MotoGP
12/08/2017 09:52

Márquez se impõe no Red Bull Ring e fatura quinta pole de 2017. Dovizioso bate Lorenzo pelo segundo lugar

Marc Márquez mostrou a força da Honda na Áustria e faturou a quinta pole-position da temporada 2017 da MotoGP. No instante final, Andrea Dovizioso superou Jorge Lorenzo para ficar como segundo posto. Melhor Yamaha, Maverick Viñales ficou como quarto posto
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo

Marc Márquez enterrou de vez o passado ‘sombrio’ da Honda no Red Bull Ring. Depois de um 2016 difícil no traçado de Spielberg, o #93 desfilou a força da RC213V e conquistou sua quinta pole-position na temporada 2017 neste sábado (12).  O espanhol, aliás, alcançou a 70ª pole da carreira no Mundial de Motovelocidade.
 
Com sua melhor volta em 1min23s235, Márquez não deu chances para os rivais, nem mesmo para a favorita Ducati, que terá de se contentar com as duas posições restantes da primeira fila. No instante final, Andrea Dovizioso bateu Jorge Lorenzo pelo segundo lugar por 0s242.
Marc Márquez ficou com a pole no Red Bull Ring (Foto: GEPA pictures/ Christian Walgram)
Maverick Viñales liderou o esforço da Yamaha e vai abrir a segunda fila do grid, à frente de Danilo Petrucci, que teve de passar pelo Q1 neste sábado. Johann Zarco aparece em sexto.
 

Valentino Rossi foi 0s747 mais lento que Márquez e vai sair em sétimo, à frente de Dani Pedrosa, que também teve de se aventurar na primeira fase da classificação. Cal Crutchlow fecha a terceira fila, com Andrea Iannone completando o top-10.
 
Em casa neste fim de semana, a KTM teve seu melhor resultado por Pol Espargaró, que cravou 1min24s101 para ficar com o 16º posto. Wild-card, o piloto de testes Mika Kallio faturou a 18ª posição, com Bradley Smith aparecendo em 22º.

Entre os pilotos da Aprilia, a melhor performance veio de Aleix Espargaró, que ficou com o décimo posto no grid. Sam Lowes larga em 23º, à frente apenas de Tito Rabat.
 
Márquez bate Viñales e lidera TL4 na Áustria
 
Com o céu bem nublado, a temperatura não mudou em Spielberg nesta tarde. Quando a MotoGP foi para a pista para o quarto treino livre, os termômetros marcavam 19,4°C, com o asfalto chegando a 23,7°C. 
 

Depois de um teste positivo em Brno, a dupla da Yamaha decidiu usar o quarto treino livre para testar a nova carenagem aerodinâmica da M1. E parece que funcionou.
 
Com 1min26s178, Rossi foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s298 à frente de Zarco. Lowes aparecia em terceiro, seguido por Aleix e Baz.
 
Na sequência, Viñales tomou brevemente a ponta, mas levou o troco de Rossi, que passou 0s248 melhor. Iannone era terceiro, seguido por Pedrosa e Márquez. Lorenzo, então, apareceu 0s017 melhor que o #46 para se instalar no topo da tabela.
 
Pouco depois, Pedrosa assumiu a liderança com 1min24s400, 0s125 melhor que Iannone. Márquez era terceiro, à frente de Viñales e Rossi. Pol vinha em sexto.
 

Márquez saltou para segundo na volta seguinte, 0s111 mais lento que Pedrosa, Lorenzo também melhorou e se colocou em quarto, com Dovizioso aparecendo para ocupar o sexto lugar.
 
Em sua sétima volta nesta tarde, Márquez chegou a 1min24s398 e assumiu a ponta, passando Pedrosa por apenas 0s002.
 
Com 18 minutos para o fim, Viñales, calçado com pneus médios, superou Márquez por 0s051 e assumiu a ponta. Dovizioso subiu para quinto, à frente de Rossi, Folger e Lorenzo.
 
Em meados da sessão, os boxes ficaram mais movimentados. Na pista, o top-10 tinha Viñales, Márquez, Pedrosa, Iannone, Dovizioso, Rossi, Folger, Lorenzo, Pol e Crutchlow.
 
De volta à pista, Márquez colocou um pneu médio na frente da Honda e um duro atrás. O espanhol segue trabalhando na avaliação de todos os compostos disponíveis. Rossi, aliás, tinha a mesma combinação de pneus do #93.
 

Com cinco minutos para o fim, Márquez sofreu uma queda na curva três, mas se levantou tão rápido que já estava montado na RCV quando os fiscais chegaram para ajudá-lo.
 
Exibindo um ritmo forte, Rossi melhorou sua marca, mas seguiu em sexto. O italiano tentou um novo giro, mas perdeu na parcial final e seguiu a 0s297 de Viñales, que ainda liderava.
 

Com menos de dois minutos para o fim, Iannone ficou parado na pista com um problema na Suzuki, que soltava fumaça.
 
Enquanto isso, Márquez baixou para 1min24s180 e assumiu a ponta, 0s167 à frente de Viñales.
 
Com o fim da sessão, ninguém superou Márquez, que fechou o TL4 com 0s167 de margem para Viñales. Pedrosa era terceiro, à frente de Zarco, Iannone, Dovizioso, Rossi, Redding, Folger e Lorenzo.
 
Petrucci e Pedrosa avançam ao Q2
 
Como manda o resultado combinado do primeiro treino livre, Barberá, Petrucci, Bautista, Lowes, Pedrosa, Kallio, Smith, Aleix, Rins, Miller, Pol, Redding, Rabat e Folger eram os participantes do Q1.
 
Barberá foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s133 à frente de Redding. Terceiro, Pedrosa estava a 0s193 de uma vaga na fase seguinte. O #26 tinha um par de pneus médios, enquanto muitos dos demais já calçavam a traseira com a borracha macia.
 
Na volta seguinte, Pedrosa foi a 1min23s924 e assumiu a ponta, 0s247 melhor que Barberá, o segundo colocado. Redding era terceiro, à frente de Miller e Petrucci.
 
Pedrosa e Barberá conseguiram permanecer no top-2, com Redding melhorando para se aproximar 0s033 da linha de corte. Kallio subiu para quarto, à frente de Petrucci e Folger.
 
Na metade da sessão, os pilotos foram para os boxes em busca de novos pneus. Era hora de fazer um ataque final.
Andrea Dovizioso sequer usou o pneu traseiro macio na classificação (Foto: GEPA pictures/ Daniel Goetzhaber)
Com cinco minutos para o fim, a sessão recomeçou para valer. Redding foi o primeiro a avançar, se colocando na segunda colocação, 0s132 atrás de Pedrosa.
 
Pouco depois, Petrucci passou em 1min23s754 e tomou a ponta de Pedrosa, abrindo 0s170 de margem para o espanhol. Redding, Pol e Barberá vinham na sequência.
 
Com poucos segundos para a bandeirada, Pedrosa conseguiu uma melhora, mas apenas para reduzir para 0s095 a margem de Petrucci no topo da tabela.
 

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Spielberg, Folger confirmou o terceiro tempo, à frente de Barberá e Redding. Pol bem que tentou, mas acabou em sexto.
 
Assim, Petrucci e Pedrosa avançaram para a fase seguinte, com Folger ficando com o 13º posto do grid, à frente de Barberá, Redding, Pol, Bautista, Kallio, Miller, Aleix, Rins, Smith, Lowes e Rabat.

Márquez segura Ducati e é pole na Áustria
 
Aprovados no Q1, Petrucci e Pedrosa se juntaram a Márquez, Zarco, Iannone, Lorenzo, Rossi, Dovizioso, Viñales, Baz, Abraham e Crutchlow na briga pela pole.
 
Para a fase final do treino classificatório, a temperatura tinha subido ligeiramente, especialmente na pista, que agora chegava a 27°C. O vento também tinha um pouco mais de força e soprava com uma velocidade de 8 km/h.
 
Quando a pista foi liberada, Márquez foi o primeiro a sair, seguido de perto pelo pelotão, com Viñales, Lorenzo e Zarco sendo os últimos a deixar os boxes. O piloto da Tech3, aliás, demorou bastante mais, saindo apenas alguns minutos mais tarde.
Maverick Viñales vai abrir a terceira fila na Áustria (Foto: Michelin)
Tentando cravar sua volta, Márquez ia seguido por Iannone e tentava se livrar do italiano. Enquanto isso, Rossi assumiu a ponta com 1min24s558, 0s509 melhor que Viñales, que se colocou em segundo. Marc, por outro lado, acabou em décimo, já que não forçou para evitar puxar Iannone.
 
Na passagem seguinte, Abraham tomou a ponta, 0s084 melhor que Rossi. Pedrosa subiu para terceiro, à frente de Viñales, Lorenzo e Petrucci.
 
Maverick, que tinha um pneu médio na frente e um macio atrás, alcançou 1min24s208 e tirou a liderança do piloto da Aspar por uma margem de 0s030. 
 
Márquez, então, acabou com a brincadeira. Em seu quarto giro, o #93 alcançou 1min23s473 e tirou a liderança de Viñales por 0s735. Rossi assumiu o segundo posto, com Dovizioso em terceiro.
 
O #25 tentou reagir de imediato e saltou para segundo, ainda 0s459 mais lento que o líder. Dovizioso não deixou por menos e passou Maverick, se colocando a 0s340 do rival da Honda. O italiano tinha um pneu médio na traseira da Ducati.
 
Quando chegou a hora do pit-stop, o top-5 tinha Márquez, Dovizioso, Viñales, Rossi e Petrucci.
 
Agora devidamente calçados com os pneus macios na traseira ― exceto por Dovizioso, que seguiu com a borracha média ―, os pilotos partiram para o ataque final à tabela.
 
Lorenzo foi o primeiro a avançar, saltando para a segunda colocação, 0s148 atrás de Márquez. Zarco também melhorou e se colocou em quinto, seguido por Crutchlow.
 
Marc, então, chegou a 1min23s235 ― já melhor que o recorde da pista ―, ampliando para 0s386 sua margem na ponta. Rossi também melhorou e assumiu o quinto lugar. Mais atrás, Pedrosa vinha em oitavo.
 
Viñales também deu um passo à frente e assumiu o terceiro posto, com Zarco passando Rossi pelo quinto lugar.
 
No instante final, Dovizioso superou Lorenzo por 0s242 e ficou com o segundo posto do grid.
 


MotoGP, GP da Áustria, Red Bull Ring, Classificação:

1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:23.235  
2 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:23.379 +0.144
3 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:23.621 +0.386
4 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:23.754 +0.519
5 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:23.780 +0.545
6 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:23.879 +0.644
7 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:23.982 +0.747
8 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:23.985 +0.750
9 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:24.024 +0.789
10 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:24.185 +0.950
11 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:24.220 +0.985
12 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:24.483 +1.248
13 94 JONAS FOLGER ALE TECH3 YAMAHA 1:24.015 +0.780
14 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:24.036 +0.801
15 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:24.037 +0.802
16 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:24.101 +0.866
17 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:24.202 +0.967
18 36 MIKA KALLIO FIN TECH3 YAMAHA 1:24.261 +1.026
19 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:24.321 +1.086
20 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:24.447 +1.212
21 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:24.448 +1.213
22 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:24.530 +1.295
23 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:24.852 +1.617
24 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:24.900 +1.665

SE A RENAULT NÃO COLOCAR KUBICA DE VOLTA NA F1, ALGUÉM VAI COLOCAR


Últimas Notícias
sábado, 12 de agosto de 2017
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
sexta-feira, 11 de agosto de 2017
Truck
Indy
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook