MotoGP
11/03/2017 17:00

Viñales reage à ameaça da Ducati e puxa 1-2-3 da Yamaha no segundo dia de testes da MotoGP no Catar. Lorenzo é oitavo

Depois de ver Andrea Dovizioso registrar o melhor tempo no primeiro dia de testes da MotoGP em Losail, Maverick Viñales colocou ordem na casa e garantiu a melhor marca deste sábado (11). 0s277 mais lento que o companheiro de equipe, Valentino Rossi garantiu o segundo posto, com Jonas Folger fechando a trinca da Yamaha no topo da tabela. Melhor Ducati, Jorge Lorenzo ficou em oitavo
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo
 
Não durou muito o comando da Ducati em Losail. Neste sábado (11), Maverick Viñales tratou de colocar ordem na casa e retomou o topo da tabela de tempos da pré-temporada da MotoGP.
 
Neste segundo dia de atividades no último teste coletivo antes da estreia do Mundial, o #25 completou 49 voltas, a melhor delas em 1min54s455 e garantiu a melhor marca da semana, superando o recorde da pista e também o tempo da pole do ano passado.
 
Insatisfeito com o primeiro dia, Valentino Rossi começou a sessão bem apagado, mas ressurgiu nos instantes finais da penúltima hora para escalar a tabela. Com 1min54s732, o italiano arrematou o segundo posto, 0s277 atrás do novo companheiro de equipe.
Maverick Viñales comandou o segundo dia em Losail (Foto: Yamaha)
Reafirmando sua boa integração na Tech3, Jonas Folger completa o dia feliz da casa de Iwata. O estreante completou 41 voltas no traçado catari e garantiu a terceira colocação, 0s462 atrás do ponteiro.
 

Melhor entre os pilotos da Honda, Cal Crutchlow deixou para trás os problemas técnicos que tumultuaram seu primeiro dia no Catar e fez o quarto registro, 0s577 mais lento que Viñales.
 
Primeiro na lista de surpresas, Aleix Espargaró colocou a Aprilia na quinta colocação. Bem adaptado à ainda em desenvolvimento RS-GP, o catalão registrou 1min55s121 e ficou a 0s666 do ex-parceiro de Suzuki.
 
Campeão vigente, Marc Márquez teve um dia mais tranquilo neste sábado, mas não conseguiu nada melhor que o sexto posto, 0s049 à frente de Álvaro Bautista, o sétimo colocado.
 
Segundo melhor na lista de pilotos que contam com equipamento Ducati, Jorge Lorenzo aparece na sequência, já 0s889 atrás de Viñales. Scott Redding fez o nono registro.
 
Com 1min55s354, Johann Zarco aparece para completar um top-10 separado por 0s899. Surpresa do primeiro dia, Karel Abraham ficou em 11º, encerrando a lista de pilotos no mesmo segundo do líder.
 
Entre os pilotos da Suzuki, Andrea Iannone foi quem cravou o melhor tempo, mas nada bom o bastante para passar do 12º posto, 0s038 à frente de Andrea Dovizioso.  O líder do primeiro dia, aliás, testou neste sábado a exótica solução da Ducati para fim das asas aerodinâmicas.
 
Do lado da KTM, Pol Espargaró voltou a liderar o time, mas apenas com o 21º tempo. O #44 cravou 1min56s648 e ficou a 2s193 de Viñales, 0s619 melhor que Bradley Smith, o 22º colocado após um esforço na hora final. Mika Kallio vinha logo atrás.
 
Saiba como foi o segundo dia de testes da MotoGP em Losail:
Valentino Rossi garantiu o segundo posto na penúltima hora (Foto: Yamaha)
Assim como aconteceu na sexta-feira, o sábado no Catar começou com pouca atividade na pista, já que os pilotos esperavam pelo pôr-do-sol. Bradley Smith foi um dos primeiros a quebrar o silêncio. Mika Kallio saiu logo depois, mas retornou para os boxes rapidamente.
 
Mais satisfeito com a Ducati, Jorge Lorenzo foi o terceiro a entrar na pista e, claro, se instalou no topo da tabela. Depois, foi Márquez quem deixou os boxes.
 

Após 14 voltas neste segundo dia de testes em Losail, Lorenzo sofreu uma queda na curva dois, mas escapou ileso.
 
Com cerca de 1h45min de sessão, começou a chover em Losail. Há algumas semanas, a MotoGP fez um teste no traçado catari com Loris Capirossi e Franco Uncini e entendeu que a chuva não impedia os pilotos de rodarem, já que as luzes não refletem consideravelmente na pista molhada. 
 
Assim, a direção de prova comunicou os pilotos de sua observação e acordou que, caso chova, os titulares da classe rainha entrarão na pista por testarem as condições. Não ficou definido que a corrida será realizada em caso de chuva, mas a possibilidade seque a mão.
 
Com duas horas de sessão, Lorenzo liderava o treino com 1min55s34, 1s399 melhor que Márquez. Kallio era o terceiro, à frente de Kallio, Smith, Miller, Rabat e Pol.
 
Após alguns minutos, as condições melhoraram e os pilotos voltaram a sair. Com 1min55s196, Márquez tomou a ponta de Lorenzo. Bautista saltou para o terceiro posto, seguido por Redding, Aleix, Miller, Pedrosa, Kallio, Smith e Rabat.
 
Passadas as primeiras três horas deste segundo dia no Catar, Márquez tinha o topo da folha de tempos, 0s148 mais rápido que Lorenzo. Viñales aparecia em terceiro, escoltado por Folger, Bautista e Rossi.
 
Mais tarde, Rossi conseguiu baixar seu tempo, mas caiu pouco depois. O italiano não se feriu, mas logo voltou aos boxes da Yamaha.
Jonas Folger completou o 1-2-3 da Yamaha em Losail (Foto: Suzuki)
Enquanto isso, Aleix Espargaró saltou para o quinto posto, 0s666 atrás do líder. O catalão se adaptou bem à RS-GP.
 
Com pouco mais de três horas para o fim da sessão, Viñales baixou para 1min54s984 e assumiu o comando da sessão, 0s212 à frente de Márquez. Lorenzo, Folger, Bautista, Dovizioso, Aleix, Pedrosa, Crutchlow e Rossi completaram um top-10 separado por 1s082.
 

Bautista e Aleix, aliás, caíram pouco depois, mas escaparam de lesões. O mesmo aconteceu com Jack Miller, que se acidentou na curva um. Instantes mais tarde, Smith caiu na curva dois e Petrucci na 12. De acordo com a Pramac, os pilotos tinham dificuldade de aderência na curva 12.
 
 
Enquanto isso, Viñales apertou o passo, cravou 1min54s455 — abaixo do recorde da pista e um décimo mais rápido que o tempo da pole do ano passado — e abriu 0s741 de vantagem para Márquez, o segundo colocado. Lorenzo era o terceiro, à frente de Zarco e Folger.
 
Pouco depois, Folger respondeu, anotou 1min54s917 e saltou para a segunda colocação, reduzindo para 0s462 a vantagem de Viñales no topo da tabela. Aleix também foi melhor e agora vinha em terceiro, 0s204 atrás do #94. Provavelmente, eram os pneus macios em cena.

Depois de uma passagem pelos boxes da Yamaha, Rossi voltou para a pista para cravar 1min54s754 e saltar para o segundo posto, 0s299 atrás de Viñales. Foi um salto enorme do #46, que não fechou a sexta-feira feliz e ainda tenta melhorar sua performance na entrada de curva.
 
Três giros mais tarde, o italiano de Tavullia foi ainda melhor e reduziu para 0s277 a margem de Viñales no topo da tabela.
 
Com uma hora para o fim do segundo dia de testes, Viñales seguia no comando, 0s277 à frente de Rossi. Folger vinha em terceiro, fechando a trinca de Yamaha. Crutchlow era agora o quarto colocado, seguido por Aleix, Márquez, Bautista, Lorenzo, Zarco e Abraham.
 
Assim como na sexta-feira, a última hora em Losail foi de pouca movimentação, já que a diminuição da temperatura torna as condições de pista mais difíceis.

MotoGP, Catar, Losail, Teste coletivo, Dia 2:
 
1 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:54.455   44 49
2 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:54.732 +0.277 37 37
3 94 JONAS FOLGER ALE TECH3 YAMAHA 1:54.917 +0.462 28 41
4 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:55.032 +0.577 43 46
5 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:55.121 +0.666 29 34
6 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:55.196 +0.741 10 50
7 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:55.245 +0.790 44 48
8 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:55.344 +0.889 10 53
9 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:55.353 +0.898 43 43
10 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:55.354 +0.899 31 45
11 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:55.420 +0.965 46 46
12 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:55.545 +1.090 48 48
13 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:55.583 +1.128 35 42
14 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:55.680 +1.225 31 33
15 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:55.808 +1.353 42 42
16 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:55.875 +1.420 23 48
17 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:56.110 +1.655 37 43
18 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:56.214 +1.759 40 48
19 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:56.251 +1.796 28 59
20 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:56.276 +1.821 24 35
21 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:56.648 +2.193 37 43
22 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:57.267 +2.812 52 55
23 36 MIKA KALLIO FIN KTM 1:57.688 +3.233 32 42


 
PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA



Últimas Notícias
terça-feira, 25 de julho de 2017
F1
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
F1
F1
Warm Up
F1
segunda-feira, 24 de julho de 2017
Indy
F-E
Superbike
F-E
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook