MotoGP
10/03/2017 17:00

Dovizioso confirma força da Ducati em Losail e lidera primeiro dia da bateria final de testes da MotoGP. Viñales é segundo

A mágica de Losail mais uma vez jogou a favor da Ducati. Aproveitando a boa performance da Desmosedici no Catar, Andrea Dovizioso cravou 1min54s818 e garantiu a liderança do primeiro dia da bateria final de testes da pré-temporada. 0s361 mais lento, Maverick Viñales ficou com o segundo posto, com Cal Crutchlow completando o top-3
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo
 
Comprovando a boa performance da Ducati em Losail, Andrea Dovizioso aproveitou o primeiro dia da bateria final de testes da pré-temporada para comandar a MotoGP. Nesta sexta-feira (10), o italiano fez a melhor de suas 36 voltas em 1min54s818 e garantiu o topo da tabela de tempos.
 
Ainda sem apresentar alternativa da Ducati para o veto às asas aerodinâmicas — o que é esperado para este sábado —, Dovizioso rodou abaixo do recorde da pista, com Maverick Viñales apenas conseguindo reduzir o atraso para 0s361.
Andrea Dovizioso foi o mais rápido no primeiro dia no Catar (Foto: Ducati)
Cal Crutchlow avançou na última de suas 28 voltas e ficou com o terceiro posto, já 0s603 mais lento que o ponteiro. A surpresa, no entanto, ficou por conta de Karel Abraham, que arrematou a quarta colocação.
 

Às vésperas da estreia oficial pela Ducati, Jorge Lorenzo anotou 1min55s617 e ficou em quinto, 0s004 mais lento que o tcheco da Aspar. 0s024 atrás do #99, Jonas Folger garantiu o sexto posto.
 
Valentino Rossi, que ainda trabalha na distribuição de peso da YZR-M1 e tenta definir o chassi de 2017, foi 0s860 mais lento que Dovizioso e ficou com o sétimo tempo, à frente de Dani Pedrosa.
 
Johann Zarco segue mostrando uma boa adaptação à nova categoria e ficou com o nono posto, à frente de Andrea Iannone, que escapou ileso de duas quedas nesta sexta.
 
Quem também se acidentou foi Marc Márquez. O campeão vigente caiu assim que foi para a pista com a nova carenagem da Honda e voltou a se acidentar na hora final em Losail. Apesar do duplo susto, o #93 escapou ileso, mas ficou com o 12º tempo, 1s081 atrás de Dovizioso.
 
Na Aprilia, o melhor colocado foi Aleix Espargaró. O catalão chegou a aparecer mais para cima na tabela, mas acabou em 13º, 1s096 atrás do líder.
 
Na KTM, foi Pol Espargaró quem estabeleceu o melhor registro. O #44 cravou 1min56s666 na melhor de suas 46 voltas e ficou em 19º, 1s847 mais lento que Dovizioso. O catalão também caiu nesta sexta, mas escapou de lesões.
 
Saiba como foi o primeiro dia de testes da MotoGP no Catar:
 
A última bateria de testes da pré-temporada 2017 da MotoGP começou ainda com dia claro em Losail, já que a pista foi liberada para os pilotos duas horas antes do pôr-do-sol. Assim, o início da sessão não foi lá dos mais movimentados.
Maverick Viñales fez o segundo tempo em Losail (Foto: Yamaha)
Empenhada na evolução da GP16, a KTM não tardou a mandar seus pilotos para a pista. Pol Espargaró foi o primeiro a sair, seguido por Bradley Smith pouco depois. Piloto de testes da marca austríaca, Mika Kallio também está em Losail para participar da sessão. 
 
Este início, entretanto, foi apenas para alguns shakedowns, nada muito sério rolando na pista antes do início da noite catari.
 
Depois de muita calmaria, Sam Lowes, Aleix Espargaró e Jack Miller entraram na pista com quase duas horas de sessão. O titular da Marc VDS tinha suas duas motos equipadas com a nova versão do motor Honda, assim como Tito Rabat, que volta de lesão.
 

Com o cair da noite, mais e mais pilotos foram entrando na pista. Com 2h30 de sessão, Márquez tinha o topo da tabela, 0s033 à frente de Rossi. Viñales vinha em terceiro, com Lorenzo, Folger, Zarco, Aleix e Pol Espargaró, Kallio e Baz completando o top-10.
 
Minutos mais tarde, Dani Pedrosa saltou para o topo da tabela com 1min56s383 em sua quarta volta, 0s518 melhor que Dovizioso, que agora aparecia em segundo, à frente de Márquez, Rossi, Viñales e Bautista.
 
Na sequência, Lorenzo chegou a saltar para o segundo posto, mas caiu pra terceiro, com Márquez superando Pedrosa por 0s483. Aleix vinha em quarto, à frente de Viñales e Dovizioso.
 
Iannone sofreu uma queda na curva 6 de Losail, mas não se feriu e logo retornou para os boxes da Suzuki. 
 
Quando o cronometro marcou quatro horas de sessão, Viñales já estava de volta ao comando da MotoGP, 0s114 à frente de Dovizioso. Márquez tinha o terceiro posto, seguido por Rossi e Aleix, que vinha mostrando uma ótima evolução com a RS-GP da Aprilia.
 
Quem também vinha impressionando era Karel Abraham. Depois de um ano no Mundial de Superbike, o tcheco abriu a segunda metade da sessão desta sexta-feira na décima colocação, 0s790 atrás de Viñales.
 
No início da quinta hora de teste, Márquez deixou os boxes com a nova carenagem da Honda — uma solução para o fim das asas aerodinâmicas —, mas ficou pouco na pista, já que caiu na última curva e teve de voltar aos boxes. O atual campeão não se machucou.



Perto da marca de cinco horas de sessão, Lorenzo saltou para o topo da tabela com 1min55s617, 0s024 melhor que Folger, que agora vinha em segundo. Pedrosa era o terceiro, à frente de Viñales, Dovizioso, Abraham, Márquez, Redding, Rossi e Baz. Uma ordem um tanto incomum.
 
A liderança do #99, porém, durou pouco, já que Dovizioso saltou para ponta com 1min54s818  — já abaixo do recorde de volta do traçado do Catar —, 0s446 melhor que Viñales, que tinha agora a segunda colocação. Losail sempre foi uma boa pista para a Ducati.
 
Quando a sessão entrou na hora final, a liderança ainda era de Dovizioso, que agora tinha Viñales ligeiramente mais próximo. Crutchlow aparecia na terceira colocação, à frente de um surpreendente Abraham. Lorenzo era o quinto colocado, com Folger, Rossi, Pedrosa, Zarco e Iannone fechando a lista dos dez primeiros. Assim, a atividade em pista chegou a um fim prematuro.

MotoGP, Catar, Losail, Teste coletivo, Dia 1:
 
1 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:54.819   26 36
2 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:55.179 +0.360 49 60
3 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:55.420 +0.601 28 28
4 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:55.613 +0.794 42 42
5 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:55.616 +0.797 27 46
6 94 JONAS FOLGER ALE TECH3 YAMAHA 1:55.640 +0.821 27 37
7 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:55.679 +0.860 43 48
8 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:55.692 +0.873 21 38
9 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:55.704 +0.885 45 54
10 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:55.751 +0.932 30 41
11 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:55.830 +1.011 33 41
12 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:55.899 +1.080 16 39
13 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:55.916 +1.097 32 43
14 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:56.017 +1.198 49 59
15 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:56.085 +1.266 23 37
16 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:56.116 +1.297 31 43
17 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:56.193 +1.374 25 31
18 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:56.589 +1.770 41 48
19 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:56.665 +1.846 44 46
20 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:57.090 +2.271 24 38
21 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:57.455 +2.636 36 46
22 36 MIKA KALLIO FIN KTM 1:58.039 +3.220 32 32
23 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:58.755 +3.936 35 46

Últimas Notícias
quinta-feira, 25 de maio de 2017
Indy
MotoGP
Indy
Outras
MotoGP
F1
Indy
Indy
F1
MotoGP
Indy
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook