Mitsubishi
10/09/2016 11:11

Spinelli e Haddad vencem etapa mais longa da história do Rali dos Sertões e assumem vice-liderança no geral

Dupla da Equipe Mitsubishi Ralliart Brasil, Guiga Spinelli/Youssef Haddad garantiu um importante resultado no penúltimo dia de prova e assumiu a vice-liderança no geral
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
O penúltimo dia de Rali dos Sertões foi o mais longo e um dos mais duros da história. Nesta sexta-feira (9), Guiga Spinelli e Youssef Haddad foram os primeiros a chegar em Ponte Alta e, assim, foram para a vice-liderança da classificação geral.
 
"Fizemos toda a especial em um ritmo altíssimo. Desde a largada até a bandeira de chegada sem economizar em nenhum momento", destaou o Spinelli que, ao lado do navegador Haddad, venceu pelo terceiro dia seguido.
 
"Andamos rápido em todas as condições. Foi um dia típico de Jalapão, com areia pesada, temperatura altíssima, pisos variados, trechos bem ondulados e sinuosos com muitas árvores no escape. Forçamos do início ao fim. O carro ficou com algumas marcas mas, mecanicamente, está perfeito", explicou.
 
Com quase 515 km, o trecho começou em Mateiros e seguiu até Ponte Alta, no Tocantins. A dupla completou o dia em 6h32min30s, uma vantagem de 19min59s para o segundo colocado. 
 
"Sem dúvida, hoje foi uma especial histórica. Em 2012, ganhamos a única especial com mais de 500 km que o Sertões já teve. Hoje repetimos o resultado em uma especial ainda mais longa. Tudo o que pensar tinha, muita areia, até um trial pesado faltando 20 km para a chegada", disse Youssef. 
Guiga Spinelli e Youssef Haddad venceram a especial mais longa do Sertões (Foto: Gustavo Epifanio)
"Mas o saldo é mega positivo. O carro vem comprovando a expectativa de resistência e superando na performance. É muito mais do que esperávamos. Dá um gosto amargo estarmos com um tempo distante em relação ao primeiro lugar, mas temos que valorizar muito o resultado a cada dia", afirmour.
 
10/09 - Etapa 7 - Ponte Alta (TO) / Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km
 
Esta etapa fecha o Rali dos Sertões 2016 com chave de ouro. A especial terá início bem próximo a Ponte Alta e segue por estradas de piçarra, com trechos sinuosos de altíssimas velocidades. Na sequência, aparecem estradas menores, com erosões, riachos, depressões e pedras. No último trecho, a prova fica rápida novamente e segue assim até a última descida da serra. O final da especial será em Taquaruçu, na TO-030. Dali, carros, motos, quadris e UTVs seguem em deslocamento até a praia da Graciosa, em Palmas.
 
"Falta um dia e vamos caprichar como temos feito até aqui", prometeu Guiga.

Últimas Notícias
segunda-feira, 21 de agosto de 2017
F1
domingo, 20 de agosto de 2017
Indy
F-Inter
Indy
Rali
Indy
DTM
F1
Nascar
F3
DTM
F3
Indy
Rali
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook