MotoGP
19/04/2017 05:00

Márquez vê superioridade da Yamaha, mas minimiza momento “mais difícil” na Honda: “Ainda resta muita temporada”

Durante uma rápida passagem pelo Brasil, Marc Márquez reconheceu a superioridade da Yamaha neste início de 2017, mas lembrou que a temporada ainda é bastante longa. #93 admitiu momento difícil e avaliou que precisa seguir empenhado em tornar a RC213V uma moto melhor
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo
 
Marc Márquez reconheceu a força da Yamaha neste início de temporada 2017 da MotoGP. Após os GPs do Catar e da Argentina, Maverick Viñales e Valentino Rossi ocupam as duas primeiras posições na classificação do Mundial de Pilotos, enquanto o #93 tem apenas o oitavo posto.
 
Durante uma rápida passagem pelo Brasil no último dia 11, Márquez reconheceu que o déficit de 37 pontos em relação ao líder Viñales é grande, mas destacou que, embora os resultados não tenham vindo, sua performance não aparece como um grande problema.
Marc Márquez destacou que precisa seguir empenhado em melhorar a Honda (Foto: Felipe Tesser)

“Depois dos dois primeiros GPs, no momento eu sou o oitavo na classificação. Estou muito atrás, mas o importante é que o nível está lá”, disse Márquez em uma coletiva de imprensa acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Na Argentina nós caímos, mas estávamos liderando a corrida, o que mostra que o nível é bom”, ponderou. 
 
“No momento, os dois pilotos da Yamaha estão muito fortes, tanto Viñales quanto Valentino, e vamos tentar seguir melhorando para ver se na próxima corrida já podemos começar a pisar no primeiro pódio da temporada ou, porque não, lutar pela vitória”, continuou.
 
Questionado sobre o momento ruim que atravessa, Márquez disse que prefere falar em situação difícil, mas garantiu que segue empenhado em dar a volta por cima.
 
“Uma carreira esportiva sempre tem situações boas e outras mais difíceis”, declarou. “Não gosto de falar em situações ruins, mas em mais difíceis. Você tem sempre que tentar aprender, tentar melhorar”, apontou. 
 
“No ano passado nós começamos muito bem, depois não estávamos tão bem. Este ano talvez não tenha começado da melhor maneira, mas ainda resta muita temporada e vamos ter de tentar aprender com o que fizemos mal e seguir melhorando dia a dia”, avisou. “E, principalmente, trabalhar em conjunto com a Honda para também melhorar a moto”, concluiu.
 
PADDOCK GP #73 DISCUTE F1, MOTOGP E INDY E FAZ PRÉVIA DO GP DO BAHREIN



Últimas Notícias
quarta-feira, 16 de agosto de 2017
F1
MotoGP
MotoGP
Stock Car
Stock Car
Indy
Indy
F1
MotoGP
MotoGP
F1
F1
F1
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook