Mercedes-Benz Challenge
11/09/2016 16:39

Diniz vence em Interlagos e aumenta vantagem na ponta do Mercedes-Benz Challenge. Simão triunfa na C 250 Cup

Arnaldo Diniz aumentou sua vantagem na liderança do Mercedes-Benz Challenge na CLA AMG Cup ao vencer de forma categórica na tarde deste domingo em Interlagos depois de superar uma pequena pressão de Adriano Rabelo no começo da prova. Na C 250 Cup, Claudio Simão levou a melhor e voltou ao topo do pódio. Marcos Paioli e Peter Gottschalk foram excluídos
Warm Up, de Interlagos
FERNANDO SILVA, de Interlagos

A quinta etapa da temporada 2016 do Mercedes-Benz Challente foi o reflexo do que vem sendo a tônica de todo o ano: muito equilíbrio e disputas acirradas do começo ao fim. Mas o ano também vem sendo de um piloto que costuma sobressair quando corre em Interlagos. Arnaldo Diniz Filho faturou neste domingo (11), sua segunda vitória em 2016. 
 
O piloto da Comark Racing triunfou na última prova realizada pela categoria dos gentlemen-drivers no circuito paulistano depois de suportar uma pressão inicial de Adriano Rabelo. Mas, no fim das contas, prevaleceu a melhor performance de Diniz, que ampliou sua vantagem na ponta do campeonato na classe CLA AMG Cup.
 
A luta pela vitória na categoria C 250 Cup também foi parelha e tinha como protagonistas Marcos Paioli, que forma dupla com Peter Gottschalk, e Claudio Simão, pole e segundo colocado no grid de largada. Simão, que venceu a etapa de abertura do campeonato, em Curitiba, levou a melhor depois de Gottschalk enfrentar problemas na parada obrigatória. A dupla acabou sendo excluída justamente por conta de irregularidades no processo de pit-stop. João Lemos terminou em segundo na classe, enquanto Peter Michel ‘Tubarão’ Gottschalk, mesmo com muita febre, completou o pódio e assumiu a liderança do campeonato.

Na classificação geral, agora Arnaldo Diniz soma 69 pontos no campeonato da CLA AMG Cup e tem 15 de vantagem para Fernando Fortes, que permanece na vice-liderança. Luiz Ribeiro deu um grande salto e pulou para terceiro, enquanto Adriano Rabelo agora se consolidou no quarto lugar, com 50. Betão Fonseca foi quem teve o maior prejuízo e caiu de terceiro para quinto, ficando longe do líder (exatos 18 pontos, quando antes estava a apenas dois). Na C 250 Cup, Peter Michel Gottschalk agora é o novo líder e soma 76 pontos, enquanto Simão pulou para segundo, com 68. Marcos Paioli e Peter Gottschalk caíram para terceiro, seguindo com 65.
 
A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge acontece em 16 de outubro em Curitiba.
Diniz agora soma 69 pontos, contra 54 de Fernando Fortes (Foto: Fabio Davini/Mercedes)
A largada do Mercedes-Benz Challenge foi bastante favorável aos líderes do campeonato. Pole-position na CLA AMG Cup, Arnaldo Diniz Filho pulou na frente e conteve a pressão imposta por Adriano Rabelo. O ‘Cearense Voador’ manteve o segundo lugar. Mas Betão Fonseca, o terceiro colocado no campeonato, não teve a mesma sorte e se envolveu em um incidente com Fernando Amorim, ficando os dois de fora da corrida.
 
Na classe C 250 Cup, Marcos Paioli largou na frente e se posicionou na dianteira e segurou os ataques de Claudio Simão, enquanto Peter Michael Gottschalk, o ‘Tubarão’, aparecia em terceiro lugar.
 

A disputa seguiu bastante parelha até à abertura da janela de pit-stops. Diniz e Rabelo entraram juntos, na volta 11, para a realização da parada obrigatória. O tempo de parada mínimo determinado pela organização da prova era de dois minutos. Assim, Lorenzo Varassin assumia momentaneamente a liderança da prova.
Adriano Rabelo lutou, mas terminou a corrida em segundo lugar (Foto: Fabio Davini/Mercedes)
Quem também estava nos boxes era Victor Guerin. O ex-piloto da GP2 era substituído pelo último vencedor no campeonato, Marcelo Hahn, na condução do carro #16. Assim, Varassin ocupava a liderança, com Luiz Ribeiro vindo em segundo, à frente de Fernando Fortes, vencedor da etapa de Goiânia.
 
A batalha pela liderança na C 250 também era bastante acirrada. Marcos Paioli largou na frente e sustentou a liderança, mas com vantagem muito apertada para Claudio Simão, que largou em segundo. Peter ‘Tubarão’ Gottschalk completava o top-3, com os três muito próximos.
 
Depois da parada obrigatória, Paulo Varassin, que substituiu o filho Lorenzo na condução do CLA 45 AMG #37, acabou perdendo o ponto de frenagem no fim da reta dos boxes, quando lutava com Neto de Nigris pelo quinto lugar, bateu no muro e passou reto, indo parar na barreira de pneus. Mas o veterano das pistas nada sofreu, e a prova seguiu seu curso normal em Interlagos.
Claudio Simão venceu na classe C 250 em Interlagos (Foto: Fabio Davini/Mercedes)
O top-3 em Interlagos tinha Arnaldo Diniz na frente, com Adriano Rabelo em segundo e Luiz Ribeiro bem mais distante, 11s078 atrás do líder. Cristian Mohr era o quarto, enquanto Renato Braga, com seu #555, fechava o rol dos cinco primeiros. 
 
Contudo, a disputa reservava importantes mudanças na C 250 Cup. Depois de um pit-stop complicado, Peter Gottschalk, parceiro de Marcos Paioli, caía para quarto lugar na categoria. Claudio Simão tomava a ponta, com a grande surpresa do fim de semana, João Lemos, aparecendo em segundo, com Peter Gottschalk ‘Tubarão’ em terceiro. Peter ‘Filho’, mesmo sofrendo com febre durante todo o fim de semana, conseguiu fazer uma boa corrida e, com a exclusão de Paioli e Gottschalk por conta de irregularidades no pit-stop, assumiu a liderança da temporada na C 250 Cup.
PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC



Últimas Notícias
sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
Kart
Truck
Kart
MotoGP
F1
F1
Truck
Kart
MotoGP
F1
F1
F1
Kart
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook