MotoGP
20/04/2017 15:00

Surpreso, Rossi diz que Alonso terá grande desafio na Indy 500, mas não descarta vitória: “Ele tem um grande talento”

Valentino Rossi afirmou que a ida de Fernando Alonso para as 500 Milhas de Indianápolis foi uma surpresa, mas comentou que será interessante ver a performance do asturiano. Titular da Honda, Marc Márquez falou pouco para fugir de saia justa com a Honda
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo
 
A participação de Fernando Alonso na edição 2017 das 500 Milhas de Indianápolis foi assunto também na MotoGP. O asturiano vai abrir mão do GP de Mônaco de F1 para participar da lendária prova da categoria norte-americana.
 
Nesta quinta-feira (20), durante uma coletiva de imprensa em Austin às vésperas do GP das Américas, Valentino Rossi e Marc Márquez foram questionados sobre a aventura de Alonso e não esconderam a surpresa.
Valentino Rossi não descartou triunfo de Fernando Alonso nas 500 Milhas de Indianápolis (Foto: Yamaha)

“Foi uma surpresa, porque é estranho que Alonso não corra em Mônaco, mas acho que a situação com o carro é difícil e ele que tentar outra coisa”, disse Rossi. “Vai ser muito interessante entender potencial de Alonso na Indy, porque é um mundo completamente diferente, especialmente quando você corre no oval. No passado, uma vez eu testei com a Nascar e foi muito interessante, mas é muito diferente em comparação com uma pista normal”, apontou. 
 
“Acho que vai ser um grande desafio e muito interessante de acompanhar”, opinou.
 
Perguntado sobre a possibilidade de seguir os passos de Alonso em alguma corrida lendária do esporte, Rossi voltou a manifestar seu interesse pelas 8 Horas de Suzuka, mas descartou participar das 24 Horas de Le Mans.
 
“Para mim, eu sempre gostei muito das 8 Horas de Suzuka. É uma ótima corrida. Eu estive lá com a Honda em 2000 e 2001. É uma ótima atmosfera, uma ótima corrida”, comentou. “24 Horas de Le Mans? A pista é muito curta e 24 horas é muito longa”, brincou.
 
Titular da Honda na MotoGP, Márquez ficou em uma situação mais difícil e evitou se aprofundar ao falar da fase vivida por Alonso com a McLaren na F1.
 
“Tenho mais ou menos a mesma opinião de Valentino”, começou Márquez. “Claro, a decisão, do meu lado, é difícil de entender, também porque Mônaco é uma das pistas em que talvez ele possa conseguir um bom resultado com a McLaren”, ponderou.
 
“No fim, nós fazemos parte da mesma família, a família Honda, e eu não sei sobre a decisão dele. Não vou dizer mais nada, porque eu não sei... Honda... sabe... Está dentro da Honda, então...”, titubeou.
 
Questionado se Alonso pode vencer as 500 Milhas de Indianápolis, Rossi reconheceu que será difícil, mas apontou o triunfo de Alexander Rossi em 2016 como exemplo de que é possível. 
 
“Difícil, mas por que não?”, respondeu. “Alonso é um dos melhores, tem um grande talento. Acho também que no ano passado, se não esqueci, venceu um piloto muito jovem que estava estreando na Indy, então por que não?”, lembrou.
 
Márquez seguiu a mesma linha, mas lembrou que a Indy é uma categoria bastante peculiar.
 
“Sim, mas é uma corrida difícil de entender de fora, porque você tem de ter muita sorte, o vácuo é muito estranho, mas todos os pilotos na F1 dizem que Alonso é um dos melhores em um carro, então o talento dele está lá e acho que ele vai se sair bem”, completou.
 
PADDOCK GP #74 DEBATE: QUAIS OS PILOTOS COM POTENCIAL DE FUTURO CAMPEÃO MUNDIAL DE F1?



Últimas Notícias
sexta-feira, 21 de julho de 2017
Brasileiro de Turismo
Truck
Stock Car
Stock Car
Indy
Truck
F1
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
Truck
F1
Galerias de Imagens
Facebook