Mercedes-Benz Challenge
13/10/2016 05:30

Prévia: Mercedes-Benz Challenge volta a Curitiba para filtrar candidatos ao título

A batalha na CLA AMG Cup parece ter a cara de Arnaldo Diniz Filho. O paulista está 15 pontos à frente do segundo colocado, Fernando Fortes, e volta a Curitiba, onde venceu no começo da temporada. Já a batalha na C 250 Cup está bem mais acirrada. Peter Michel Gottschalk, atual campeão, é o líder do campeonato, mas Claudio Simão, que triunfou na primeira corrida do ano, pode despontar caso repita o feito no fim de semana, assim como a dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

Há pouco mais de um mês, a quinta etapa da temporada 2016 do Mercedes-Benz Challenge, em Interlagos, marcou o início da segunda metade do campeonato. Segunda metade que teve início da mesma forma que a primeira, repetindo seus vencedores. Na classe principal da categoria dos gentlemen-drivers, a CLA AMG Cup, Arnaldo Diniz Filho foi o primeiro piloto do ano a se tornar vencedor pela segunda vez e, seis meses depois de ter vencido em Curitiba, faturou o triunfo em São Paulo, ampliando sua vantagem na liderança. Na C 250 Cup, em uma prova marcada pela exclusão da dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk, Claudio Simão, que subiu no topo do pódio em Curitiba, repetiu o feito em Interlagos, enquanto Peter Michel ‘Tubarão’ Gottschalk assumiu a ponta terminando a prova em terceiro lugar, mesmo com febre.
 
Agora, os pilotos do Mercedes-Benz Challenge voltam a Curitiba. Um retorno inesperado, diga-se, uma vez que o clima era de despedida naquela tarde ensolarada de 6 de março no tradicional autódromo. De propriedade da iniciativa privada, o circuito seria desativado e vendido, mas as negociações não deram certo. Quem ganhou, na prática, foi o automobilismo brasileiro, que voltou a contar com uma das suas principais praças do esporte a motor.
 
Certamente, em 16 de outubro, o desfecho da etapa vai mostrar, de forma mais clara, quem terá de fato condições de lutar pelo título nas duas categorias em disputa. Restam três corridas para o fim da temporada, sendo que a etapa decisiva, novamente em Interlagos, vai oferecer premiação dobrada. Mas o que se espera é que Curitiba filtre os candidatos ao título nas duas classes do Mercedes-Benz Challenge. Sem sombra de dúvidas, quem se der bem neste fim de semana vai chegar a Interlagos, em 11 de dezembro, em boas condições de pelo menos lutar pela taça.
Curitiba vai voltar a receber o Mercedes-Benz Challenge em 16 de outubro (Foto: Fabio Davini/Mercedes-Benz)
Na CLA AMG Cup, Arnaldo Diniz, que vive um bom momento e se reencontrou com a vitória em Interlagos, soma 69 pontos e está 15 pontos à frente do segundo colocado, Fernando Fortes. Mas ainda que seja um número relativamente confortável, nada faz sugerir que a situação siga assim até o fim do ano. Claro, tudo vai depender do que acontecer em Curitiba e, se o retrospecto de Arnaldo no circuito paranaense se confirmar, então o piloto da Comark Racing vai dar um passo muito importante rumo ao bicampeonato.
 
Na leitura que se faz da pontuação e de como foi o campeonato até o momento, dá para considerar que pelo menos mais quatro pilotos estão na briga com Diniz pelo título na CLA AMG Cup: o próprio Fortes, que tem como trunfo a próxima etapa do campeonato, em Goiânia — onde nadou de braçada e venceu correndo lá, em maio —; Luiz Carlos Ribeiro, gaúcho de extrema regularidade nas últimas três corridas do campeonato, se colocando na terceira colocação do campeonato mesmo sem ter vencido uma corrida. 
 
Adriano Rabelo, que está empatado com Rabelo como o piloto que mais somou pontos nas três últimas corridas, com 45; e Betão Fonseca, que teve problemas em Interlagos, mas até então vinha sendo o rei da regularidade no Mercedes-Benz Challenge. A diferença de pontos que separa o primeiro do quinto colocado é de apenas 24 pontos, uma margem muito apertada e que ainda mantém todos eles na briga. Mas Curitiba tem tudo para ser um divisor de águas e mostrar de forma mais cristalina quem ainda terá chances de chegar a Interlagos em condições de brigar pela taça.
A batalha está ainda mais parelha na C 250 Cup (Foto: Fabio Davini)
Já na disputa pela taça da C 250 Cup, o buraco é mais embaixo. A diferença entre o líder, Peter Michel Gottschalk, para o segundo colocado, Claudio Simão, é de apenas oito pontos. Novamente, Curitiba surge como um ponto de filtragem dos candidatos ao título da classe. Conhecedor das manhas e dos atalhos para alcançar o topo, como aconteceu no ano passado, ‘Tubarão’ vai comendo pelas beiradas e trabalhando bem com a regularidade. Dos cinco primeiros, é o único piloto que somou pontos em todas as cinco corridas do ano. Não fosse pela batida sofrida em Cascavel, sem dúvidas estaria ali na liderança do campeonato.
 
Claudio Simão desponta como grande candidato ao título porque somou vitórias nas duas praças mais importantes do calendário: Curitiba e Interlagos. Apesar da relativa pouca experiência na categoria, o catarinense conseguiu encaixar bem o seu estilo de pilotagem aos dois traçados, o que se traduziu em vitória em março, no Paraná, e em setembro, no autódromo paulistano. 
 

Em Curitiba, Simão terá novamente contra si grandes adversários, como os carros da Paioli Racing de Peter Michel Gottschalk e Marcos Paioli/Peter Gottschalk, mas nem mesmo Fabio Escorpioni, piloto que vem em ascensão, pode ser descartado. Flavio Trindade vem em quinto, 26 pontos atrás de ‘Tubarão’. Quem for mal no fim de semana, até considerando a proximidade do fim do campeonato, terá poucas chances de seguir na batalha pela taça em Goiânia, em 6 de novembro, e em Interlagos, em 11 de dezembro, mesmo considerando a pontuação dobrada em São Paulo.
 
 
Programação do fim de semana
 
As atividades de pista em Curitiba no Mercedes-Benz Challenge começam no fim da tarde de sexta-feira com a realização do primeiro treino livre, da seguinte forma. A partir das 15h30 (horário de Brasília), acontece o início da sessão, com uma hora para os pilotos da CLA AMG Cup e depois, às 16h40, outros 60 minutos com os pilotos da classe C 250 Cup.
 
O sábado será mais movimentado para os gentlemen-drivers. Às 10h25, os pilotos das duas classes entram juntos na pista para o segundo treino livre. No fim da tarde, os pilotos voltam para a sessão classificatória. A partir das 16h05, 20 minutos para os competidores da CLA AMG Cup e, logo em seguida, outros 20 minutos para os pilotos da C 250 Cup definirem o grid de largada em Curitiba.
 
No domingo, já com o horário brasileiro de verão em vigor (quando os relógios serão adiantados em uma hora), está prevista a sexta etapa da temporada 2016 do Mercedes-Benz Challenge. A largada está prevista para 11h e terá transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports.

Últimas Notícias
segunda-feira, 21 de agosto de 2017
F1
domingo, 20 de agosto de 2017
Indy
F-Inter
Indy
Rali
Indy
DTM
F1
Nascar
F3
DTM
F3
Indy
Rali
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook