MotoGP
17/02/2017 08:28

Márquez vê avanço da Honda no último dia em Phillip Island e comemora: “Time começou a entender o que eu quero”

Dono de segundo melhor tempo no último dia de testes da MotoGP em Phillip Island, Marc Márquez avaliou que a Honda conseguiu um avanço importante nesta sexta-feira (17). Espanhol avaliou que a equipe começa a entender o que ele quer da RC213V
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
 
Marc Márquez garantiu a segunda melhor marca no dia final da segunda bateria de testes da pré-temporada 2017. Nesta sexta-feira (17), o #93 cravou 1min28s843 na melhor de suas 96 voltas e ficou a 0s293 de Maverick Viñales, o líder dos trabalhos.
 
Apesar dos bons tempos e do ritmo de corrida impressionante que exibiu ao longo da semana, Márquez sempre se mostrou preocupado em relação ao comportamento da RC213V, mas afirmou que a Honda conseguiu dar um importante passo nesta sexta.
Marc Márquez avaliou que a Honda encontrou um jeito de evoluir nesta sexta (Foto: Honda)

“Nós encontramos uma estradinha, um caminho bem estreito”, disse Márquez. “Eu estava dizendo ao time a mesma coisa todos os dias, estamos perdendo alguma coisa na eletrônica, no motor. Mas hoje, especialmente durante a tarde, nós melhoramos bastante. De manhã, nós fizemos uma grande mudança e gastamos muito tempo para tentar coisas grandes”, contou.
 
“Mas de tarde nós nos concentramos mais na nossa base e tentamos trabalhar nesses problemas. Quase em todas as saídas, os tempos de volta iam ficando melhores e melhores, porque eu me senti melhor na moto. Parece que o time começou a entender o que eu quero com este motor”, falou Marc, que completa 24 anos nesta sexta. “Ainda não é o que eu quero, mas está ficando melhor e melhor”, reconheceu.
 
Com um apenas mais um teste para o fim da pré-temporada 2017, Márquez avaliou que este foi o momento ideal para a Honda conseguir avançar.
 
“Nós fizemos mais de cem voltas por dia, gastamos muito tempo, mas acho que isso é normal. Nós temos de entender, é importante chegar ao Catar e, desde o princípio, ter uma boa base”, considerou. “Durante o fim de semana de corrida, nós não podemos fazer cem voltas por dia, o tempo é muito menor”, comentou. 
 
“A HRC está tentando resolver os problemas que eu sinto e também passo a passo nós estamos tentando talvez ter algo mais com o motor. Desde o primeiro dia da pré-temporada até agora, eles melhoraram muito”, opinou. “Ainda restam mais três dias no Catar e nós vamos tentar melhorar ainda mais. A partir da primeira corrida, nós sabemos que o motor está congelado, então vamos tentar trabalhar duro nesses três dias”, encerrou.

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

Últimas Notícias
segunda-feira, 26 de junho de 2017
F1
domingo, 25 de junho de 2017
Turismo
Indy
Indy
World Series
F1
F1
Indy
Indy
F1
F1
F1
MotoGP
Indy
F1
Galerias de Imagens
Facebook