MotoGP
12/08/2017 10:55

Pasini bate Morbidelli por 0s001 e fica com pole para etapa da Áustria da Moto2. Lüthi larga em quinto

Não deu para ninguém na classificação deste sábado da Moto2 na Áustria. Mattia Pasini mostrou ritmo dominante durante toda a sessão no Red Bull Ring e após anotar a marca de 1min29s394, conquistou a pole-position. Franco Morbidelli ficou com o segundo posto por 0s001, com Francesco Bagnaia largando em terceiro
Warm Up
NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
Mattia Pasini não deu folga para os adversários na Áustria. Neste sábado (12), aconteceu a classificação no Red Bull Ring e após anotar a marca de 1min29s394, o italiano conquistou a pole-position da Moto2 para a prova austríaca.
 
Confira como foi a classificação da Moto2 na Áustria:
 
Assim como as atividades de mais cedo, o céu estava aberto para a classificação da Moto2. Com clima agradável, os termômetros marcavam temperatura de 20ºC, com o asfalto atingindo cerca de 24ºC.
 
Assim que os cronômetros começaram a rodar, os pilotos logo correram para o traçado. O primeiro a anotar uma volta rápida foi Mattia Pasini, cravando a marca de 1min30s578, com Franco Morbidelli logo atrás.
Pasini conquistou a pole da Moto2 (Foto: Reprodução)
O treino mal tinha começado no Red Bull Ring e Xavi Vierge e Remy Gardner acabaram sofrendo um acidente e indo ao chão. Apesar do susto, nada sofreu a dupla da Tech3.
 
Poucos giros depois o ítlao-brasileiro já seria superado e cairia para a quinta posição, com Álex Márquez, que sustentava uma desvantagem de 0s511 para o primeiro colocado, Francesco Bagnaia e Isaac Viñales aparecendo logo atrás do ponteiro.
 
Com o passar da sessão, o italiano da Italtrans conseguiu baixar sua marca mais rápida, agora anotando 1min29s394. Enquanto isso, Thomas Lüthi agora aparecia na terceira posição 0s455 mais lento.
 
Com pouco mais de 30 minutos para o final da sessão, Pasini ainda sustentava a volta mais rápida, seguido por Lüthi, Bagnaia, Márquez e Morbidelli. Nessa altura da classificação, os pilotos começavam a ir aos boxes. Poucos minutos depois, o top-4 estava parado.
 
Não demorou muito para que os competidores voltassem para  o traçado para tentar bater a marca do #54. A ordem agora era Pasini, Lüthi, Bagnaia, Máquez e Fabio Quartararo.
 
Quando o relógio atingiu a marca de 15 minutos para o final do treino, Pasini foi novamente para os boxes, como alguns outros pilotos do grid. Bagnaia, o segundo, tinha uma desvantagem de 0s187 para o ponteiro.
 
Em um classificatório claramente dominado pelo piloto #54, os pilotos bem que tentavam alcançar o ponteiro mas poucas mudanças eram vistas. Enquanto Bagnaia ocupada o segundo posto, Lüthi, Morbidelli e Márquez completavam o top-5 do momento.
 
Nos segundos finais o atual líder da classificação bem que tentou bater Pasini, e quase conseguiu. Em sua última volta rápida, o ítalo-brasileiro ficou apenas a 0s001 do italiano, que conquistou a pole-position. Álex Márquez foi o terceiro, com Francesco Bagnaia e Thomas Lüthi logo atrás.





SE A RENAULT NÃO COLOCAR KUBICA DE VOLTA NA F1, ALGUÉM VAI COLOCAR


Últimas Notícias
sábado, 12 de agosto de 2017
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
sexta-feira, 11 de agosto de 2017
Truck
Indy
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook