Nascar
18/03/2017 19:51

Allgaier segura adversários no fim e garante vitória na movimentada corrida da Xfinity em Phoenix

A Xfinity disputou, na noite deste sábado (18), a etapa de Phoenix. Em uma disputa movimentada, com diversas trocas de liderança, quem acabou mostrando ritmo exemplar foi Justin Allgaier, que segurou seus adversários para garantir a vitória
Warm Up
NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
 
Justin Allgaier soube administrar muito bem o seu ritmo durante a corrida deste sábado (18). Em Phoenix, o piloto conseguiu segurar as investidas de Erik Jones para garantir a vitória da Xfinity.
 
A pole-position da corrida estava com William Byron. No entanto, logo na largada, o piloto logo perdeu posições, e quem pulou para a ponta do pelotão era o competidor do carro #20.
 
Ainda no primeiro segmento, Erik e Allgaier logo começaram a disputar a primeira colocação. Após um quente embate entre os adversários, foi o titular da Toyota quem acabou levando a melhor.
 
Assim que começou a segunda parte da prova, Justin Dillon resolveu se meter na briga dos outros competidores. Ele chegou a assumir a liderança da corrida por algumas voltas, mas acabou caindo posições, vendo Blaney vencer o segundo segmento.
 
Por fim, uma nova briga entre Justin e Erik durante o terceiro segmento. Os pilotos passaram grande parte da reta final da disputa trocando a ponta do pelotão.
 
Então, quando a última relargada foi dada, com apenas quatro giros para a bandeira quadriculada, Allgaier conseguiu se manter na prova para vencer a corrida, e ainda viu Jones cair para a terceira colocação.
Allgaier garantiu a vitória em Phoenix (Foto: Reprodução/Twitter)
Confira como foi a corrida:
 
Primeiro segmento:
 
A largada aconteceu exatamente às 17h17 (no horário de Brasília). Largando da pole-position aparecia William Byron, que não fez boa saída e acabou perdendo três posições e caindo para quarto. Enquanto isso, Erik Jones assumia a ponta do pelotão.
 
Quem vinha na segunda colocação era Justin Allgaier, com Austin Dillon aparecendo em terceiro e Blake Koch fechava o primeiro top-5 da prova em Phoenix.
 
Foi então que, na 12ª volta, uma bandeira amarela se fez necessária na corrida. O motivo foi um acidente sofrido por Daniel Suarez, que acabou perdendo o controle do carro e acertando o muro. No entanto, o piloto nada sofreu.
 
Assim que foi dada a relargada, Jones conseguiu manter a liderança da corrida, seguido por Allgaier, Dillon, Byron e Koch. Foi então que uma intensa briga pela primeira colocação começou.
Ryan Blaney (Foto: Reprodução/Twitter)
O piloto do carro #7 soube dar o bote em cima do adversário, assumindo a ponta. No entanto, o #20 não deixou barato, e logo reassumiu a sua liderança. Depois de muitas trocas entre os competidores, Allgaier enfim conseguiu assegurar a primeira colocação.
 
Na reta final do primeiro segmento, Jones havia reassumido a liderança da disputa, puxando Dillon e Allgaier em segundo e terceiro, respectivamente. Logo atrás vinham Byron, Blaney, Sadler, Koch, Wallace Jr, Reddick e Gaghan fechando o top-10 do momento.
 
Segundo segmento:
 

Com o fim do primeiro segmento, os pilotos então se dirigiram para os boxes. Dos competidores do pelotão da frente, todos acabaram passando pelos boxes.
 
Voltando para a pista, agora era Dillon quem tomava a ponta do pelotão, seguido por Jones, Blaney, Allgaier e Reddick.
 
Assim que foi dada a relargada, o piloto do carro #2 conseguiu manter a liderança da corrida, enquanto puxava Allgaier e Jones. 
 
Como na primeira parte da disputa, uma intensa briga para quem assumiria o primeiro posto em Phoenix. Desta vez, era entre o piloto do carro #2 e #7. Após muita troca de posições, foi Justin quem levou a melhor.
 
Foi então que na volta 85 a segunda bandeira amarela da prova se fez necessária, por conta de um toque que Brendan Gaughan deu em Matt Tifft. O #62 então acabou rodando e indo para o meio da pista, mas não acertou ninguém.
 
Na relargada, Allgaier conseguiu se sair bem para manter a primeira posição. No segundo posto, uma quente briga entre Blaney e Dillon, e quem acabou levando a melhor seria o competidor do carro #22. 
 
Na reta final do segundo segmento em Phoenix, Blaney deu o bote certeiro em cima de Allgaier para tornar-se o novo líder da corrida. Atrás da dupla vinha Sadler, Dillon e Jones. E foi assim que terminou.
 
Terceiro segmento:
 

Mais uma vez, a bandeira amarela incentivou os pilotos a irem para os boxes. Na ordem de saída estavam Dillon, Blaney, Jones, Allgaier e Wallace Jr.
 
Quando foi dada a largada para a última parte da disputa em Phoenix, as coisas se mantiveram no pelotão.
 
Mas quando faltavam apenas 68 giros para o final da disputa, mais uma bandeira amarela foi necessária. Dessa vez, em uma briga por posições, Mario Gosselin e David Starr acabaram sofrendo um acidente e parando no muro.
 
Na relargada mais ação no traçado. A ordem era Dillon, Allgaier, Jones, Blaney e Wallace Jr. No entanto, o piloto do carro #7 não deixaria barato e ultrapassaria o adversário, pulando para a ponta.
 
Quando já haviam sido completadas 156 voltas, mais uma bandeira amarela na pista. Joey Gase perdeu o controle do #52, enchendo o muro da pista. Por conta disso, seu carro acabou pegando fogo no momento do acidente. Mas o piloto conseguiu sair e nada sofreu.
 
Então, quando os boxes foram abertos, muitos pilotos acabaram optando por fazer o pit-stop. Na saída dos boxes, a parte da frente do pelotão sofreu grandes mudanças. Agora, a ordem era Tifft, Dillon, Jones, Blaney e Clements.
 
Quando foi dada bandeira verde, Allgaier deu um salto da sétima colocação para a segunda, atrás apenas de Jones. Mas pouco tempo duraria, pois ele logo assumiria a colocação do #20.
 
Mas o ritmo de corrida duraria pouco em Phoenix, pois outra bandeira amarela seria causada. Drew Herring acabou rodando sozinho na pista, saindo do pelotão e indo parar no muro.
 
Em mais uma relargada, Jones sai melhor que o adversário e conquista assim a primeira colocação, com Blaney aparecendo em terceiro, Sadler e Dillon em quarto e quinto, respectivamente. 
Jones e Allgaier (Foto: Toyota Racing)
Após uma intensa briga, novamente, entre os dois competidores, foi o titular da Toyota quem acabou ficando com o primeiro posto.
Blake Koch, com 17 voltas para o final, acabou causando mais uma bandeira amarela na corrida, a sétima do dia. Ele acabou tocando um adversário, rodando e parando na pista.
 
A corrida foi retomada com 12 giros para a bandeira quadriculada. Allgaier permaneceu em primeiro, seguido de perto por Jones, Blaney, Sadler e Byron.
 
E pouco durou, pois mais uma bandeira amarela se fez presente em Phoenix. Dessa vez, motivada por um acidente entre Cole Custer em cima de Dillon. O piloto do carro #2 acabou rodando, e Ryan Sieg, que vinha um pouco mais atrás, também não conseguiu escapar e acertou o adversário.
 
Dessa vez, a prova teve que ser interrompida com uma bandeira vermelha. O motivo era que uma limpeza no traçado era necessária, então todos os carros ficaram parados na pista.
 
Enfim, foi dada a relargada para a reta final da prova, com quatro voltas para o fim. Allgaier permanece na liderança, seguido por Jones, Blaney, Byron e Wallace Jr. Sem mais nenhum problema, O piloto do carro #7 acabou vencendo a prova. Blaney foi o segundo, seguido de Jones, Byron e Sadler.

Últimas Notícias
segunda-feira, 20 de novembro de 2017
MotoGP
Endurance
F-E
F1
F1
MotoGP
Nascar
MotoGP
F3
F1
F1
Stock Car
domingo, 19 de novembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook