Mitsubishi
05/09/2016 09:19

Com Spinelli e Haddad, Mitsubishi Ralliart Brasil fecha primeiro dia do Rali dos Sertões no top-5

No primeiro dia de disputa de especiais do Rali dos Sertões, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad tiveram problemas com dois pneus furados. Ainda assim, a dupla da Mitsubishi Ralliart Brasil conseguiu entrar no rol dos cinco primeiros colocados
Warm Up
Redação GP, de Sumaré

A primeira etapa da 24ª edição do Rali dos Sertões foi disputada no último domingo (4), entre as cidades de Goiânia e Padre Bernardo, em Goiás. Ao todo, os pilotos e navegadores tiveram pela frente um trecho relativamente curto, com 111 km de especial, mas que compreendeu um roteiro muito duro e bastante técnico, compreendendo subidas e descidas por uma região montanhosa, além de estradas estreitas e sinuosas. Ao fim da disputa, realizada sob forte calor e com muita poeira, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad terminaram em quinto lugar mesmo tendo de lidar com dois pneus furados durante o dia.
 
Spinelli aprovou o desempenho do carro e acredita que os próximos dias serão melhores para a dupla da Mitsubishi. “O ASX Racing está acima das minhas expectativas. Já pudemos notar as evoluções, está mais fácil de pilotar e prazeroso. Perdemos tempo com as trocas de pneus e, como era muito estreito, demoramos bastante até encontrar um lugar possível para parar. Mas o importante é que o carro está muito bom”, comentou o piloto carioca.
Spinelli e Haddad encararam um pequeno trecho de especial neste domingo (Foto: Marcelo Machado/Mitsubishi)
Youssef, que volta a fazer dupla com ‘Guiga’ em mais um Rali dos Sertões, destacou as características da primeira especial da prova. “Foi uma etapa muito técnica, com baixa média de velocidade. Não tinha uma reta de 200m para respirar. Forçou muito o carro, mas foi um dia bom por ser o primeiro”, disse o navegador.
 
Já Spinelli destacou os desafios que os pilotos tiveram neste primeiro dia de Sertões. “Foi muito prazerosa, bem sinuosa, com montanhas o tempo inteiro. Estava bem escorregadia e estreita em muitos trechos. Para começar o rali, foi uma especial bem exigente”, avaliou.
 
Na somatória dos resultados da etapa, segundo informa a cronometragem oficial do Rali dos Sertões, a vitória ficou com Cristian Baumgart e Beco Andreotti. Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin aparecem em segundo, com Lance Woolridge e Marcelo Haseyama fechando o top-3. Marcos Baumgart e Kleber Cincea estão em quarto, enquanto Spinelli e Haddad completam a lista dos cinco primeiros colocados, 10min28s atrás da dupla líder.
 
A segunda etapa do Rali dos Sertões acontece nesta segunda-feira, entre Padre Bernardo e Cavalcante, em Goiás. Será um dia bem mais longo e exigente aos pilotos, navegadores e equipes de apoio, com um trecho de especial de 374,84 km num total, incluindo deslocamento, de 418,3 km.
 
A largada será realizada em uma zona agrícola, com longas retas e estradas bem estreitas, sinuosas, com muitas lombas e lombadas. A disputa segue por uma região montanhosa, com pedras, lajes e zonas de trial com grandes erosões. Na parte final, depois de uma alternância de trechos de média e baixa velocidade, a prova fica bem rápida, seguindo assim até a última descida de serra, próximo à cidade de Cavalcante.
 
Haddad avaliou o que está por vir. “A organização promete que será um dia completo, um dos mais exigentes da história. Acredito que deva ser o pior dia da edição deste ano. São 380 km em uma região de muitas pedras e erosões, além de duas passagens em rios. Sem dúvida, será um dos dias mais importantes desta edição”, previu.
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS


Últimas Notícias
domingo, 30 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook