MotoGP
17/07/2017 09:33

Cortejado pela Aprilia, Bautista decide ficar na Aspar e renova contrato para temporada 2018 da MotoGP

A Aprilia chegou a conversar com Álvaro Bautista para substituir Sam Lowes na próxima temporada da MotoGP. Mas o espanhol, na esteira das boas atuações neste ano, preferiu ficar onde está. Em 2018, o piloto de Talavera vai contar com a moto de 2017 da Ducati. A outra vaga da equipe ainda não foi definida
Warm Up
Redação GP, de Sumaré

Álvaro Bautista é mais um piloto da MotoGP a ter vínculo renovado para a temporada 2018. Aos 32 anos, o espanhol de Talavera de la Reina vem fazendo uma boa temporada pela Aspar Ducati e, depois de nove provas, ocupa a 11ª posição no campeonato, mais que o dobro do seu companheiro de equipe, Karel Abraham. Assim, a equipe de Valência não teve dúvidas em renovar seu contrato para o próximo ano. Bautista disse sim à Aspar depois de ter sido cortejado pela Aprilia para voltar à fábrica italiana em 2018
 
O experiente piloto chegou a negociar com os italianos, insatisfeitos com Sam Lowes, mas preferiu seguir onde está para o ano que vem. O melhor resultado de Bautista foi o quarto lugar obtido no GP da Argentina, grande performance considerando a condição de equipe-cliente da Aspar. Em 2018, Bautista vai usar o modelo usado neste ano por Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso.
 
“Fico muito feliz por continuar mais um ano como membro da família da equipe Aspar. Trata-se de uma união que nos permite ajudar a continuar crescendo. Estamos completando um bom ano, tenho uma boa relação com a equipe e me sinto bem à vontade com a Ducati, e posso notar o apoio da fábrica”, comentou o veterano em comunicado emitido pela equipe.
Álvaro Bautista renovou contrato com a Aspar para a temporada 2018 da MotoGP (Foto: Álvaro Bautista/Twitter)
Jorge Martínez Aspar, dono da equipe, comemorou o novo acordo e destacou o bom papel feito pelo espanhol ao longo de 2017: “Acreditamos muito em Álvaro e estamos fazendo uma temporada muito boa. Confiamos também na Ducati, temos um grande apoio da fábrica, de modo que, ao prolongar essa relação, espero que entre todos nós possamos torná-la ainda melhor”, destacou o dirigente.
 
Bautista, que fez sua estreia na MotoGP em 2010, tem um total de 130 largadas e obteve como melhor resultado três terceiros lugares, além de uma pole-position e uma volta mais rápida. Seu melhor ano até agora foi em 2012, pela Gresini Honda, quando terminou em quinto lugar no Mundial, com 178 pontos somados.
 
A MotoGP, no momento em férias de verão, retoma as atividades no primeiro fim de semana de agosto. A décima prova da temporada vai ser disputada em 6 de agosto em Brno, na República Tcheca, abrindo a segunda metade do campeonato em 2017.
MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS


Últimas Notícias
segunda-feira, 17 de julho de 2017
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
domingo, 16 de julho de 2017
Turismo
Indy
Indy
Indy
F-E
Endurance
Galerias de Imagens
Facebook