Foto: FIA WEC)
Na prática, Hartley substitui Kanaan no carro #10 que antes era de Dario Franchitti. Kanaan, o GP confirmou, está de malas prontas para assumir o #14 da Foyt num contrato de até três anos. Chilton e Kimball estão sendo apenas cortados, e a Ganassi irá para 2018 sem a 'equipe B'. 
 
Antes do fim da temporada em Sonoma - no próximo domingo - onde Dixon pode se consagrar campeão, Scott tem 557 pontos e é o vice-líder do campeonato. Kanaan tem 182 pontos a menos, 375, e é apenas o nono colocado. Chilton e Kimball têm, respectivamente, 360 e 289.
KUBICA TEM WILLIAMS COMO GRANDE CHANCE PARA VOLTAR À F1 EM 2018. E PODE "SOBRAR MUITO" PARA MASSA


Últimas Notícias
quarta-feira, 13 de setembro de 2017
Indy
Indy
Stock Car
F1
Copa Grande Prêmio
MotoGP
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook