Motociclismo
30/05/2016 15:20

Italiano de 16 anos sofre fratura no pé e queimadura no pescoço em acidente assustador no Europeu de Moto2

Jacopo Cretaro sofreu uma fratura no pé direito e queimadura de terceiro grau no pescoço em um acidente na etapa de Aragão do Campeonato Europeu de Moto2. Italiano de 16 anos foi um dos dois pilotos que recebeu atenção médica após o grave acidente no MotorLand
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Nem todo mundo escapou ileso do grave acidente registrado no início da segunda corrida do Campeonato Europeu de Moto2 no domingo (29). Jacopo Cretaro, de 16 anos, precisou passar por uma cirurgia no Hospital de Zaragoza para estabilizar a dupla fratura exposta que sofreu no quarto e quinto metatarso do pé direito. Além disso, o italiano teve queimaduras de terceiro grau no pescoço. 
 
A queimadura de terceiro grau é indolor, mas atinge todas as camadas da pele, podendo chegar até os músculos e ossos.
 
O piloto da equipe Campi Middem foi um dos dois que precisou de atenção médica após o acidente em Aragão. Xavi Cardelús caiu ao fim da primeira volta e a Kalex do piloto da Promoracing voltou para a pista executando uma sequência de piruetas. Os competidores que vinham atrás não conseguiram parar e a destruição do tanque de combustível resultou em uma enorme bola de fogo.
Jacopo Cretato queimou o pescoço no acidente (Foto: Campi Middem)
Além de ter cruzado as chamas, o que causaram as queimaduras no pescoço — única parte descoberta do corpo —, Cretaro ainda teve de suportar a dor no pé, lesionado quando outro piloto passou por cima no momento do acidente.
 
Cretaro, então, conseguiu se levantar e correr para a área de escape, onde recebeu atenção médica.
 
“Eu só queria sair do caminho. Pensei: ‘Para onde eu vou’”, contou. “Sentia cheiro de queimado e tinham pedaços de moto para tudo que é lado”, relatou.
 
Diretora da Champi Middem, Carmen López destacou que Jacopo teve sorte ao ser atingido no pé por outra moto, já que poderia ter sido muito pior.
 
“Tivemos sorte de que a outra moto passou por cima do pé. Se tivesse passado por outro lugar, talvez não estivéssemos dizendo agora que Jacopo está bem”, disse Carmen, que acompanha o italiano desde o acidente. “Estamos esperando que a mãe dele chegue da Itália”, seguiu.
 
Primeiro a cair, Cardelús foi também o primeiro a checar a condição de Cretaro. “Xavi se aproximou e me perguntou se eu estava bem. Eu disse que não e ele pediu ajuda aos comissários. Ele se portou muito bem”.
 
Michael Aquino, que também recebeu atenção médica na pista, disse pelas redes sociais que está bem.
 
Jacopo será transferido para o Hospital 9 de Octubre, em Valência, mais próximo de Paiporta, onde mora. O período de recuperação é estimado em semanas.
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP


Últimas Notícias
terça-feira, 17 de outubro de 2017
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
Seletiva BR
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook