MotoGP
12/08/2017 05:00

Crutchlow vê Aprilia “em pânico” e critica dispensa de Lowes, mas desabafa: “Estou feliz por ele ter se livrado desta merda”

Cal Crutchlow criticou a decisão da Aprilia de dispensar Sam Lowes antes do fim do contrato. Britânico classificou a postura da marca como “uma desgraça”, mas também se mostrou feliz pelo fato de o #22 ter se livrado da casa de Noale
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Cal Crutchlow disparou contra a Aprilia após Sam Lowes confirmar que a fábrica de Noale encerrou seu contrato de forma antecipada. O #22 tinha contrato para 2018, mas foi dispensado pelo time.
 
Crutchlow classificou a decisão da Aprilia como “uma desgraça” e questionou as expectativas do time, já que a RS-GP também não oferece as melhores possibilidades.
 
Na volta da férias, Romano Albesiano, chefe da Aprilia, tinha falado em dar mais uma chance a Lowes e estabeleceu o prazo de duas corridas, mas sequer esperou este tempo antes de encerrar o contrato do gêmeo de Alex.
Cal Crutchlow saiu em defesa de Sam Lowes após dispensa da Aprilia (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Acho que é uma desgraça”, disparou Crutchlow. “Não tem outra maneira de colocar”, seguiu.
 
“O que eles esperavam que ele fizesse no primeiro ano na MotoGP? O pacote não é uma Yamaha, é?”, questionou. “Nós sabemos que eles o trataram como uma porcaria, sabemos que a moto não começou a maioria das sessões e que o chefe de equipe [Giulio Nava, ex-Honda e Yamaha] não é muito bom. Tudo que eles fizeram foi desmoralizá-lo o tempo todo”, criticou.
 
Amigo de Lowes, Crutchlow contou que sabe “o que está acontecendo há algum tempo” e disparou contra a postura da Aprilia.
 
“A forma como isso foi tratado foi fora do normal e eu não concordo com isso”, afirmou. “Ele merece uma chance, porque é rápido”, opinou.
 
“Ele simplesmente não entende tudo no momento, mas tem dois ou três caras no mundo que saltaram para a MotoGP e de repente entenderam”, ponderou.
 
Crutchlow, que já tinha dito que a Aprilia precisava dar tempo a Lowes, avaliou que o fim prematuro do contrato do britânico é resultado do pânico.
 
“Estou desapontado por ele, mas, de certa forma, também estou feliz por ele ter se livrado desta merda”, disparou. “Ele não tem de pensar todo fim de semana que tem algo a provar, que tem de fazer isso ou aquilo”, continuou.
 
Em meio a rumores de que Scott Redding vai assumir o posto de Lowes em 2018, Crutchlow assegurou que o atual piloto da Pramac não é uma opção melhor. 
 
“Ele estão colocando um cara que, absolutamente, não é melhor que Sam, que teve muitas, muitas chances”, afirmou. “Esta é a minha opinião pessoal, mas é também a verdade”, seguiu.
 
“Se você olhar para a crueza dos fatos, é a verdade”, sublinhou.
 
Confrontado com a declaração de Lowes, que contou que a Aprilia alegou que queria um piloto “menos arriscado” para a vaga, Crutchlow rebateu: “Bom, essa opção menos arriscada que eles têm terminou quantas vezes no top-10 neste ano? Quantos pontos ele tem?”.
 
“Não acho que Redding seja uma opção menos arriscada do que Sam e acho que você tem de dar tempo ao Sam”, concluiu.


 

Últimas Notícias
sexta-feira, 11 de agosto de 2017
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
quinta-feira, 10 de agosto de 2017
MotoGP
Nascar
Galerias de Imagens
Facebook