MotoGP
19/10/2017 08:29

Dovizioso compara confrontos ‘mano-a-mano’ com Márquez e sentencia: “O que fizemos no Japão foi mais importante”

Andrea Dovizioso traçou um paralelo entre os GPs da Áustria e do Japão e avaliou que o triunfo em Motegi foi mais importante. Italiano tem 11 pontos de atraso para Marc Márquez na classificação da MotoGP
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo

Andrea Dovizioso ainda celebra o triunfo do GP do Japão. Depois de uma atuação apagada em Aragão, o #4 bateu Marc Márquez nos metros finais de Motegi e ganhou nova vida temporada 2017, reduzindo para 11 pontos a vantagem do espanhol no topo da classificação.
 
Falando à imprensa nesta quinta-feira (19) em Phillip Island, Dovizioso admitiu que, vendo de fora, ele próprio teria apostado em Márquez.
Andrea Dovizioso afirmou que sente o apoio dos torcedores (Foto: Michelin)

“Estou muito contente com a vitória, mas também pela forma como geri os momentos importantes da corrida. Isso mostra o grande trabalho que fizemos no fim de semana”, disse Dovizioso. “De fora, em Motegi eu teria apostado em Márquez. Ele também estava no limite, mas parecia que a estratégia dele era a boa”, reconheceu.
 
Apesar da boa fase, Dovizioso não esconde a preocupação com a etapa deste fim de semana, já que entende que Phillip Island não é um bom circuito para a Ducati.
 
“No papel, Marc é o favorito, porque sempre foi rápido aqui, mas acho que este ano estamos fortes em quase todos os circuitos e situações. Creio que seremos mais competitivos que no ano passado”, previu.
 
Lutando por seu primeiro título na MotoGP, Dovizioso tratou de afastar a pressão. “Temos de começar relaxados, como em Motegi”, avaliou.
 
Ainda, o #4 deu sua versão das muitas comparações feitas entre os GP do Japão e da Áustria.
 
“O da Áustria foi incrível, mas o que fizemos no Japão foi mais importante. Foi um fim de semana anômalo, todo no molhado”, lembrou. “A vitória tem um efeito e a gestão das últimas voltas me dá muita satisfação. A diferença que Marc e eu conseguimos em relação aos demais mostra a velocidade que temos”, frisou.
 
11 pontos atrás, Dovizioso sabe que não pode falhar se quiser seguir sonhando com o título.
 
“Contra Márquez, temos de ser rápidos sempre e em todas as condições, porque ele é. Em poucas corridas, pudemos forçar do início ao fim”, comentou,
 
Com a disputa polarizada ― embora Maverick Viñales ainda tenha chances matemáticas de título ―, Dovizioso sente o apoio da torcida.
 
“Percebo um pouco que posso ser o favorito das pessoas. Não sou alguém que se mete em confusão, tento ser tranquilo e ter uma boa relação com todo mundo. Talvez seja por isso”, considerou. 
 
Ainda assim, Andrea entende que nada disso terá valor se ele for derrotado por Márquez.
 
“O mundo funciona assim. Se você não vence, é mais um”, concluiu.
 
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO
 

Últimas Notícias
quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Stock Car
MotoGP
Indy
F1
F1
MotoGP
F1
Copa Grande Prêmio
F1
Endurance
Outras
Outras
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook