MotoGP
02/01/2017 11:48

Agora na Ducati, Lorenzo revela que decisão de deixar Yamaha veio por desejo de vencer por outra fábrica na MotoGP

Agora piloto oficial da Ducati, Jorge Lorenzo afirmou que quer fazer história e dar um título à escuderia italiana, que não vence o campeonato desde 2007, quando coroou Casey Stoner. O espanhol revelou ainda que o que o motivou a deixar a Yamaha foi a perspectiva de vencer com uma moto diferente na MotoGP
Warm Up
Redação GP, de Leipzig
 

Finalmente, Jorge Lorenzo pode falar como piloto da Ducati. Assim que o ano virou, o espanhol já postou nas redes sociais a marca da equipe italiana e agora se concentra para o novo desafio da carreira. No ano passado, o tricampeão decidiu deixar a Yamaha, o time com qual estreou na MotoGP em 2008, para defender as cores de Borgo Panigale. E o objetivo é dar à escuderia um título que não vem desde 2007, quando Casey Stoner foi coroado com a motor vermelha.
 
Lorenzo afirmou que sua meta é vencer por uma segunda fábrica e que nenhum fator externo teve influência em sua opção de deixar a casa de Iwata. "Quero fazer história com a Ducati", disse o piloto de 29 anos. 
 
"Vai ser um desafio apaixonante, porque a Ducati é uma equipe tradicional, mas só venceu um título na MotoGP. Depois da Yamaha, quero ganhar também com outra moto. Este é o meu grande objetivo para 2017", completou.
Jorge Lorenzo testou com a Ducati em Valência (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

"Quero seguir vencendo. A verdade é que quando vence muitas vezes é difícil manter a motivção, mas me vejo como um incansável deste ponto de vista", acrescentou o espanhol.
 
Falando sobre a escolha pela Ducati, Lorenzo disse: "No meu caso, a vontade de ganhar com uma moto como a Ducati é que me levou a tomar essa decisão."
 
"A Yamaha ofereceu tanto a mim quanto a Valentino Rossi a possibilidade de renovar o contrato ao mesmo tempo. A diferença é que Valentino aceitou sem hesitar, enquanto eu tive muitas dúvidas e também tinha outras opções, mas ofertas. No fim, decidi aceitar a proposta de outra equipe. Por isso, a minha decisão não teve nada a ver com a renovação de Rossi ou outros fatores externos", encerrou.


Últimas Notícias
segunda-feira, 16 de outubro de 2017
MotoGP
Seletiva BR
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook