Motociclismo
10/06/2016 20:43

Dois britânicos sofrem acidentes graves no TT da Ilha de Man e aumentam lista de mortes na edição de 2016

O TT na Ilha de Man não está sendo gentil com os pilotos. Nesta sexta-feira (10) foi anunciado pela organização do evento a morte de mais dois pilotos da edição 2016 da disputa. Os britânicos Ian bell e Andrew Soar são as novas vítimas
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
A edição de 2016 do TT na Ilha de Man registrou mais duas mortes. Nesta sexta-feira (10), as vítimas foram os britânicos Ian Bell e Andrew Soar. ambos envolvidos em fortes acidentes ainda nesta manhã. Ian pilotava uma moto de dois lugares e o copiloto, seu filho Carl, nada sofreu. Já Soar estava participando do evento com uma moto.

A organização do evento, a ACU Events, divulgou um pronunciamento oficial lamentando o ocorrido. “ACU Events Ltd lamenta em anunciar que o piloto Ian Bell, 58, de Bedligton, Northumberland, morreu após um acidente em Ballaspur durante a corrida 2 de Sidecar de hoje”, escreveu.
Ian Bell e seu filho Carl (Foto: Reprodução/Twitter)
“Ian estava competindo com seu filho Carl, que foi examinado e foi constatado que não sofreu ferimentos. ACU Events Ltd deseja nosso mais profundo pesar para família e amigos de Ian”, completou.

Bell já era veterano do intenso TT na Ilha de Man. Participante desde 1995, já havia conquistado cinco pódios ao longo dos anos, o troféu de piloto estreante e uma vitória na disputa de 2003.

O mesmo não pode ser dito, todavia, de Soar. O motociclista estava apenas em sua segunda edição da prova, tendo feito sua estreia na edição de 2015.

Bell e Soar são terceira e quarta fatalidades de 2016. Outros dois competidores perderam suas vidas, sendo eles Dwight Beare, de 27 anos, e Paul Shoesmith, de 50. Ambos sofreram acidentes no dia inaugural do evento.

Essas, no entanto, não foram as únicas mortes do mundo do motociclismo nas últimas semanas. Luis Salom perdeu a vida após um grave acidente durante o segundo treino livre da Moto2 na Catalunha.

Que tal participar do Fantasy F1 e concorrer a prêmios? Inscreva-se no 'Fantasy F1 Grand Prix du Canada (RtAD) 2016'.

Funciona assim: forme uma equipe com um orçamento de 115 milhões de euros. Seus pilotos marcarão pontos com base nos resultados das corridas (pontos de corrida) e na diferença entre a posição final e a posição da qualificação (pontos de bônus).

Ficou interessado? Vem e entre nesta com a gente.


 
Últimas Notícias
quinta-feira, 30 de março de 2017
F1
Stock Car
MotoGP
Stock Car
Endurance
F1
F1
Stock Car
MotoGP
F2
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook